A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

30/01/2014 16:25

Igreja pode ser tombada e medida suspende abertura de duas portas

Luciana Brazil
Igreja lotada na novena de quarta-feira e devotos ficam do lado de fora. (Fotos: Cleber Gellio)Igreja lotada na novena de quarta-feira e devotos ficam do lado de fora. (Fotos: Cleber Gellio)

Os devotos que participam das novenas da Igreja Perpétuo Socorro, às quartas-feiras, sabem muito bem que, ao final das orações, sair da igreja requer paciência dependendo do horário. As quatro portas do santuário, três bem estreitas, são pequenas demais para tanta gente.

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

No dia da novena passam por lá aproximadamente 20 mil fiéis, cerca de 1,5 mil pessoas por hora. São 17 novenas ao todo, a primeira começa bem cedo, às 6 horas e a última do dia é às 22 horas.

Para amenizar o aperto, o reitor do santuário, padre Dirson Gonçalves, chegou a anunciar no ano passado que duas portas laterais seriam abertas na igreja.

Além de facilitar a saída dos devotos, a medida garantiria mais segurança aos fiéis, segundo o padre.

A decisão de colocar duas saídas laterais surgiu logo após a tragédia na boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde centenas de jovens morreram depois de um incêndio. Com apenas uma saída, os jovens acabaram morrendo asfixiados.

O acidente abriu precedente para uma discussão sobre as saídas de emergências em locais de grande concentração de pessoas.

O padre bem que tentou. Porém, logo após o anuncio da obra, surgiu o entrave. A Fundac (Fundação Municipal de Cultura) iniciou o processo provisório de tombamento do imóvel, que foi a primeira igreja a ser construída na Capital.

A partir deste processo nenhuma reforma ou mudança pode ser feita, já que o imóvel precisa ser preservado com suas características originais.

O pedido de tombamento, que pode ser feito por qualquer pessoa, foi solicitado logo após o padre anunciar a reforma.

“Tivemos que suspender o projeto por causa do tombamento. Agora iniciamos outro projeto que será entregue na prefeitura e discutido com os órgãos competentes. Nesse projeto não tiramos as características originais da igreja. Tudo seria feito com as características atuais”, disse Dirson.

O reitor lamenta que a obra não possa ser iniciada e espera que até o segundo semestre deste ano a decisão seja concluída.

Alguns horários são mais vazios, mas durante todo dia o movimneto é grande.Alguns horários são mais vazios, mas durante todo dia o movimneto é grande.

“É um projeto longo. Para o novo projeto tivemos que solicitar as plantas do local que ficavam no arquivo geral na sede do santuário, em Curitiba. E depois que o projeto estiver pronto, ainda vamos sentar com a prefeitura para dialogar sobre a reforma”.

Para o padre, não há dúvidas de que o pedido de tombamento foi feito justamente por causa do anúncio das obras. “Sabemos quem fez esse pedido. Fico feliz por um lado porque existe a preocupação de proteger, mas fico triste porque quem não frequenta não sabe a dificuldade que é na hora de sair”.

O respeito com o tombamento do prédio o reitor garante que existe, mas ainda assim acredita que haja necessidade de novas saídas. “No novo projeto a intenção é não ferir a estrutura original e manter as características”.

Prefeitura- Conforme a prefeitura, no momento, peritos da Fundac estão fazendo a avaliação técnica (elementos arquitetônicos e históricos) para confirmar o interesse histórico no tombamento.

Havendo interesse, o processo seguirá para Planurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente) para que seja dado o parecer. O processo volta para Fundac e depois segue para o Conselho Municipal de Cultura que dará o parecer final.

Opinão- Entre os devotos de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro a polêmica é grande. As portas, literalmente, dividem a opinião de quem frequenta religiosamente o santuário.

A publicitária Fabiana Vigano, 33 anos, ficou dividia na hora de opinar. “Seria viável é muito cheio. Na hora da saída é complicado, principalmente às 18 horas”. Mas depois de pensar alguns milésimos de segundo ela diz: “Mas por outro lado, estamos pensando só na gente e talvez isso prejudicasse a igreja. Vamos ter paciência para sair, não custa nada”, finaliza ela.

“Sou a favor de tombar e acho que não precisa abrir nenhuma porta. Um pouco de educação em esperar não faz mal pra ninguém”, disse o representante comercial Antonio Gonçalves, 21 anos.

O amigo Murilo Serrana, 22 anos, concorda e diz que “tombar seria o melhor”.

Na hora de avaliar a segurança da igreja, a estudante Jéssica Pinheiro, 20 anos, também ficou confusa. “É sempre bom prevenir. É muito cheio, bem lotado e se abrisse uma porta seria bom”. Mas em seguida completa: “Mas acho que não seria necessário”.

“À noite é muito cheio, vem muita gente. Portas laterais seriam ótimas. Ajudaria na ventilação do local também, apesar de ter ar-condicionado. Eu concordo, mas se não perder a característica da igreja”, disse a comerciante Flavia Cintra, 37 anos.

Em uma das portas laterais da igreja, devotos não conseguem nem entrar.Em uma das portas laterais da igreja, devotos não conseguem nem entrar.



É uma pena que tudo isso esteja acontecendo no nosso Santuário, eu tenho evitado ir ao santuário nos horários noturnos exatamente por esse motivo, mas minha filha e tantos outros que não dispõem de outro horário sofrem o problema de superlotação. Creio que logo o padre Dirson juntamente com sua equipe buscar uma solução para tal fato. Seria conveniente que as pessoas que aguardam a próxima novena não se amontoassem nas escadas,facilitando assim a saída de todos.
Quero aproveitar para parabenizar ao jovem Pe Dirson que vem fazendo um trabalho espetacular e digno de ser copiado por outros sacerdotes. Hoje nosso santuário nos da conforto e tudo é feito com muito zelo e bom gosto. A construção da casa de apoio aos devotos ficou magnifica, coisa que ja deveria existir a muito mais tempo.
 
santina lobo em 05/02/2014 17:10:05
Prezados, deixei de frequentar as quartas-feira por exatamente esse motivo, "segurança", não conseguia mais relaxar, gente demais ao sair muito tumulto, o momento que tem que ser relaxante passa a ficar estressante e não conseguia mais meditar, só frequento a Igreja agora aos domingos pela manhã.
Atenção!!! todos, as questões de segurança em nosso País são lentas, não esperem acontecer um incidente grave para mudar ou acelerar esse projeto, são milhares de pessoas frequentando e buscando conforto nesse local.
 
audaleide maria em 03/02/2014 13:45:28
Fundac, entre outros, deveriam se preocupar mais com a segurança das pessoas que frequentam o Santuário, pois o fluxo é intenso ás quartas-feiras, é um tumulto na entrada e saída das novenas. Se até o Reitor Padre Dirson está se preocupando mais com a segurança dos devotos, do que com o título de primeira igreja construída em Campo Grande, porque barrarem algo tão benéfico.
 
Keila Lima em 31/01/2014 14:49:38
Quando se fala em acidentes, temos sim que prevenir,pois não admirarem se um psicótico,incêndio ou algum tumulto acontecer? se cria sim correria e acidentes,melhor prevenir e abrir portas laterais,sem com isso modificar muito a arquitetura da igreja,segurança em 1º lugar.
 
elizabeth Coutinho em 31/01/2014 14:39:52
ACREDITO QUE DEVA CONSTRUIR UM CONJUNTO DE DIALOGO EM CIMA DE SEGURANÇA E BEM ESTAR DOS DEVOTOS, POIS HAVERIA NECESSIDADE DE ENVOLVIMENTOS DE ENGENHEIROS,PADRES A SOCIEDADE COMO UM TODO PARA AVALIAR. DE FATO TOMOU UMA DIMENSÃO ENORME QUANTO A PARTICIPAÇÃO DOS DEVOTOS NAS NOVENAS, MAS QUE SEJA FEITA COM SEGURANÇA.
 
cecilio idalgo em 31/01/2014 11:12:24
Muito oportuna a matéria. Observando a forma de pronunciar de algumas pessoas, logo fica claro que não são muitas as pessoas que se preocupam com segurança. De fato se trata de igreja e logo "não é balada, as pessoas que estão ali não estão morrendo de pressa, não estão alcoolizadas ou drogadas, ninguem vai tirar uma arma dentro da igreja e sair dando tiro, é uma IGREJA". Ainda que se trata de uma igreja seus responsáveis deverão estar atentos para o que dispoem as legislações no tocante à segurança. É possível observar que algumas pessoas fizerem comentários levados pela emoção, outros porém, que é o caso da entrevistada Jéssica Pinheiro e do leitor Jorge Arruda, se pronunciaram de forma técnica "É sempre bom prevenir”. Prevenção ainda é o melhor remédio para evitar tragédias.
 
Lenirdo Pedroso de Almeida em 31/01/2014 09:48:13
Queria saber quem é "essa" pessoa que fez o pedido do tombamento? Com certeza não frequenta a igreja! Afinal a "igreja" somos nós, não existe igreja sem as pessoas. O mais importante é ter segurança, aliás é o que a igreja está tentando fazer, mas aí vem o poder publico que não ajuda em nada, aliás só atrapalha e para com tudo. Padre Dirso estou com o Sr. Espero que tudo se resolva rápido, mas tenho medo pois tudo o que depende do governo demora muito. Será que essa pessoa não está incomodada com o aumento dos fiéis, pois vejo que a cada novena o nº de pessoas aumentam. Nós catolicos temos que nos unir e ficar a favor da abertura das portas, pois a nossa devoção e a nossa segurança é mais importante que um tombamento que se deixar de ser frequentada vai virar mais um prédio abandonado.
 
Mila Frigo em 31/01/2014 09:10:03
Só quem não conhece a importância histórica de uma obra arquitetônica, é que defende a abertura das portas laterais. Campo Grande já é uma cidade sem história, pois demoliram a antigas Igreja Santo Antônio, a Primeira Igreja Batista, o Relógio da 14, o prédio que abrigou o Fórum e a Câmara Municipal, bem como a antiga Prefeitura na Afonso Pena com a Calógeras.
A abertura dessas portas, seria uma agressão à magnitude daquela obra.
 
Hilda França em 31/01/2014 08:32:22
Frequento a novena, e acho que deveria ser testado uma forma: a portas da frente só poderiam serem utilizadas para a entrada, e as da lateral dos fundos para a saída. Pois o maior problema lá e a falta de educação, pois enquanto estamos tentando sair, ja tem gente tentando entrar e fica aquele tumulto. Educação é a solução.
 
Helio Gomes em 31/01/2014 08:30:38
Minha nossa, porque voces ficam falando que vai acontecer um tumulto na igreja, isso não é balada, as pessoas que estão ali não estão morrendo de pressa, não estão alcoolizadas ou drogadas, ninguem vai tirar uma arma dentro da igreja e sair dando tiro, é uma IGREJA, por favor, se organizem, sejam mais CRISTÃOS, tudo o que acontece na cidade o povo tem que meter o pau, nada tá bom, vão tombar a igreja, que maravilha, essa igreja é linda e se tem alguma coisa em Campo Grande que merece ser preservada é a igreja Pepétuo Socorro, o Nelsinho queria tombar o albergue, a arquitetura da igreja é muito mais rica, parem de reclamar de tudo por favor, isso atrai coisa ruim, elogiem um pouco, mostrem-se satisfeitos com alguma coisa.
 
MAXIMILIANO NAHAS em 31/01/2014 08:20:36
é incrível mais é verdade campo grande-ms não se tem quase nada que se possa dizer patrimonio sem reformas e manter a originalidade,tudo se destroi Igrejas que mudam tanto de fachada ,destroem tudo a Igreja Santo Antonio derrubaram e fizeram outra, o povo os padres não preservam nada vão passando com trator e tudo é distrido deveria haver uma Lei dizendo não as modificações e esse padre quer fazer o mesmo no Perpetuo Socorro destruir acabar com a beleza da Igreja e a tradição é um abuso eu sou contra
 
angelica miranda em 31/01/2014 08:14:47
Bom acho excelente que tenha mais duas saídas,mas até isso ser decidido,poderiam a população que frequenta começar ter um pouco mais de educação,ou mesmo a secretária da igreja definir por enquanto duas portas de entradas e saídas e coloquem uma pessoa em cada porta para cuidar,tenho certeza que todos os devotos que frequentam as novenas vão entender,sei que todos que estão la dentro tem o mesmo proposito, então educar por agora seria a melhor solução.
 
joelma garcia em 31/01/2014 08:07:33
FALTA TAMBÉM UM POUCO DE ORGANIZAÇÃO POR PARTE DO SANTUÁRIO, ESTÁ RECLAMAÇÃO É ANTIGA!!! O QUE DEVE SER FEITO É ESTUDOS E ORGANIZAR A FORMA DE ENTRADA E SAIDA...POR EXEMPLO: ENTRADAS PELAS PORTAS LATERAIS E SAIDA PELA PRINCIPAL...OUTRA IDÉIA SERIA SOMENTE UMA ENTRADA A PORTA DO ESTACIONAMENTO DO LADO DA AV. AFONSO PENA...(estacionamento este de privilegio somente dos ministros e outros...).
 
Fernando Carvalho em 31/01/2014 07:55:11
Tambem acho mais que necessario, a abertura das portas laterais. e muito apertado parar sair, se precisar sair as pressas DEUS ME LIVRE !!!!
 
Mary Air Jara Trelha em 31/01/2014 07:16:36
Não concordo com a abertura de mais portas na igreja , o padre Dirson já mexeu demais na igreja , tirou o ícone da Nossa Senhora do Perpétuo Socorro do lugar onde esteve por mais de 70 anos ,colocando ao lado em uma casinha de madeira , mandou almofadar nos bancos o local onde as pessoas se ajoelham ,para que isso ? quase ninguém fica ajoelhado por mais que cinco minutos ,dinheiro jogado fora ao meu ver! Mandou construir o centro de apoio ao devoto com muito luxo , estão gastando muito dinheiro sem necessidade , enquanto o Papa prega a humildade o padre Dirson gasta dinheiro com coisas que não precisa .Sou contra a abertura de mais portas na igreja , quero que a igreja seja tombada como patrimônio histórico e que parem de mexer na igreja a qual frequento desde quando nasci há 49 anos .
 
maria denise ferreira vasconcelos massulo em 31/01/2014 00:53:08
Quando o assunto é diminuir riscos, o mais lógico é pensar nas pessoas.
Uma questão de inteligência.
 
mirella forti cossignani em 30/01/2014 21:09:52
Perpétuo Socorro, Igreja
 
marina goulartt larson em 30/01/2014 20:15:29
Eu como devoto de NS do Perpetuo Socorro, fico feliz que esta Igreja é cada vez mais procurada. A solução é limitar a entrada na Igreja principal e criar anexos onde exista telões. Que eu me lembro, tem uma novena que passa no radio. Ta hora de criar estas novenas do Santuario de Campo Grande em on line.
 
Gilberto DIAS em 30/01/2014 18:51:22
ELES QUEREM QUE ACONTEÇA ALGUMA TRAGEDIA PARA DEPOIS ABRIREM AS PORTAS ? EU FREQUENTO A NOVENA E VEJO A DIFICULDADE PARA SAIR . SÃO PESSOAS DE TODAS AS IDADES.;.GENTE E ABRIR 2 PORTAS NÃO E DERRUBAR O SANTUARIO,, CHEGA DE BUROCRACIA ..PENSEM NO POVO,,PENSEM ..SAMOS GENTE......
 
sonia maria delilo em 30/01/2014 18:00:58
Tem que haver mais compreensão de todos, falta às pessoas a educação e a gentileza, principalmente ao mais velhos que acham que eles podem entrar antes de todos e na saída as pessoas tem que abrir um corredor para eles, lembrem-se de que voces estão na casa de Deus o mínimo que ele espera é que as pessoas sejam educadas.
 
MAXIMILIANO NAHAS em 30/01/2014 17:59:53
Olha faça um lugar de espera na parte debaixo da escada, para que fiquem esperando acabar a novena e todos sairem. e nao ficar na escada esperando e alguns que ja no meio da novena estao la dentro esperando acabar.
 
mario silva em 30/01/2014 17:50:19
Sr Djimes, na hora que ocorre um tumulto ninguém vai ter paciência para aguardar a lenta saída da igreja, exemplos de mortes que ocorreram por aí não faltam, ainda mais que as janelas estão protegidas por grades, impossibilitando a saída em uma possível emergência. Torcemos para que nada de mal aconteça, mas se algo ocorrer a justiça deverá responsabilizar seusidealizadores.
 
Jorge Arruda em 30/01/2014 17:40:54
na minha opinião falta acessibilidade e educação dos frequentadores da novela, pois uma pessoa sem condiçoes fisica nao consegue ficar esperando por muito tempo em pé, por isso mesmo que nao tenha outra porta vamos ter educação com qem precisa.
 
gleice maria em 30/01/2014 17:35:19
Primeiro que o prédio pertence à Igreja Católica, reconhecidamente conservadora de seus edifícios sacros e históricos, então tal intervenção externa do poder público (o tombamento) mesmo sendo legal, a considero ilegítima. Em segundo lugar, suponhamos que venha a acontecer algum acidente e/ou incêndio, o que é mais importante, manter-se a arquitetura original ou a vida das pessoas?
 
BELSON RIBEIRO em 30/01/2014 17:21:27
Eu frequento as novenas e a missa do Santíssimo nessa Igreja, por mais de dois anos! Só quem vai nas novenas sabe o sufoco que é, esperar mais de 10 minutos pra sair da Igreja, é um tempo muito longo. E se acontece um incendio? Como nós fazemos pra sair de lá? vamos atropelando os cadeirantes, gestantes e idosos? Eu que tenho 20 anos já fico com falta de ar lá dentro nesses momentos, imagina os mais frágeis? Acho linda ( e muito justa) a ideia de Tombar a Igreja, mas acho mais justo ainda que sejam abertas mais portas, pois acho que deveria ser prioridade a segurança dos devotos, e depois sim, dar prioridade à Cultura da cidade. Peço que o projeto seja aprovado, que sejam abertas mais 2 portas (no minimo) e feito isso, que a nossa Igreja seja mercidamente, Tombada como Patrimonio Histórico
 
Kamile Gonçalves em 30/01/2014 17:12:23
É fácil resolver esse problema! Os que estão esperando a próxima novena aguardar que os que estão la dentro saia. Mais como todo brasileiro tem que tirar vantagem de tudo fica naquela não da pra sair pois os sem educação fica na porta pra tentar sentar!!! Nem parece que estão indo em uma igreja, é só pensa no que é pregado no evangelho e por em pratica! E o próprio santuário deveria orientar em todas as novenas para que as pessoas esperem as outras saírem!
 
Djmes Suguimoto em 30/01/2014 17:08:49
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.