A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

17/05/2014 09:57

Preço do etanol é mais baixo apenas para o pagamento com dinheiro

Caroline Maldonado
Biosul afirma que preço já baixou nas distribuidoras e diferença de cerca de 7% deve chegar ao consumidor com o fim dos estoque dos postos (Foto: Marcos Ermínio)Biosul afirma que preço já baixou nas distribuidoras e diferença de cerca de 7% deve chegar ao consumidor com o fim dos estoque dos postos (Foto: Marcos Ermínio)

O preço de custo do etanol já baixou, mas a redução ainda não chegou ao consumidor. O motivo é o estoque que continua alto nos postos e está difícil de secar, de acordo com proprietários de postos. No Bairro São Francisco, um dos postos até faz um preço um pouco menor, mas somente para pagamento em dinheiro.

Veja Mais
Bancários voltam a negociar reajuste e fim da greve nesta terça-feira
Com cautela no exterior, dólar fecha praticamente estável a R$ 3,24

O proprietário do posto São Cristovão, Jair Almeida, tem dois estabelecimentos na Avenida Euler de Azevedo. Naquele que aceita pagamento em cartão de crédito ou débito, o preço do etanol está R$ 2,149. Já no posto que só aceita pagamento à vista, o preço é R$ 2,04, o que significa uma diferença de 9,4 %.

O preço mais baixo da cidade, registrado pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), nas duas ultimas semanas é de R$ 2,190, em posto da distribuidora Taurus, na Vila Almeida. Na sequência dos preços menores, R$ 2,199 foi registrado em postos localizados nos bairros Jardim Paulista, Chácara Novo Horizonte, Tijuca I, Jardim Fluminense, Jardim Itamaracá, Vila Progresso e Universitário. A maioria desses são da distribuidora Petrobrás.

Nesse cenário, a insatisfação não é só do cliente. O proprietário de um posto do centro da cidade lamenta que os tanques tenham ainda 30 mil litros a venda. Segundo ele, deve demorar para terminar com o estoque, pois o consumidor tem preferido a gasolina, que está com preço reduzido.

O dono do posto atribui o problema a concorrência, por isso não quer nem se identificar, mas já avisa que embora saiba que o preço de custo do etanol baixou, ele só poderá fazer novo preço a partir da próxima quarta-feira (21), quando pretende comprar o produto novamente. Ele conta que deve comprar 500 mil litros, que podem durar aproximadamente três semanas.

A Biosul garante que o preço diminuirá para o consumidor, conforme o estoque dos postos for acabando. De acordo com o presidente da Biosul (Associação dos Produtores de Bionergia de Mato Grosso do Sul), Roberto Holanda Filho, o preço de custo já baixou porque o período de safra da cana-de-açúcar começou no início de abril.

“O preço para o consumidor já diminui cerca de 7% em São Paulo. Aqui no estado deve baixar nos próximos dias, pois o preço na distribuidora já diminuiu”, afirmou.

A concorrência e o prejuízo – Proprietários de postos de diversos pontos de Campo Grande seguem reclamando da concorrência, que força a diminuição do preço da gasolina.

O dono do posto, que não quer o nome divulgado, conta que há tempos o lucro vem apenas da conveniência, que fica no estabelecimento. “Meu lucro deveria ser em torno de 7%, mas só o gasto operacional é de 12%. Eu não posso deixar de pagar funcionários e ainda tem os impostos, que são muito altos, então como que eu vou diminuir ainda mais o preço?”, questiona.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions