A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

06/09/2015 07:30

Pequenos negócios acompanham crescimento de filhos e netos dos clientes

Lanchonete no bairro Guanandi é um exemplo de quem mantém viva e dinâmica a economia brasileira. Movimento Compre do Pequeno Negócio chama a atenção para a importância destes empreendimentos

Da Redação
45 anos de existência, o Batata Lanches mantém viva a economia brasileira (Foto: Divulgação)45 anos de existência, o Batata Lanches mantém viva a economia brasileira (Foto: Divulgação)

Do lado de fora, ladrilhos levemente coloridos e portas de ferro de enrolar. Dentro, banquinhos à meia altura, uma TV ligada, um baleiro sobre o balcão e um papo descontraído com os fregueses.Embora típico de tantos comércios de bairro, o cenário não chega a evidenciar que se trata de um estabelecimento fundado em 1970 para vender batata chips caseira, ainda quando o chão de barro caracterizava a Avenida Bandeirantes, em Campo Grande.

Veja Mais
Uma das maiores do mundo, fábrica de celulose da Fibria está 54% concluída
Sem acordo, negociação de bancários e patrões será retomada quarta-feira

Com 45 anos de existência, mas apenas três anos como lanchonete, o Batata Lanches é um exemplo dos pequenos negócios que sobrevivem e crescem em meio às tantas transformações da economia brasileira ao longo das décadas.

O negócio começou com o patriarca Rikau Ishii, com a venda de batata chips caseira no portão de casa e, em seguida, no balcão. Durante muitos anos a entrega era realizada para todos os mercados da cidade; recentemente, no entanto, ficou inviável vender este produto devido à dificuldade de competir com as grandes marcas do mercado.

O negócio precisou se adaptar, transformando-se em uma lanchonete que hoje é conduzida pelo filho e pela nora, Henrique e Bety Ishii, além do filho do casal. Apesar da mudança, toda a família de Rikau foi criada graças ao empreendimento, que há muito tempo é parte do cenário do bairro Guanandi e conta com uma clientela fiel, formada principalmente por “amigos da família” e seis funcionários da lanchonete.

O diferencial é o relacionamento com os clientes (Foto: Divulgação)O diferencial é o relacionamento com os clientes (Foto: Divulgação)

“O nosso diferencial é o relacionamento com os clientes, que não se limita ao balcão e acaba se tornando uma relação de amizade mesmo”, relata Bety. “Muitos passam por aqui todos os dias e nós vamos acompanhando as famílias crescendo, os filhos e os filhos dos filhos.

E assim, podemos dizer que a nossa maior propaganda é ‘boca a boca’”, acrescenta. A história ilustra bem um contexto que, apesar dos desafios ao longo do tempo, mantém viva e dinâmica a economia brasileira: os pequenos negócios, geralmente familiares e presentes nos bairros, ao lado ou na esquina de casa, no caminho do ponto de ônibus ou do trabalho das pessoas.

Lanchonete no bairro Guanandi apoia o Movimento Compre do Pequeno (Foto: Divulgação)
Lanchonete no bairro Guanandi apoia o Movimento Compre do Pequeno (Foto: Divulgação)

Negócios como o Batata Lanches, fundado por Rikau Ishii e hoje administrado por Henrique e Bety, já somam mais de 10 milhões de estabelecimentos e geram 52% dos empregos formais no Brasil. O caso mostra que, cada vez que alguém compra de um pequeno comércio, está contribuindo com milhões de trabalhadores que sustentam suas famílias a partir do trabalho em uma pequena empresa.

Cada vez mais, comprar de um pequeno negócio é bom para o cliente, que geralmente paga menos e recebe atendimento personalizado; é bom para as famílias que vivem desses estabelecimentos e ainda melhor para o desenvolvimento da região onde mora o consumidor.

Movimento

Pensando neste cenário, surgiu o Movimento Compre do Pequeno Negócio, uma iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) que visa chamar a atenção da sociedade para a importância dos pequenos negócios para a economia local, com a geração de emprego e renda. O Dia da Micro e Pequena Empresa, 5 de outubro, foi escolhido como data oficial da iniciativa.

Se você é um pequeno comerciante, basta acessar www.compredopequeno.com.br e se cadastrar gratuitamente para ter acesso ao material completo da campanha, além da oportunidade de divulgar a marca para todo o Brasil.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions