A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

17/07/2014 12:41

Receita dos serviços de MS sobe 9,5% em mais um mês de crescimento, diz IBGE

Bruno Chaves
Serviços auxiliares aos transportes e correio, como o aquaviário, estão entre as atividades levantadas (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Serviços auxiliares aos transportes e correio, como o aquaviário, estão entre as atividades levantadas (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Em maio, a receita do setor de serviços de Mato Grosso do Sul cresceu, nominalmente, 9,5%. A comparação foi feita com o mesmo período do ano passado. Esse é o segundo mês consecutivo de bons resultados, uma vez que em abril os lucros foram 9,7% maiores do que no mesmo período de 2013. Os dados foram divulgados hoje (17) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) por meio da Pesquisa Mensal de Serviços.

Veja Mais
MS registra crescimento de 9,7% na receita dos serviços, avalia IBGE
Greve dos bancários chega ao 19º dia com 144 agências sem atendimento

Apesar do crescimento registrado no mês de maio, período em que se comemora o Dia das Mães - a segunda data mais importante para o comércio-, o índice alcançado é menor do que o obtido nos meses de abril (9,7%) e março (10%). No acumulado dos cinco primeiros meses de 2014, o crescimento registrado foi de 11,1%. Nos últimos 12 meses, a variação foi de 10,6%.

No Brasil, o setor de serviços registrou crescimento nominal de 6,6% em maio, na comparação com o mesmo período de 2013. Essa é a segunda menor da série da variação mês/igual mês do ano anterior dos últimos 12 meses, superior à taxa observada em abril (6,2%) e inferior à de março (6,8%).

Os serviços prestados às famílias cresceram 11,6%, os serviços de informação e comunicação, 4,5%, os serviços profissionais, administrativos e complementares, 7,8%, transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, 7,5%, e outros serviços, 5,6%. No ano, a receita dos serviços acumula alta de 7,7%, a menor desde março de 2013 (7,6%). Em 12 meses, o crescimento foi de 8,2%.

Em relação aos resultados regionais, os dados revelam que, no mês de maio, apenas Amapá registrou variação nominal negativa (-5,7%) perante igual mês do ano anterior. As maiores variações foram registradas no Distrito Federal (20,0%), Goiás (14,4%) e Mato Grosso (11,3%). Mato Grosso do Sul ocupa a oitava posição no ranking de crescimento. As menores taxas positivas de crescimento foram registradas no Espírito Santo (0,4%), Pará (0,8%) e Piauí (1,1%).

Pesquisa Mensal de Serviços – Iniciada em janeiro de 2011 e apresentando resultados a partir de janeiro de 2012, a pesquisa produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no Brasil, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação.

As atividades levantadas são: serviços prestados às famílias (alojamento e alimentação; outros serviços prestados às famílias); serviços de informação e comunicação (serviços TIC; serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias); serviços profissionais, administrativos e complementares (serviços técnico-profissionais; serviços administrativos e complementares); transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (transporte terrestre; transporte aquaviário, transporte aéreo; armazenagem, serviços auxiliares dos transportes e correio); e outros serviços.

FCO amplia acesso para empresas que faturam até R$ 16 milhões por ano
Foi aprovado nesta semana pelo Ceif (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis) do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) ...
Dólar comercial fecha a semana em queda e cotado a R$ 3,24
Após duas altas seguidas do dólar comercial durante a semana, a moeda norte-americana fechou nesta sexta-feira (23) cotado a R$ 3,247 na venda e com ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions