A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

18/12/2012 08:00

Quem são as garotas do blues nas noites da cidade

Anny Malagolini
Erika Espíndola é uma das vozes fortes da cidade.Erika Espíndola é uma das vozes fortes da cidade.
Aline Calixto é uma das novidades no blues de Campo Grande. Aline Calixto é uma das novidades no blues de Campo Grande.

Na adolescência, a professora Aline Calixto fazia som em uma banda de metal. Começou a namorar o arquiteto Jefferson Pasa e vestiu a casaca do blues, pelo incentivo do namorado que é guitarrista.

Veja Mais
Descobertos na adolescência, Rafa e Ruan mesclam clássicos e pop sertanejo
Em clipe de rock alternativo, casal coloca tudo a perder por mensagem de celular

Dona de uma voz semelhante à de grandes mulheres da música, hoje ela é uma das meninas do blues em Campo Grande. “Sempre gostei de blues e jazz, mas nunca pensei em cantar. Flui em mim, faço de alma”, explica.

Jefferson toca junto e é fã. Adora a novidade no meio predominantemente masculino. “Hoje ela canta uma das vertentes do blues, o Jump blues, uma forma mais dançante do estilo. Os vocais são mais femininos”, complementa o namorado.

Aline é modesta. Não gosta de falar de si. Nunca fez aula de canto e nem tem ensaios fixos, um estilo que o blues aceita como nenhum.

Mesmo assim, nas apresentações sobram elogios. A banda de Aline não tem nome ainda, toca as sextas em um dos redutos do blues em Campo Grande, o Rota 16.

O mesmo lugar tem Erika Espíndola. Outra de voz forte, que emplaca no time feminino do blues. Criança, ganhou da mãe um piano, desses que se compram no Paraguai, e “já conseguia tirar algumas músicas como da banda Roxette”, lembra.

Depois de aulas de canto e participação em coral, veio a separação dos pais e Erika deixou a música de lado por um bom tempo. “Fui morar em Seatlle (EUA), um local voltado ao grunge, mas consegui me redescobrir”, conta a moça de 26 anos.

Morando na terra do blues, Erika ficou encantada pelo som de baixo marcado e voltou a cantar, em cassinos e karaokês.

Como a maioria das letras das canções interpretadas por ela foram escritas para homens, passou a adaptar e não troca o ritmo mesmo que a proposta signifique chance maior de fama.

“Já recebi proposta de cantar sertanejo, mas recusei. Música é sentimento, e o blues é isso, cheio de sentimentos verdadeiros”.

O músico Marcelo Rezende, baixista da Bêbados Habilidosos se diz fascinado com as meninas. Vê nas duas referências de grandes nomes como Etta James, Ella Fitzgerald e Billie Holiday.

A esperança é de ver mais cantoras de blues na noite de Campo Grande. “É muito melhor ver as moças lá no palco cantando do que nós do Bêbados ,que não somos nenhum referencial de beleza”, brinca.




Genteeee, a Aline foi minha professora!!!!!! Não sabia que cantava!!!! Orgulho Aline!!!
 
Nádia N. em 19/12/2012 13:31:30
Não conheço ainda a Aline, mas posso falar da Érika, que manda muitíssimo bem! Com uma voz extremamente afinada, ela provoca arrepios enquanto canta! E vocês do Campo Grande News estão de parabéns por falarem das garotas do Blues de Campo Grande - levando-se em conta que esse é ainda um espaço de maioria masculina por aqui, e nós ainda temos muito a conquistar. Acredito que essa iniciativa de vocês pode incentivar e encorajar a muitas outras cantoras. Obrigada!
 
Meriele Oliveira em 18/12/2012 15:27:24
uma luz no fim do túnel. viver no mato grosso do sul é estar em um celeiro de bons artistas, cantores afinados, músicos competentes. embora a cena seja predominantemente sertaneja, quem não é dessa linha tem opções e o rock e suas vertentes, o blues e outros ritmos também se sobressaem. já tive a oportunidade de ver a erika em ação, é das vozes mais poderosas q já ouvi e aliada à sua simpatia, ganha fácil a atenção do público. é impossível falar em blue aqui no ms sem falar de bêbados, a referência maior do gênero no estado. parabéns à jornalista anny, espero q ela traga outras boas notícias da música, para mostrar q nem só de chapéu e bota sobrevive a noite campo-grandense. vida longa ao rock'n'roll.
 
guto oliveira em 18/12/2012 15:17:39
Gostei muito muito muito!!! Adoro ouvi-las! o/
 
Paula Siebeneichler em 18/12/2012 14:49:33
Como me dá orgulho da minha amiga Érika Espindola, maravilhosa e talentosa! Parabéns para a Aline tmb, pq as duas são merecedoras de todas as reverências e felicitações ao Campo Grande News pela iniciativa!
 
Flávio M. Leal em 18/12/2012 11:25:52
Ótima matéria, mostra que Campo Grande é muito mais que só sertanejo, parabéns Anny!
 
Renato Fernandes em 18/12/2012 11:18:33
lindas,talentosas e com vozeirao de dar inveja.Divas!! a noitada no cerrado campograndense fica blues com as poderosas. lindaa materia, Anny.
 
luciana villamaina em 18/12/2012 09:57:24
Aline e Érica, lindas e talentosas. Essas meninas brilham demais. Divas.
 
LUCIANA VILLAMAINA CENTENO em 18/12/2012 09:48:45
As meninas mandam muito bem. Ambas cantam Blues com a alma e é disso que a gente precisa! Sucesso para Erika e Aline!
 
Marcelo Rezende em 18/12/2012 09:47:28
Fui uma vez ao Rota 16 e me encantei ao ouvi-las, são fantasticas, passei a gostar de blues graças a voz de Aline. Quando retornar a CG passo pelo rota com certeza. Parabens
 
Kely Gomes em 18/12/2012 09:45:39
É impressionante o que essas duas meninas esgualepam no palco. Cantam muito!
 
gabriel lescano em 18/12/2012 09:03:24
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.