A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

16/09/2015 10:07

Salão de beleza dá exemplo de parcerias que movimentam economia local

Donos de um pequeno negócio nos altos da Júlio de Castilho, em Campo Grande, ressaltam a importância da cooperação entre empreendedores locais para o desenvolvimento dos bairros e regiões onde atuam

Da Redação
Zezé e profissionais de sua equipe (Foto: Divulgação)Zezé e profissionais de sua equipe (Foto: Divulgação)

Já se passaram mais de 28 anos desde o dia em que José Lima Souza Porto cortou o cabelo do filho na banheira em que lhe dava banho, na tentativa de acalmá-lo. “Deu certo e ficou uma maravilha”, diz ele, hoje com 46 anos e conhecido como Zezé. Na verdade, deu tão certo que logo se transformou num negócio que hoje atende homens, mulheres e crianças de todas as idades e oferece praticamente todos os serviços da área de beleza: o Zezé Hair.

Veja Mais
Dólar comercial fecha a semana em alta e cotado na venda a R$ 3,25
Intenção de compra cai, mas dia das crianças pode movimentar R$ 146 mi

“Já viu salão de beleza sem fofoca? Pois é, no Zezé Hair é assim: sem fofoca. São 15 profissionais trabalhando de forma colaborativa para crescer profissionalmente”, afirma Zezé, que trabalha com a esposa e sócia Neuza Osorio, 36 anos. O negócio é mesmo bastante familiar: nele trabalham ainda as irmãs de Neuza. E essa característica reflete-se também na clientela: “Atendemos pai, mãe, filhos e netos, várias gerações da mesma família que são nossos clientes há mais de 25 anos. Alguns dizem que fazemos parte de suas histórias de vida”, conta.

Mas, se hoje o negócio está bem estruturado e é referência em beleza na região, o começo foi mais difícil do que até mesmo o pior cenário imaginado por eles. “Abrimos o primeiro espaço em meio a uma das piores crises econômicas que o país enfrentou, com apenas um lavatório, uma cadeira e um espelho improvisado no chão. Chegamos a ter um único cliente ao longo de toda a semana. Naquela época, comprávamos o jantar com o dinheiro do dia e dividíamos uma marmita entre três pessoas”, lembra.

Cliente satisfeita com o penteado e atendimento do Zezé Hair (Foto: Divulgação)Cliente satisfeita com o penteado e atendimento do Zezé Hair (Foto: Divulgação)

Embora já tenham mudado algumas vezes de endereço, eles continuam no mesmo bairro desde o início, o Portal do Panamá (altos da Júlio de Castilho), em Campo Grande, onde têm clientes fiéis e construíram seu círculo de relacionamentos e parcerias. “Minha família e eu damos preferência ao nosso bairro, pois temos tudo aqui: mercado, casa de carne, frutaria, entretenimento, dentista, pizzaria... Como temos muitos clientes do nosso próprio bairro, também procuramos retribuir e fazer o dinheiro circular por aqui mesmo”, diz Zezé.

Como proprietários de um pequeno negócio e tendo superado todos os desafios de um começo difícil para hoje usufruírem de um contexto mais sólido, Zezé e Neuza entendem que essa cooperação entre pequenos empreendedores é fundamental para o desenvolvimento das regiões e, por fim, para o crescimento da economia brasileira em geral. “Aqui fazemos muitas trocas, parcerias, os pequenos empresários do bairro se ajudam, independentemente do segmento, e assim vamos crescendo juntos”, completa.

Compre do Pequeno

Esse círculo de relacionamentos e parcerias vivenciado pelo casal Zezé e Neuza é o espírito do Movimento Compre do Pequeno Negócio. A iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) visa mostrar à sociedade o quanto os pequenos negócios são importantes para a economia local, gerando empregos e renda para as diversas regiões de uma cidade ou do Estado.

Se você também é um pequeno comerciante e se identifica com a ideia, acesse www.compredopequeno.com.br e cadastra-se gratuitamente para ter acesso ao material completo da campanha, podendo ainda divulgar sua marca para todo o Brasil. A data oficial do movimento é 5 de outubro, quando é comemorado o Dia da Micro e Pequena Empresa.

Dólar comercial fecha a semana em alta e cotado na venda a R$ 3,25
Apesar do dólar ter fechado em queda de 0,12% no dia, e cotado a R$ 3,252 na venda, a moeda norte-americana fechou a semana com uma leve alta de 0,14...
Bandeira tarifária de outubro é verde, sem valor adicional nas contas de luz
A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em outubro será verde, sem custo para os consumidores de energia elétrica. Este é o sétimo m...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions