A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

01/12/2016 11:58

Procon divulga dicas para compras e orienta consumidor a pesquisar preço

Helio de Freitas, de Dourados
Procon também vai intensificar fiscalização em dezembro (Foto: Arquivo)Procon também vai intensificar fiscalização em dezembro (Foto: Arquivo)

O Procon de Dourados divulgou hoje (1º) uma série de dicas aos consumidores para fazer uma compra segurança no período de Natal. Entre as orientações está a necessidade de pesquisar os preços.

Veja Mais
Dólar alto e passagens caras reduzem em 50% procura por pacote de viagem
Com quinta queda seguida, dólar comercial fecha cotado a R$ 3,37

Segundo o diretor do órgão, Rozemar Mattos Souza, o objetivo é orientar o consumidor sobre seus direitos na hora de adquirir qualquer produto ou serviço e prevenir problemas posteriores com troca, prazos e defeitos.

Além da pesquisa, uma das principais orientações do Procon é que o consumidor de preferência para o pagamento à vista, para negociar descontos. “Caso opte por comprar no crediário, informe-se sobre as condições de parcelamento, tais como quantidade e valor das prestações, juros de mora e taxa efetiva anual de juros e acréscimos legalmente previstos; sempre comparando a soma total a pagar com e sem financiamento”.

Conforme o Procon, muita gente não sabe, mas compras efetuadas com cartão de débito ou de crédito sem parcelamento são consideradas como pagamento à vista.

Em época de crise, o órgão também orienta a população a evitar se endividar com as compras de Natal. “Verifique se o valor das prestações não afetará seu orçamento, lembrando-se que no início do ano há várias despesas extras, como IPTU, IPVA, compra de material escolar, dentre outras”.

Eletrodomésticos – O Procon de Dourados orienta o consumidor a sempre solicitar o teste e a demonstração de funcionamento de eletrodomésticos e eletroeletrônicos. “Caso o teste e a demonstração não sejam feitos na própria loja, o consumidor deverá solicitar que essas informações sejam incluídas na nota fiscal e as condições para a troca e exija o certificado ou documento de garantia”.

Já na compra de brinquedos, o consumidor deve ter atenção redobrada. “Verifique se o brinquedo possui selo do Inmetro, observe a faixa etária para qual o brinquedo é destinado e leia atentamente as instruções de uso e as recomendações existentes nas embalagens”, pede o Procon.

Os enfeites de Natal também merecem atenção, segundo o Procon. “Antes de comprar lâmpadas decorativas, pisca-piscas, fios com lâmpadas em série e acendimento contínuo ou controlado, fique atento às instruções. Tomada e plugue devem ser de componentes metálicos em cobre, liga de cobre, alumínio ou latão. Teste sempre antes de comprar e na hora de ligar evite o uso de benjamins, também chamados de ‘Ts’ ou adaptadores”.

Ceitas de Natal – Ao fazer as compras em supermercado, o Procon pede para o consumidor ter em mente a quantidade de pessoas e faça uma lista dos produtos e pesquise preços. Para orientar os douradenses, o órgão vai fazer três pesquisas desses produtos, que serão divulgadas nos dias 5, 15 e 21.

“Não se esqueça de olhar a validade dos produtos e as condições das embalagens. Jamais adquira um produto vencido ou cuja data de validade esteja próxima de vencer se não for consumir o produto em tempo. Fique atento às promoções. Verifique o preço, a quantidade dos produtos e compare com outras marcas. E faça as suas compras com antecedência para evitar filas nos supermercados”, pede o Procon.

Internet – O Procon também faz orientações sobre as compras feitas pela internet, telefone ou catálogos. “Nas compras por telefone ou internet, o consumidor tem o direito de arrependimento, ou seja, poderá desistir da compra no prazo de sete dias a partir da assinatura do contrato ou do recebimento do produto, devendo o fornecedor realizar a restituição imediata da quantia já paga, a qualquer título, pelo consumidor, devidamente corrigida”.

Outro cuidado que o consumidor precisa ter antes de finalizar as compras pela internet é se informar sobre o fornecedor no Procon ou ligação ao estabelecimento comercial e verificar se os dados do boleto conferem com os do fornecedor, como nome e CNPJ.

“Antes de assinar o comprovante de entrega, confira o estado do produto, verifique se todos os componentes indicados na embalagem estão sendo entregues e se o produto está em perfeito estado de funcionamento. Caso contrário recuse o recebimento, fazendo constar na nota fiscal os problemas identificados”, orienta o Procon.

Com quinta queda seguida, dólar comercial fecha cotado a R$ 3,37
Com uma queda de 0,3% nesta sexta-feira (9), o dólar comercial fechou cotado a R$ 3,373 na venda. Essa foi a quinta queda seguida e com o menor valor...
Sindicato articula debate sobre reforma na Previdência no Congresso
Todas as coordenadorias estaduais do Sindicato Nacional dos Aposentados estão articulando junto aos representantes de seus estados no Congresso Nacio...
Recursos do FCO podem ser usados para pagar até impostos
O Sudeco (Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste) aprovou nesta semana, mudanças nas do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions