A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

30/06/2016 11:21

Protesto contra demissões fecha agência do Bradesco na Capital

Anny Malagolini
Agência do banco Bradesco localizada na Avenida Costa e Silva (Foto: Divulgação)Agência do banco Bradesco localizada na Avenida Costa e Silva (Foto: Divulgação)

A agência do banco Bradesco localizada na Avenida Costa e Silva, em Campo Grande, não irá funcionar nesta quinta-feira, 30, em ato de repúdio a demissão de dois funcionários. Os atendimentos da unidade deve ser retomado amanhã. 

Veja Mais
Paralisação dos bancários completa 20 dias sem previsão de término
Entre a novidade e a decadência, quadrilátero é retrato do comércio

Segundo o Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região, dois gerentes foram demitidos ontem, 29, sem justificativa. Os funcionários teriam cerca de 20 anos de serviço prestado à instituição.

A preocupação da categoria também seria com a fusão do Bradesco com o banco HSBC, que podem resultar em demissões em massa, a partir do segundo semestre. “Mesmo com lucros exorbitantes, o Bradesco mantém a política de corte. Precisamos defender o emprego e os direitos dos cerca de 115 mil trabalhadores do Bradesco e do HSBC”, ressalta o presidente do sindicato, Edvaldo Barros.

De acordo com o sindicato, o Bradesco cortou 1.466 postos de trabalho no primeiro trimestre deste ano em todo País. Em 12 meses, de março de 2015 a março de 2016, foram 3.581 vagas a menos. Também houve redução de número de agências, com um déficit de 152 unidades no período de março de 2015 a março de 2016.

Demissões - De janeiro a maio deste ano, foram fechados 5.998 postos de trabalho. Em relação ao mesmo período do ano passado, o corte de vagas mais que dobrou, com crescimento de 105,05%. Os dados fazem parte de uma pesquisa divulgada pela Contraf-CUT, em parceria com o Dieese.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions