A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

16/01/2016 07:45

Rolê fotográfico tem bate-papo com profissionais e caminhada de cliques hoje

Naiane Mesquita
Profissionais se encontraram ontem para trocar ideias e hoje saem a campo. (Foto: Gerson Walber)Profissionais se encontraram ontem para trocar ideias e hoje saem a campo. (Foto: Gerson Walber)

Fotógrafos e aspirantes se encontraram na tarde de ontem, na Concha Acústica Helena Meirelles, no Parque das Nações Indígenas em Campo Grande, para trocar experiências em mais um dos rolês fotográficos promovidos na cidade. Dessa vez, o evento foi dividido em dois, sexta-feira e sábado, com a proposta de ser mais completo.

Veja Mais
Com tattoo, grafite e vídeo mapping, estúdio une talentos que se acharam na arte
Criticada por falar sobre o Xingu, Imperatriz avisa que não mudará desfile

Uma das organizadoras do Rolê, a fotógrafa Letícia Espíndola, acreditou na proposta de dividir opiniões e conhecimento antes de sair clicando pelo caminho. “Sempre acontece esses encontros, mas nunca acontece um bate-papo antes e queria aproveitar a galera que está produzindo em Campo Grande para fazer essa troca”, afirma.

A jovem que está de mudança para São Paulo trabalha há quatro anos com cobertura de casamentos e fotografia feminina sensual. “Sofri muito preconceito no início da carreira por ser mulher, com jeito de menina, então acho que muita gente deve passar por isso ou vai passar e nós temos que dividir as experiências para as pessoas não desistirem”, ressalta.

O primeiro rolê foi realizado a noite, explorando a longa exposição e as possibilidades de uma foto noturna. Já hoje, o evento começa às 14 horas, na Praça Ary Coelho. “Teremos a participação de fotógrafos que tem uma longa carreira, como o Valter Patrial, que todos conhecem, entre outros. Acho legal essa troca”, frisa.

Um dos profissionais que falou sobre a experiências na carreira foi o fotógrafo Everson Tavares, 24 anos. “Eu quero trazer um pouco à tona a questão da criatividade e autenticidade. Nós costumamos conversar muito sobre técnica e deixar de lado as ideias”, acredita.

Para Everson, que também é professor de fotografia no Senac, a criatividade só surge com muito estudo. “Você só tem boas ideia se você se inspira em boas ideias. A criatividade aparece com o conhecimento e o estudo”, explica.

Curta o Lado B no Facebook.




Esse tipo de evento poderia ser mais divulgado, sempre gostei de fotografia, mas só fico sabendo que houve, e nunca que haverá.
 
Edney Ueno em 19/01/2016 07:26:56
imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.