A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

01/04/2016 06:12

Casa na Vila Popular é toda revestida de garrafas e dona ainda quer mais

Thailla Torres
Senira espera arrecadar mais de 10 mil garrafas para finalizar decoração até o fim do ano. (Foto: Fernando Antunes)Senira espera arrecadar mais de 10 mil garrafas para finalizar decoração até o fim do ano. (Foto: Fernando Antunes)

Quem passa pela Rua Antônio Sobreira se depara com uma decoração um tanto inusitada em umas das residências da Vila Popular. A casa toda produzida por Senira Lopes, de 63 anos, tem garrafas plásticas do teto ao chão e se tornou atração no bairro.

Veja Mais
Para refrescar ambientes, marceneiro construiu casa em forma de pentágono
Em 50m², fundos de sobrado ganha área gourmet com spa para dono festar e relaxar

Morando na região há cerca de 40 anos, ele decidiu inventar uma decoração diferente com as garrafas que acumulava dentro de casa e, no lugar do azulejo, o verde do plástico reveste as paredes.

Para a fachada, ela já utilizou cerca de 10 mil garrafas e espera conseguir mais para finalizar as laterais. A ideia é de que até o fim do ano toda a casa esteja decorada com pets. Assim, o lugar será a atração "natalina sustentável", nos planos de Senira. “No natal quero toda a casa revestida, só falta eu conseguir as garrafas”, explica

A parte da frente já está decorada, mas Senira quer fazer toda a casa. (Foto: Fernando Antunes)A parte da frente já está decorada, mas Senira quer fazer toda a casa. (Foto: Fernando Antunes)
É só jogar aqui no meu quintal que eu vou aproveitar de coração diz sobre as pets. (Foto: Fernando Antunes) "É só jogar aqui no meu quintal que eu vou aproveitar de coração" diz sobre as pets. (Foto: Fernando Antunes)

A vontade surgiu há três anos. Morando apenas com o marido, ela optou por utilizar as garrafas como uma maneira mais consciente, mas também como alternativa para ocupar bem o tempo. “A gente ficava sem fazer nada e a cabeça começou a inventar toda essa decoração, de um jeito que a garrafas não precisassem ir para o lixo”, lembra.

Além das paredes revestidas, até o teto tem os fundos das garrafas por toda a extenção. No Jardim, o gramado deu lugar a um lago também feito com pets cheias de água e tampadas, para evitar a proliferação de mosquitos. A dona da casa pensou até em um pato, que está “nadando” em seu jardim.

Senira nasceu em Jaciara no interior do Mato Grosso, em 1981, foi tentar a vida em São Paulo, mas chegando lá achou a cidade muito fria e decidiu voltar para a terra natal. No caminho conheceu e se apaixonou por Campo Grande, de onde nunca mais saiu.

Levando uma vida tranquila ao lado do marido Lourival Bezerra, de 77 anos, ela diz que para o sonho ficar completo espera arrecadar ao menos 10 mil garrafas que vão garantir uma decoração completa. “Eu consegui de um senhor que vai me vender a R$ 0,5 cada garrafa, mas eu sempre peço que se alguém tiver, é só jogar aqui no meu quintal que eu vou aproveitar de coração”.

Na decoração, tem até um pato nadando em seu jardim. (Fotos: Fernando Antunes) Na decoração, tem até um pato nadando em seu jardim. (Fotos: Fernando Antunes)
(Foto: Fernando Antunes)(Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.