A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

15/08/2015 11:53

Câncer mata aos 57 anos o cineasta, escritor e jornalista Edson Audi

Mariana Rodrigues
Edson Audi era formado em Cinema no CLCF de Paris, cidade em que viveu e trabalhou por mais de 20 anos. (Foto: Reprodução Internet)Edson Audi era formado em Cinema no CLCF de Paris, cidade em que viveu e trabalhou por mais de 20 anos. (Foto: Reprodução Internet)

Morreu aos 57 anos, na manhã deste sábado (15), em São Paulo, o diretor, jornalista, escritor e fotógrafo Edson Audi. Ele estava tratando um câncer de próstata há dois anos, e ontem acabou passando mal devido a doença, foi encaminhado para o Hospital e não resistiu, vindo a óbito às 6 horas de hoje.

Veja Mais
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais
Da droga à reabilitação, Zé Pretim sobe ao palco com banda e repertório afiado

Natural de Dourados - cidade distante a 233 km de Campo Grande, morava atualmente em São Paulo. Segundo Jorge Audi, irmão de Edson, o estado de saúde dele havia se agravado em janeiro, mas ele não queria que revelasse que estava doente.

Autor de vários documentários, programas de TV, dois telefilmes, alguns curtas e Vídeo Arte, ele se considerava um experimentador, no passado já se aventurou até em CD-Rom multimídia. Escreveu um livro foto-biográfico sobre Allan Kardec, onde procura desvendar quem é o homem. Com este livro foi finalista do Premio Jabuti no ano de 2000.

De grande importância para o audiovisual do Estado, em 1995, foi convidado pela TVE/MS para reformatar o programa Som do Mato, um programa musical que até então era regional. Os acertos na linguagem, a qualidade do som, cuidado com o novo conteúdo somados a uma bela iluminação logo trouxeram surpreendentes resultados e o programa entrou em rede nacional pela TVE e pela TV Cultura, um fato até então inédito para MS.

Ao mesmo tempo realizou alguns filmes na região de Corumbá, nesta mesma época foi convidado pelo Ministério da Cultura do Paraguai para dirigir um especial sobre Maneco Galeano. Seu último trabalho foi um documentário sobre o artista Paulinho Simões.

Edson Audi era formado em Cinema no CLCF de Paris, cidade em que viveu e trabalhou por mais de 20 anos.
O corpo será velado às 16h, horário local de São Paulo, na capela do cemitério Congonhas. O velório está marcado para este domingo (16), às 10 horas em São Paulo.

A família de Edson, que mora em Dourados e Campo Grande, já está na cidade paulista para o velório e enterro. Ele deixa a esposa e uma filha.

A família de Edson, que mora em Dourados e Campo Grande, já está na cidade paulista para o velório e enterro. (Foto: Reprodução Facebook)A família de Edson, que mora em Dourados e Campo Grande, já está na cidade paulista para o velório e enterro. (Foto: Reprodução Facebook)
Fim de semana tem cover de Freddie Mercury e Whindersson
As atrações acontecem no Palácio Popular da Cultura, em Campo Grande. Confira outras dicas da Agenda Cultural....
Filhos e netos, os artistas mais importantes no palco
Escolas particulares de Campo Grande investem em grandes espetáculos para marcar o fechamento do ano letivo....



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.