A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

10/12/2014 06:12

Com bebida em gaiolas, cavalo no telhado, salamandras e iguanas, pub abre amanhã

Paula Maciulevicius
Altares para cultuar os antepassados fazem referência à personalidades como Frida Kahlo. (Foto: Alcides Neto)Altares para cultuar os antepassados fazem referência à personalidades como Frida Kahlo. (Foto: Alcides Neto)

Recepcionados por guardas-chuvas e Frida Kahlo, altares cultuando os antepassados, salamandras e iguanas na decoração. Todo o colorido do México está nas paredes, na fachada e até no banheiro do pub que abre as portas ao público nesta quinta-feira, na Rua Euclides da Cunha, no bairro Jardim dos Estados, em Campo Grande.

Veja Mais
Com filmes não revelados da década de 1950, frei tenta criar museu em mosteiro
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras

O "Coronas Pub" é uma verdadeira viagem que se faz através da arquitetura pelo México de Acapulco, Córdoba e Monterrei. Projeto do arquiteto Luis Pedro Scalise, até a estrutura das paredes remete à construção típica do País.

"Quando me chamaram para fazer, a minha preocupação foi que a arquitetura mexicana é barroca e aqui não tinha nada a ver. Então fiz um sincretismo da cultura do México. Lá tem mais de 50 tribos indígenas, eles cultuam muito os antepassados, a ideia foi de trabalhar o folclore e os costumes", explica Scalise.

Projeto é do arquiteto temático Luis Pedro Scalise. (Foto: Alcides Neto)Projeto é do arquiteto temático Luis Pedro Scalise. (Foto: Alcides Neto)

Por isso tudo é tão fora do comum aos nossos olhos. A fachada tem um cavalo mexicano no telhado, um grande altar, o colorido que anuncia o que se encontrará lá dentro e um misto com o clima árido através dos cactos.

O projeto faz referência às grandes festas mexicanas: dos mortos, das velas, do grito da independência, com cenas extraídas dos credos mexicanos. "As iguanas nas paredes é porque na região de Acapulco eles têm muitos répteis. O bar todo em gaiolas é devido ao período de invasão de quatis e macacos, quando eles guardam comida assim, então tudo tem um porque", acrescenta o arquiteto. A decoração foge do México comercial de Cancun e vai direto às raízes.

Os altares, frequentemente expostos em prateleiras pelas paredes podem até causar um susto. Junto das caveiras, existem porta retratos e comidas, mas tudo com o devido simbolismo. "Eles idolatram os antepassados e colocam as comidas que eles gostavam", relata Luis Pedro. Os altares terão homenagem específica à personalidades artísticas que já morreram, uma delas é clara desde a entrada: Frida Kahlo, mas Scalise adianta que vai haver espaço também para Roberto Bolaños, o Chaves.

A água da torneira vem da chuva descendo pelos telhados dos altares. (Foto: Alcides Neto)A água da torneira vem da chuva descendo pelos telhados dos altares. (Foto: Alcides Neto)
Como nas épocas de invasão, bebidas ficarão engaioladas no bar. (Foto: Alcides Neto)Como nas épocas de invasão, bebidas ficarão engaioladas no bar. (Foto: Alcides Neto)

O balcão do bar e a entrada brincam com os portões mexicanos, as pinturas e a própria textura da parede também. "Faz uma referência ao adobe, que na realidade é uma massa feita de barro e palha, que se constroem as paredes, aqui representei nesse formato", descreve.

Quando o público adentrar, os guarda-chuvas no teto são uma referência às festividades do grito da independência, que quase sempre é comemorado com as sombrinhas abertas e debaixo de chuva. No alto das paredes há a reprodução do calendário maia e também da Nossa Senhora de Guadalupe, protetora dos mexicanos.

O pub apresentado ao Lado B tinha um pátio mexicano, com mesas e cadeiras e paredes plotadas que reproduziam as cenas do Teatro Municipal, da Casa dos Poderes e da vista da Cidade do México. Nos dias de maior movimento, saem as mesas e ficam os bistrôs de apoio para as bebidas.

"Retratamos aqui os costumes deles para a arquitetura. Chocar o campo-grandense não é a palavra, ele vai dar mais cultura para Campo Grande. Foi feito e pensado na cultura mexicana, quem entrar neste pub vai entender e cultura é algo que se agrega a cada dia que passa", analisa Scalise.

Guarda-chuvas no teto são uma referência às festividades do grito da independência. (Foto: Alcides Neto)Guarda-chuvas no teto são uma referência às festividades do grito da independência. (Foto: Alcides Neto)
Cenário tem reprodução da protetora dos mexicanos, Nossa Senhora de Guadalupe. (Foto: Alcides Neto)Cenário tem reprodução da protetora dos mexicanos, Nossa Senhora de Guadalupe. (Foto: Alcides Neto)
No pátio mexicano, mesas e cadeiras coloridas e plotagem com cenas do País. (Foto: Alcides Neto)No pátio mexicano, mesas e cadeiras coloridas e plotagem com cenas do País. (Foto: Alcides Neto)
Uma das frisas, que será o camarote oferecido. (Foto: Alcides Neto)Uma das frisas, que será o camarote oferecido. (Foto: Alcides Neto)

O projeto é tão rico em detalhes que até o próprio arquiteto o classifica como o mais detalhista dos últimos anos.

O banheiro, assim como um todo, é uma atração. As torneiras onde o público vai lavar as mãos fogem do tradicional. "Tem a questão da chuva lá, eles até brincam quando vão combinar alguma coisa: antes ou depois da chuva? Então eu quis fazer essa brincadeira, a chuva representada saindo dos telhados dos altares", explica Luis Pedro.

A iluminação reina no local seguindo o caminho das cores. Pisca-piscas tornam o ambiente ainda mais chamativo em qualquer canto que se olhe. As fitas dos pilares, parecem ter saído direto das festas de família, quando para se presentear, se amarra uma delas.

Os camarotes são quatro e no pub serão chamados de "frisas", comportando de oito a 12 pessoas. Para a primeira noite aberta ao público, a casa vai disponibilizar 250 convites. As mulheres pagam R$ 30 e os homens, R$ 50. Segundo o sócio-proprietário, Rafael Queiroz, em 15 dias o pub vai estabelecer um preço mais ameno.

A casa pretende funcionar sem uma identificação musical, apresentando pop rock, sertanejo e encerrando com o eletrônico. Já nesta quinta-feira, se apresentam a Banda Tio Zé e no eletrônico, Euphoria Live. O pub fica na Rua Euclides da Cunha, 719.

O projeto é tão rico em detalhes que até o próprio arquiteto o classifica como o mais detalhista dos últimos anos. (Foto: Alcides Neto)O projeto é tão rico em detalhes que até o próprio arquiteto o classifica como o mais detalhista dos últimos anos. (Foto: Alcides Neto)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.