A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

21/10/2015 06:45

Quebre o piso e crie um jardim dentro de casa para os dias ficarem mais frescos

Paula Maciulevicius
Jardim vertical com fonte pode ser saída para refrescar ambiente. (Foto: Califórnia Mudas)Jardim vertical com fonte pode ser saída para refrescar ambiente. (Foto: Califórnia Mudas)

O calor que está fazendo em Campo Grande já chegou ao nível de "insuportável" e ainda estamos só na Primavera. Para refrescar dentro de casa, a Arquitetura entra como aliada e a vegetação pode ser uma saída. Não tem espaço? Os projetos trabalham com a opção do jardim vertical ou até mesmo plantas em vasos. Quem quer investir pode quebrar o piso da sala ou do banheiro e transformar uma área 3x3 em um belo jardim. 

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

Arquiteta da Califórnia Mudas, Jéssica Morais exemplifica algumas práticas. Quem colocou o verde dentro de casa não se arrepende. "Elas aumentam a qualidade do ar, transpiram água e resfriam o ambiente, ajudando no conforto térmico", explica. 

Cantinho da sala virou jardim depois que o piso saiu dando lugar ao verde. (Foto: Califórnia Mudas)Cantinho da sala virou jardim depois que o piso saiu dando lugar ao verde. (Foto: Califórnia Mudas)

Um dos projetos executados foi no cantinho da sala de estar numa casa do bairro Rita Vieira. O projeto de reforma já deixou previsto a quebra do piso para dar lugar ao paisagismo e a abertura no teto para o pergolado permitir entrada de iluminação natural. "Era um espaço perdido ali, sem muita utilização, onde os donos optaram por colcar jardim", descreve a arquiteta.

O tamanho 3x3 foi perfeito para um espelho d'água e as plantas: pacová e amarantas. Foram apenas dois dias para que o jardim ficasse pronto e um investimento médio de R$ 4 mil devido aos detalhes que vêm das pedras portuguesas.

Até banheiro comporta jardim e a prova está numa residência no Chácara Cachoeira, onde a arquiteta trabalhou com asplênios no chão e orquídeas compondo o jardim vertical.

"Tomando banho também é possível ter o conforto térmico", opina Jéssica. O espaço, que era parte do corredor lateral, teve a parede e o piso quebrados para ser integrado ao banheiro. A abertura no teto permite entrada de luz para as plantas e clareando todo ambiente.

Corredor lateral de casa foi integrado a banheiro e plantas ali resistem à umidade. (Foto: Califórnia Mudas)Corredor lateral de casa foi integrado a banheiro e plantas ali resistem à umidade. (Foto: Califórnia Mudas)

No caso, são 3m² e as plantas indicadas são as que preferem umidade, como: pacová e avenca. O valor gasto no paisagismo ali foi uma média de R$ 3 mil.

"Na maioria das vezes a gente dá para o cliente que não tem espaço essa opção, passa as definições básicas para serem colocadas dentro da reforma", resume a arquiteta.

Outro exemplo está no corredor de uma residência onde os moradores sofriam com a "estufa". Com pergolado coberto por vidro, os 15m de comprimento pareciam uma eternidade, isso porque a parede clara indicia luz e rebatia o calor para dentro do imóvel.

"Ali optamos por um jardim vertical em todo corredor e ao invés de refletir calor, passou a ter uma temperatura agradável", comenta Jéssica. O valor médio investido foi de R$ 12 mil.

Plantas coringa - Na lista das mais utilizadas na hora de montar um jardim interno estão: as rafias, dracena, zamioculcas, pacová, renda portuguesa e como "coringa", aspargos. "São plantas de baixa manutenção, super resistentes e que não exigem tanta água, além de 'fecharem' bem logo de início", explica Jéssica.

Em corredor que antes parecia estufa, plantas absorvem calor e rebatem frescor. (Foto: Califórnia Mudas)Em corredor que antes parecia "estufa", plantas absorvem calor e rebatem frescor. (Foto: Califórnia Mudas)

Na manutenção, a maioria delas exige irrigação a cada três dias, variando entre borrifadas e também molhando a terra. "É preciso às vezes fazer a limpeza das folhas secas e o ideal sera uma adubação a cada seis meses para manter o jardim bonito. O segredo é água e manutenção, para que o jardim fique bonito sempre, não só por 1 ou 2 anos", enfatiza a arquiteta.

Não tem desculpa para não por o verde dentro de casa. Também tem até composição com fontes que potencializam o frescor no ambiente, além de trazer uma sensação relaxante.

"As fontes ajudam a reter a umidade e são ligadas ao jardim através de uma bombinha que conecta vaso e bica fazendo a circulação dessa água, sem deixá-la parada", explica. A mangueira fica escondida atrás do painel e para compor o jardim com a fonte só é preciso um ponto de tomada.

"Ela exige uma bica de madeira e uma fonte de 1000 watts", completa Jéssica. Em média só essa estrutura custa R$ 250,00 mais o vaso, que varia de acordo com o tipo escolhido.

Mais baratos - A vegetação também pode entrar em casa custando até menos de R$ 100 por meio dos vasos, sugere Jéssica. A vantagem aí está na variedade de plantas que pode aumentar a medida em que se pode carregar o vaso para tomar luz de vem em quando.

Sobre a procura, a arquiteta notou um aumento. "Na Primavera todo mundo quer colocar um jardim dentro de casa e está chegando o fim do ano também, época em que se começam as recepções de visitas em casa". O jardim leva até 45 dias para se adaptar aquele ambiente.

Veja outros exemplos:

Curta o Lado B no Facebook!

A vegetação também pode entrar em casa custando até menos de R$ 100 por meio dos vasos. (Foto: Califórnia Mudas)A vegetação também pode entrar em casa custando até menos de R$ 100 por meio dos vasos. (Foto: Califórnia Mudas)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.