A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

22/11/2016 18:11

Sem informações sobre fechamento de agências, consumidores acionam Procon

Elci Holsback
Agência da Rua 13 de Maio é uma das que terá as atividades encerradas (Foto: Marina Pacheco)Agência da Rua 13 de Maio é uma das que terá as atividades encerradas (Foto: Marina Pacheco)

O Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul) solicitou informações sobre quais medidas serão adotadas pela Superintendência do Banco do Brasil no Estado após o anúncio do fechamento de quatro agências, sendo três na Capital e uma em Corumbá - distante 419 Km de Campo Grande.

Veja Mais
Banco do Brasil fechará 4 agências e espera cortar 202 funcionários em MS
Com maior queda em mais de um mês, dólar cai 1,24% e fecha cotado a R$ 3,42

A superintendente do órgão de defesa do consumidor no Estado, Rosimeire da Costa, explica que há grande preocupação quanto aos clientes do interior, já que em Corumbá consumidores procuraram o Procon para denunciar que a partir da mudança, no início do próximo ano, os caixas eletrônicos funcionarão apenas de segunda à sexta-feira, enquanto outros locais onde há caixas da rede, como lojas e mercados, fecham em geral às 22h.

"Corumbá é uma cidade turística, com grande fluxo de pessoas, será extremamente prejudicial a ausência de caixas para movimentação financeira", avalia Rosimeire.

A superintendente expõe preocupação com o aumento da violência e os riscos que a população corre ao carregar dinheiro em espécie. "Sem o funcionamento dos caixas, muitas pessoas serão obrigadas a sacar dinheiro, o que é arriscado. Mesmo com tantas opções de pagamento em cartão e soluções via internet e telefone, precisamos pensar que nossa população é heterogênea e há quem movimente as finanças apenas no caixa eletrônico", comenta.

Está prevista para a próxima semana reunião entre Procon e Banco do Brasil, para que a superintendência regional da rede bancária apresente quais alternativas serão oferecidas aos clientes no município. "Trabalhamos com um prazo elástico para que o banco nos apresente um mapeamento de todas as ações que irá realizar para orientar o cliente. Vamos solicitar que haja informações claras sobre como proceder e de que modo esse incômodo pode ser minimizado", reforça Rosimeire.

Clientes estão preocupados com a falta de orientação (Foto: Marina Pacheco)Clientes estão preocupados com a falta de orientação (Foto: Marina Pacheco)

Capital - As ações de adequação e esclarecimento aos clientes também serão solicitadas para Campo Grande, onde serão fechadas as agências da Rua 13 de Maio, esquina com a Rua Dom Aquino, a unidade da 'Cachoeira', localizada na Avenida Ricardo Brandão, a 'Parque das Nações', que fica na Avenida Afonso Pena, 5572. Todas terão as atividades encerradas no próximo ano.

Uma funcionária da agência 13 de Maio que preferiu não se identificar, disse à reportagem do Campo Grande News que ainda não há muitas informações sobre o fechamento da agência, mas que todas as contas e transações serão transferidas para a central do banco na Capital, localizada na Avenida Afonso Pena, esquina com a Rua 13 de Maio.

Para os clientes, o clima é de instabilidade. Funcionário de um cartório próximo à agência, Diego Silva, correntista da agência que será fechada, disse que até o momento não houve qualquer informação sobre o futuro dos clientes. "Ninguém nos avisou nada, os funcionários nem falam sobre isso, fiquei sabendo pela imprensa. Para mim a mudança vai ser um transtorno, já que trabalho aqui pertinho", comenta.

A possível transferência das atividades para a unidade da Avenida Afonso Pena também está no foco do Procon MS, devido a dificuldade que o acúmulo de clientes na mesma agência pode gerar. "Sabemos que essa agência está sempre muito cheia, levar mais clientes para lá pode dificultar a rotina do consumidor", finaliza Rosimeire da Costa.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa do Banco do Brasil que respondeu que a rede bancária irá se manifestar apenas após recebimento de notificação do Procon. 

Consumidores em busca de orientação podem acionar o Procon, localizado na Rua 13 de Junho, 930, em Campo Grande ou pelos telefones: (67) 3316-9800 e 156.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions