A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

01/07/2014 14:55

Sindicato quer bloqueio de bens de empresa de gás para pagar funcionários

Bruno Chaves e Leonardo Rocha
Trabalhadores encontraram empresa com as portas fechadas nesta terça-feira (Foto: Marcos Ermínio)Trabalhadores encontraram empresa com as portas fechadas nesta terça-feira (Foto: Marcos Ermínio)
Presidente do Sindicargas, Raimundo Nonato Ribeiro Paz (Foto: Marcos Ermínio)Presidente do Sindicargas, Raimundo Nonato Ribeiro Paz (Foto: Marcos Ermínio)

Para garantir o pagamento dos salários e das rescisões dos contratos trabalhistas de aproximadamente 20 funcionários da Gás & Cia, fornecedora da Copagaz, que fechou as portas nesta terça-feira (1º), o sindicato da categoria pretende entrar com pedido de bloqueio dos bens da empresa.

Veja Mais
Fornecedora de gás fecha as portas e não paga trabalhadores, denuncia motorista
Paralisação dos bancários completa 20 dias sem previsão de término

“Vamos acionar nossos advogados para que possam localizar os proprietários da Gás & Cia. Se não conseguir, vamos fazer o pedido de arresto dos bens da empresa para garantir o pagamento da rescisão de contrato dos trabalhadores, assim como as férias vencidas”, disse o presidente do Sindicargas (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Cargas do Estado), Raimundo Nonato Ribeiro Paz.

Ainda conforme o presidente do sindicato, um advogado da empresa foi até o local e conversou, brevemente, com os representantes da categoria. “Ele não quis conversar com os trabalhadores. O advogado só me disse que até o final da tarde de hoje o Flávio Stival, que é genro do atual proprietário, conhecido como Renato, vai tentar resolver a questão e emitir um comunicado”, afirmou Raimundo.

Um dos trabalhadores da Gás & Cia, o motorista Osmar Ortiz, 44 anos, comentou com a reportagem que ontem (30) recebeu ligação de um colega que revelou uma conversa com representantes da empresa. “Ele disse que ela não funcionaria a partir de hoje”, comentou.

Funcionários aguardam representantes da empresa para obterem alguma informação sobre pagamento (Foto: Marcos Ermínio)Funcionários aguardam representantes da empresa para obterem alguma informação sobre pagamento (Foto: Marcos Ermínio)

O trabalhador também lembrou que como os salários são pagos no quinto dia útil, ainda não é possível saber se o valor referente ao mês de junho será pago. “Fora a questão do FGVTS, que não é depositado há mais de anos”, emendou o motorista que presta serviço para a Gás & Cia há 12 anos.

“Ontem o trabalho foi normal, não houve nenhum comunicado por parte da empresa que ela iria fechar”, disse Osmar.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions