A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

05/08/2015 14:58

Em busca de sonho, atriz troca Campo Grande por Rio, na cara e na coragem

Naiane Mesquita
Priscila diz que trabalhos em Campo Grande, como o filme Não me Lembro, da Render Brasil, foram importantes para a carreira no Rio (Foto: Carlota Philippsen)Priscila diz que trabalhos em Campo Grande, como o filme Não me Lembro, da Render Brasil, foram importantes para a carreira no Rio (Foto: Carlota Philippsen)

Há três meses, a atriz Priscila Godoy, 26 anos, saiu de Campo Grande com destino ao Rio de Janeiro. Apaixonada por dramaturgia, a jovem acreditava que na Cidade Maravilhosa teria a chance de se manter com o trabalho, projeto que não conseguia seguir adiante em Mato Grosso do Sul.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

Priscila com Chico Diaz nos bastidores do filme Em Nome da Lei, gravado em Dourados (Foto:
Arquivo Pessoal)Priscila com Chico Diaz nos bastidores do filme Em Nome da Lei, gravado em Dourados (Foto: Arquivo Pessoal)

De agência em agência e após inúmeros testes, hoje ela coleciona um álbum que, para ela, já é motivo orgulho. São fotos de participações em programas no Projac e de cenas em novelas da rede Globo. “Aqui não é fácil, o trabalho artístico em qualquer lugar é difícil, mas eu tive sorte que conseguir vários projetos interessantes nesses meses”, comemora.

Na novela Sete Vidas, que acabou recentemente, Priscila fez uma ponta que rendeu cliques dos amigos nas redes sociais. O próximo projeto agora é na novela A Regra do Jogo, que ela também faz uma participação, mas não pode dar mais detalhes. “Eu fiz uma foto com o Neymar, que também gravou com a equipe, mas não posso divulgar por motivos contratuais”, explica.

Para ela, tudo isso tem sido especial por mostrar que se arriscar também vale a pena. “As vezes a gente fica com receio de ir atras. Mas, este ano ficou bem complicado em Campo Grande para a arte de um modo geral, porque ai é muito voltado para os editais. Como estamos passando por crises e não tinha mais previsão de receber esses recursos e os empresários estão segurando muito eu não tive muita opção”, acredita.

A atriz em cena de Sete Vidas, novela da Rede Globo. Imagem foi feita por amigos da atriz e publicada no Facebook (Foto: Arquivo Pessoal)A atriz em cena de Sete Vidas, novela da Rede Globo. Imagem foi feita por amigos da atriz e publicada no Facebook (Foto: Arquivo Pessoal)

O “empurrãozinho” acabou sendo um direção para a atriz. “O meu diferencial foi ter estudado. No Projac tem gente de todo o canto do mundo, dificilmente você vê carioca. Então tem que vir, tem que tentar, mas tem que ter base. Procurar trabalho antes em Campo Grande, estudar, ter um diferencial e tentar mesmo”, aconselha.

Com a bagagem de filmes em Campo Grande, Priscila diz que aprendeu muito com os profissionais do Mato Grosso do Sul. “Fiz muitos trabalhos para a Render Brasil. Aprendi muito e isso me ajudou a conquistar tão rápido esses projetos. Como não tenho contatos, as agências ajudam muito, sempre olham o seu perfil e combinam com o que é oferecido. Eles cobram uma taxa por cada um que dá certo”, afirma.

Agora, ela comemora mais um comercial fechado, com a Multiplus, que será veiculado no país inteiro em canais abertos e fechados, aeroportos e cinemas e na próxima novela. “Eu fico feliz que isso esteja chegando em Campo Grande e espero que mais pessoas tenham a coragem de se aventurar, mas sempre com um preparo. Eu moro com uma atriz, a Greta Helena, ela veio antes, também formou comigo, e juntas estamos tentando viver de arte”.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.