A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

21/10/2016 10:46

Reajuste de IPTU e passagem de ônibus será de até 8,78%, diz Bernal

O índice corresponde à inflação acumulada no ano, calculado pelo IPCA

Mayara Bueno e Richelieu de Carlo
Prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). (Foto: Alcides Neto)Prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). (Foto: Alcides Neto)

O IPTU (Imposto Predial, Territorial e Urbano) e a passagem do transporte coletivo terão reajuste de 8,78%. Nesta sexta-feira (21), o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), não citou especificamente este percentual, mas afirmou que os percentuais serão definidos “de acordo com os índices inflacionários”.

Veja Mais
Vereadores protestam por não serem incluídos nas discussões de reajustes
IPTU de Campo Grande deve ficar 8,78% mais caro em 2017

Questionado sobre a questão, o prefeito disse que não haverá aumento, ou seja, aplicação de índice superior ao da inflação. “Isso (dizer que haverá aumento) é ataque da oposição. Será só reajuste para IPTU e transporte”. O que ele aplicará, afirma, é o índice inflacionário do período.

Os 8,78% corresponde à inflação acumulada no ano, calculado pelo IPCA-E (Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial) e divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A correção prevista para o ano que vem é menor que em 2016, quando a prefeitura da Capital atualizou o IPTU em 9,57%.

Caso o reajuste do IPTU for mesmo definido conforme o índice inflacionário, a proposta não precisará do aval dos vereadores para entrar em vigor em 2017. A legislação prevê que, quando o reajuste fica abaixo da inflação, o Executivo pode determinar o percentual através de decreto.

* texto editado às 11h34 para correção de informação; o prefeito não citou o percentual de 8,78%, mas afirmou que o reajuste do IPTU será dentro dos índices inflacionários




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions