A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

10/12/2014 06:23

Usando GoPro, cachorro filma jazz em barbearia para mostrar o que humano não vê

Paula Maciulevicius
CGR Unseen é a designação internacional de Campo Grande, que junto do termo em inglês quer dizer: Campo Grande que não é vista. (Foto: Felipe Pellegrini)CGR Unseen é a designação internacional de Campo Grande, que junto do termo em inglês quer dizer: Campo Grande que não é vista. (Foto: Felipe Pellegrini)

Um cão com uma câmera GoPro, bateria, baixo, guitarra e uma turma fazendo Jazz dentro de uma barbearia. A cena, para quem passou pela Rua Bahia nesse último sábado, em Campo Grande, parecia surreal. De gente curtindo música boa num ambiente, no mínimo, inusitado. Quem registrou parte das imagens do vídeo foi "Cão", o cachorro da cantora e compositora Bianca Bacha. A ideia toda é parte do projeto "CGR Unseen", encabeçado pelo barbeiro Cabrini Ferreira.

Veja Mais
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais
Da droga à reabilitação, Zé Pretim sobe ao palco com banda e repertório afiado

"Este foi o piloto de um projeto que envolve um grupo de pessoas. Não é bem da barbearia, eu só cedo o espaço", explica Cabrini, de 26 anos, proprietário da The Barber Club. O nome CGR Unseen é a designação internacional de Campo Grande junto do termo em inglês que passa exatamente o que o projeto pensa: a Campo Grande que não é vista. 

Cabrini é do Rio de Janeiro, já morou fora do País  e trouxe para cá uma bagagem de conteúdo cultural e sensibilidade para querer mostrar o que ninguém vê. Ao Lado B, ele descreve que há tantos talentos, como som, palavras e fotografia que passam batido pelas pessoas.

Quem registrou parte das imagens foi Cão, o cachorro da cantora e compositora Bianca Bacha. (Foto: Felipe Pellegrini)Quem registrou parte das imagens foi "Cão", o cachorro da cantora e compositora Bianca Bacha. (Foto: Felipe Pellegrini)

A ideia do projeto surgiu 1 ano atrás, quando ele foi ao Indez ouvir o grupo de Jazz numa quinta-feira.

"Fui lá dar uma conferida e o pessoa tocava muito, mas não tinha nome, rosto, cara. O CGR Unseen tem um só objetivo, de divulgar toda iniciativa em que o trabalho seja de nível internacional, de alta qualidade e que não é visto no nosso dia-a-dia", explica.

Com a barbearia aberta há pouco mais de 1 ano, Cabrini comenta que ouve falar de prestadores de serviço entre conversas e que se surpreende ao ver a qualidade internacional que existe aqui.

"Você vê que é algo fora de sério. Então este projeto é sem fins lucrativos e tem a intenção bem simples de criar uma cultura de qualidade na cidade, mostrando cada uma dessas faces de Campo Grande que não é vista", descreve.

A ideia do projeto surgiu 1 ano atrás, quando ele foi ao Indez ouvir o grupo de Jazz numa quinta-feira. (Foto: Felipe Pellegrini)A ideia do projeto surgiu 1 ano atrás, quando ele foi ao Indez ouvir o grupo de Jazz numa quinta-feira. (Foto: Felipe Pellegrini)

A primeira edição do CGR Unseen não teve ampla divulgação, foi no boca a boca mesmo, através das redes sociais e do WhatsApp. O evento era aberto para quem quisesse se achegar e foi programado com um dia de antecedência, depois que a data entre os músicos bateram.

No susto, as mensagens foram passando de um para outro e o projeto conseguiu acender uma fagulha. "Não sei se realmente vai acontecer, mas está todo mundo se comunicando. A intenção é de marcar um segundo encontro e fazer um vídeo", explica Cabrini.

Alguns já foram feitos e mostram que dá para produzir algo bem bacana. A iluminação e a acústica da barbearia colaboram. "Estão rolando uns vídeos e o pessoal está animado em tentar reproduzir isso e começar a fazer daqui um circuito cultural", completa o barbeiro.

Cantora e compositora, Bianca Bacha, descreve que o convite foi informal a ela, ao baterista Sandro Moreno, o baixista Gabriel Basso, guitarrista Gabriel Andrade e o cantor Léo Cavallini. "A ideia era essa, se a gente quisesse chamar mais alguém. Eu vi que eles postaram e começou a gerar curiosidade da galera e o pessoal começou a aparecer", conta. Uma delas foi a cantora Erika Espíndola que também apareceu para curtir o movimento.

Dona do "Cão", o cachorro que filmou parte das imagens, Bianca recebeu o convite do casal de fotógrafos Felipe Pellegrini e Célia Nazarko, do estúdio "Seu Pet Star". "Eles falaram, mas eu disse tem certeza? É um Border Collie enorme", brincou. Do outro lado a resposta foi de que eles tinham a ideia de captar as imagens pelo olhar do cachorro.

"Foi o olhar dele, meio tremidão, sem enquadramento correto, mas super legal. As pessoas que passavam de carro, estacionavam e desciam. Gerou uma curiosidade legal, aquele baixo acústico enorme do Gabriel, a barbearia, que é um negócio super charmoso, umas pessoas, um cachorro. Acho que se pensou 'o que é isso, quero entrar também'", reproduz Bianca.

Para fazer parte do projeto, Cabrini deixa aberto o convite. "O que você pode fazer? Eu tenho uma barbearia, dou espaço, os caras são músicos, vieram com a banda e assim vai. Cada um ajuda dentro da sua área, da sua experiência e com o que pode".

A The Barber Club fica na Rua Bahia, 575. "Aparece e vem conversar comigo. Agora precisamos de câmera, temos quem faça a captação de som de alto nível", pontua. A barbearia fica aberta das 9h às 19h de segunda a sexta e aos sábados até às 17h.

Fim de semana tem cover de Freddie Mercury e Whindersson
As atrações acontecem no Palácio Popular da Cultura, em Campo Grande. Confira outras dicas da Agenda Cultural....
Filhos e netos, os artistas mais importantes no palco
Escolas particulares de Campo Grande investem em grandes espetáculos para marcar o fechamento do ano letivo....



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.