A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

27/12/2010 18:33

Oficina de violão popular abre inscrições em janeiro na Capital

Jorge Almoas

Os interessados em participar da oficina de violão popular oferecida pelo Centro Cultural José Octávio Guizzo, deve ficar atento ao início das aulas. De acordo com a programação, as aulas começam no dia 15 de janeiro, quando serão abertas as inscrições, e vão até dezembro de 2011.

A oficina é direcionada para pessoas a partir de 8 anos. As aulas acontecem aos sábados, das 9h30 às 12h30, ministradas pelo professor Roberto Carlos Alves, o Betinho.

A intenção do projeto é estimular e incentivar o gosto pela música nacional e regional de Mato Grosso do Sul, com desenvolvimento da inteligência musical e a socialização.

Entre as atividades constam aulas em grupos, ensino melódico, harmônico e rítmico através do violão e com apostila de fácil entendimento. Há ainda prática de acordes maiores, menores e com sétima nota, rasgueado, dedilhado e os estilos balada, guarânia, chamamé e soul.

As vagas são limitadas e a mensalidade custa R$ 100,00, mais R$ 40,00 para aquisição da apostila. O Centro Cultural José Octávio Guizzo está localizado na Rua 26 de Agosto, 453. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3317-1795.

Prazo para inscrever atrações no Festival de Inverno de Bonito termina hoje
Termina nesta quinta-feira (3) o prazo para os interessados em inscrever atrações culturais para a 15ª edição do Festival de Inverno de Bonito. O eve...
Projeto "Um Violão Entre Amigos" traz concerto de violonista para Campo Grande
Para encerrar o projeto “Um Violão Entre Amigos”, patrocinado pelo FIC (Fundo de Investimentos Culturais), nesta sexta-feira (20) acontece o recital ...
Último dia de desfile do Grupo Especial no Rio tem homenagem a Zico e a Senna
No segundo dia de desfile das escolas de samba que integram o Grupo Especial, o público terá uma festa que inclui homenagens a dois esportistas consa...



Concordo com o Valmir. Meu sobrinho tem onze anos e desde os 8 canta e toca violão, isso totalmente gratuito, isso sim é um incentivo pela cultura, ele tem um otimo professor aula durante 2 vezes por semana na escola em que estuda. É isso que falta no estado, insentivo a cultura, aulas gratuitas de musica, dança e teatro!!!
O nosso querido governador e prefeito agora só pensa em asfalto! Nós não vivemos asfalto, não escutamos as melodias do asfalto... Mais educação e cultura para nossas crianças, isso é o que o pais precisa, ocupar as cabecinhas das crianças para que nao tenha tempo para a marginalidade!
 
Mariana Lads em 28/12/2010 08:34:54
Realmente fica difícil fazer cursos com esse valor, só é possível para quem tem condições financeiras. É por isso que a cultura e restrita a elite, e depois dizem que as pessoas de baixa renda não se interessam, mas como poderiam. E outra, o FIC poderia aumentar um pouco mais os investimentos e também o incentivo, começando pelos os artistas.
 
Karolyne Peralta em 28/12/2010 08:16:16
é isso mesmo muito caro para se dizer que é um incentivo ......., pessoas que recebem salario minimo nao podem nem sequer pensar nisso ,pois o dinheiro mal da pra sustentar sua familia ........
 
rosilene santos da silva em 28/12/2010 08:08:44
A visão de simbologia da reportagem foge a tudo o que aprendemos na escola. Para um País que tem como salário mínimo o valor "simbólico" de R$510,00, uma mensalidade de R$100,00, para se aprender tocar violão e participar mais da cultura do estado, foge à realidade de qualquer cidadão brasileiro. Tenho um filho de 14 anos, no qual dei um violão de presente de aniversário no dia 07/10 p.p, desse jeito o bichinho terá que desenvolver suas habilidades sozinho, pq senão ficará sem comer, vivendo só da música, daí não dá, né??? Brincadeira isso, hein?!?!?!?!
 
Maria Isabel em 28/12/2010 08:03:08
Espero que as autoridades tomem conhecimento desses comentários e se movimentem para mudar esse cenário. essas oficinas deveriam ser espalhadas pelas escolas; nossos bairros estão ociosos em termos de cultura e lazer, os jovens só aprendem o que se ensina nas ruas, os portões das escolas deveriam ser abertos aos finais de semana com atividades diversas para a comunidade estudantil.
 
WASHINGTON CASTRO em 28/12/2010 02:26:54
Com esse valor da mensalidade fica impossivel esse estímulo, pois pago 50,00 reais em aula particular e ainda duas vezes por semana. Acho que esse estímulo deveria ser promovido pelo governo e com um valor simbólico, pois dessa forma sim seria um estímulo.
 
valmir nogueira em 27/12/2010 11:50:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions