A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

12/08/2016 06:15

Longe da Cidade de Deus, filha ganha casa de bonecas feita pelo pai a custo zero

Thailla Torres
Depois de ser transferido com a família para um loteamento, pai finalmente realizou o sonho da filha. (Foto: Alcides Neto)Depois de ser transferido com a família para um loteamento, pai finalmente realizou o sonho da filha. (Foto: Alcides Neto)

Não existe tempo e nem preguiça quando o assunto é fazer os filhos sorrirem. Na família de Anderson Tomaz Luiz, de 23 anos, não pode ser diferente. O pai arregaçou as mangas entre as horas de trabalho como jardineiro, para conseguir paletes e finalmente construir a casinha de bonecas que a filha de 8 anos tanto sonhava. 

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

Anderson mora com os filhos e a esposa no loteamento do Jardim Canguru há 5 meses, depois que foram transferidos da favela Cidade de Deus, onde moraram cerca de 3 anos. Lá na favela, ele explica que não havia espaço e durante muito tempo ouviu da filha o desejo de ter a casinha para brincar.

Casinha tem 2 andares para meninos e meninas. (Foto: Alcides Neto)Casinha tem 2 andares para meninos e meninas. (Foto: Alcides Neto)

"Ela sempre me pedia, mas lá no Cidade de Deus a gente não tinha muito espaço. Tudo era ocupado pelos barracos. E sempre que ela via na televisão ou em uma loja de brinquedos, ela me pedia. Eu sabia que precisava fazer isso por ela", conta o pai. 

O modelo que ele fez foi inspirado em uma casa de bonecas de família chique, onde ele trabalhou. "Eu fiz serviços nessa casa somente 2 vezes. Quando eu vi a casinha, fiquei com ela na cabeça e tirei o modelo. As medidas eu fiz por minha conta, pensando no tamanho dos meus filhos", explica. 

Sem dinheiro para investir em madeira nova, ele decidiu usar como matéria prima os paletes que encontrou na rua.

Depois de um tempo juntando o material, até alguns amigos da região resolveram ajudar doando. Para que finalmente a ideia tomasse forma, foi preciso paciência. "Eu não comprei nada e ainda utilizei os pregos que estavam no próprio palete. Enquanto eu ia desmontando ele, guardava os pregos em uma caixinha, depois usei a madeira do jeito que eu queria", descreve. 

Foi cerca de uma semana até erguer a casa. Para não ter briga entre os filhos, resolveu fazer dois ambientes, para dividir os meninos das meninas. "Eles podem brincar juntos, mas sabe como criança é né? As vezes um não quer brincar com o brinquedo do outro, por isso que fiz um lugar para cada e identifique com as cores", comenta sobre o azul e o rosa. 

Apesar de toda simplicidade, para muitas crianças a casinha é o que faltava na infância. "Toda criança que passa aqui fica doida para brincar e eu até prefiro, enquanto a gente estiver aqui, porque está muito perigoso deixar elas brincarem na rua. Os motoristas não respeitam", observa. 

E o brilho nos olhos dos filhos, para o pai é algo impagável. "Pode não ter luxo, mas foi emocionante ver que a minha filha gostou e os outros também podem brincar. A gente não teve isso daí, mas a gente sabe que é feito com amor", diz o pai. 

Curta o Lado B no Facebook.

As crianças também aproveitam a sombra. (Foto: Alcides Neto)As crianças também aproveitam a sombra. (Foto: Alcides Neto)
Na parte de cima não faltam brinquedos. (Foto: Alcides Neto)Na parte de cima não faltam brinquedos. (Foto: Alcides Neto)
Além de construir, o pai pintou e desenhou na casinha. (Foto: Alcides Neto)Além de construir, o pai pintou e desenhou na casinha. (Foto: Alcides Neto)
As crianças que passam na rua ficam encantadas. (Foto: Alcides Neto)As crianças que passam na rua ficam encantadas. (Foto: Alcides Neto)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.