A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

05/06/2012 15:39

Design ecologicamente correto produz de casa de cachorro a escritório de R$ 200

Ângela Kempfer
Sofá feito de palet. (Fotos: Minamar Júnior)Sofá feito de palet. (Fotos: Minamar Júnior)
Estante da TV com mosaíco de isopor ao fundo.Estante da TV com mosaíco de isopor ao fundo.
Casinha de cachorro com placa de tubos de pasta de dentes.Casinha de cachorro com placa de tubos de pasta de dentes.

Casinha de cachorro feita com tubos de pasta de dente usados é só uma das gracinhas que o mundo do reaproveitamento produz no Brasil. As ideias seguem com soluções em arquitetura e decoração bem originais, muitas aqui mesmo de Mato Grosso do Sul, que podem ser vistas durante a 4ª Mostra de Soluções Sustentáveis, aberta hoje em Campo Grande.

Veja Mais
Traços da nossa arquitetura, desde o “Gabinete Téchnico de Desenho" na Calógeras
Casa de madeira mantém as lembranças de 92 anos de dona Nazira na 14 de Julho

As placas de tubos de pasta de dente são da Léo Madeiras e custam R$ 78,00 com tamanho de 2,20 metros por 1 metro. Maleáveis, o material possibilita, por exemplo, o teto arredondado da casinha de cachorro, mas também há telhas com o mesmo material, para a residência dos donos do animalzinho.

Um escritório por R$ 200,00 é outra vantagem do reaproveitamento. Os alunos de arquitetura da Anhanguera conseguiram estética moderna com uso de palet que virou um grande sofá e caixotes vindos direto da Ceasa transformados em prateleiras. Esse tipo de reutilização aparece em pencas nos sites de decoração, mas ao vivo a beleza é confirmada.

Uma porta virou tampo da mesa do escritório, com tubos de tecido servindo de suporte. Na parede, o mais interessante é o mosaico com quadrados de isopor em diferentes espessuras, que lembram recortes de mármore, além de replicas de cadeiras de designers famosos, reproduzidas com sobras de madeira.

“Só passamos verniz nos caixotes e pronto. Tudo foi muito barato, cerca de R$ 200,00, tirando mateiral de divulgação”, reforça a coordenadora do curso, Tácia Ronda, em frente a um lustre redondo feito com copos de plástico retorcidos, a única peça do ambiente que eu, particularmente, não colocaria dentro de casa.

Horta vertical do recanto das Ervas.Horta vertical do recanto das Ervas.

Na parte de paisagismo, uma ideia recorrente nos estandes da mostra são os jardins verticais. Na entrada, ao lado de móveis de madeira certificada ou de demolição, as garrafas de refrigerante são 3 vasos iluminados.

No espaço do Recanto das Ervas, há sugestões para ornamentar a cozinha e áreas externas, sempre com cheiro bom e a chance de boa sorte em potinhos com trevos de 4 folhas. Na horta vertical, os temperos ficam a mão, fresquinhos. Nas prateleiras, até o vidro de vinagre aromatizado pode ser uma peça de decoração.

Garrafas na decoração.Garrafas na decoração.
Sucata virou castiçalSucata virou castiçal

Detalhes - As tramas do Casulo Feliz fazem de um único tapete o super star dentre dezenas de peças semelhantes espalhadas pela Mostra. A fiação artesanal vai além do convencional e transforma o fio em puro aconchego chique.

Em outro espaço, os detalhes da artista Ana Jordão levam o artesanato para diversos ambientes da casa. O meu objeto preferido é bauzinho de madeira, desenhado pelo esposo da artesa, todo feito na base do encaixe, sem a utilização de cola, o que é ambientalmente melhor.

As peças do ateliê sempre têm algum detalhe diferente umas das outras. Os restos de tecido e fitas deixam lindas as representações do Divino, por exemplo, e os estandartes de santos. As almofadas bordadas a mão, são outros xodós (R$ 80,00).

Na Mostra sustentável tudo é assim, como na entrada grandes árvores são reproduzidas com pedados de madeira, os retalhos e objetos que a maioria já não quer mais, inspiram os expositores.

A sucata vira castiçal rústico e o rolo de madeira usado para eletrificação rural é uma mesa. As idéias estão espalhadas aos montes, com a vantagem da visita ser gratuita.

A mostra segue até o dia 7 de junho, de 14h às 22h, no espaço Golden Class, nos altos da avenida Mato Grosso.

Divino de Ana Jordão, por R$ 180,00.Divino de Ana Jordão, por R$ 180,00.
Almofada de Ana Jordão.Almofada de Ana Jordão.
O meu objeto preferido é bauzinho de madeira, desenhado pelo esposo da artesa, todo feito na base do encaixe, sem a utilização de cola, o que é ambientalmente melhor.O meu objeto preferido é bauzinho de madeira, desenhado pelo esposo da artesa, todo feito na base do encaixe, sem a utilização de cola, o que é ambientalmente melhor.
Tapete do Casulo FelizTapete do Casulo Feliz



Eu acho lindo todo esse trabalho,em torno da reciclagem é maravilhoso,eu encantei com a casinha de cachorro, gostaria de saber passo a passo como é feita.OBRIGADA.
 
ANA LÚCIA FURTADO em 03/11/2013 05:43:16
Muito bacana, embora as prateleiras de caixas de verduras não serem nenhuma novidade gostei da cama com palets, essa eu achei bem original, parabéns, mas de nada adiante reciclar se isso não ficar mais em conta, o tal design (criação) tem um custo, e isso pode aumentar o valor da que poderia sair mais barato e as pessoas comprarem móveis tradicionais
 
Patrícia Marques em 06/06/2012 09:38:05
Interessantíssimo também a casinha para crianças, feita com embalagens de leite longa vida, executada pelos alunos de Engenharia Ambiental da UCDB. Parabéns
 
Fernando Almeida de Lima em 05/06/2012 10:05:20
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.