A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

16/10/2014 18:02

Olarte estuda reajustar IPTU em até 25% em 2015, afirma secretário

Priscilla Peres
Contribuintes podem esperar por reajuste acima da inflação e desconto maior. (Foto: Marcos Ermínio)Contribuintes podem esperar por reajuste acima da inflação e desconto maior. (Foto: Marcos Ermínio)

O valor do reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial e Urbano) de Campo Grande de 2015 ficará entre 10% e 25%, segundo o secretário de Planejamento e Finanças da Prefeitura, André Scaff. A prefeitura estuda três simulações de reajuste para decidir qual será o percentual de aumento.

Veja Mais
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas

A decisão que era para ser tomada nesta tarde foi adiada para segunda-feira (20), quando o prefeito Gilmar Olarte (PP) vai se reunir com a Câmara de Vereadores e sua equipe de Finanças para apresentar as simulações feitas e definir, em equipe, o percentual de aumento.

A decisão em conjunto com os vereadores é novidade. "Vamos apresentar as ideias aos vereadores, deixar eles a par do que está acontecendo. É uma atitude democraticamente correta", afirmou o secretário após reunião com o prefeito.

Segundo Scaff, além das perdas nos últimos três anos, considerando que não houve reajuste na base de cálculo, vão ser considerados o índice de inflação oficial do país, calculado pelo IBGE, e também o aumento dos custos da construção civil, também levantados pelo Instituto. Apesar disso, afirma que “o contribuinte não vai ter nenhuma surpresa ao receber o carnê”.

Desconto maior – Mesmo adiando a decisão de aumento, o projeto que prevê o reajuste e a antecipação do pagamento será entregue segunda-feira à Câmara. A antecipação do pagamento para dezembro, com descontos que podem chegar a 35%, para quem pagar a vista, como já havia informado o Campo Grande News. O imposto tradicionalmente vence em fevereiro.

O desconto será de 25% para todos os contribuintes que quitaram o IPTU em dezembro, 5% a mais que o usual, que é uma redução de 20%. Aqueles que estão em dia há 4 anos, podem aproveitar, ainda, um bônus de 10%, previsto em lei.

A antecipação foi a forma encontrada pela Prefeitura para tentar socorrer as finanças e assegurar o pagamento do décimo-terceiro salário e do reajuste previsto para os professores. As informações do secretário foram feitas na Câmara, onde ele está acompanhando o trâmite do pedido de empréstimos pelo Município.

MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...
Mais de 6 mil consumidores saíram da lista de inadimplentes em agosto
Em agosto, 6.144 contribuintes de Campo Grande saíram do cadastro de inadimplentes. O número é 38,5% maior que o de julho, quando 4,4 mil pessoas rec...
Prefeitos vão a Brasília para cobrar liberação de R$ 13 mi em recursos
O repasse do FEX (Fundo de Auxílio aos Estados e Municípios Exportadores) ainda não foi feito em 2016 pelo Governo Federal e as prefeituras de Mato G...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions