A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

18/11/2011 16:33

Em aventura pantaneira musical, Guilherme Rondon comemora 40 anos de carreira

Ângela Kempfer
Casa no meio do Pantanal serviu de estúdio para gravação do CD.Casa no meio do Pantanal serviu de estúdio para gravação do CD.

Com 4 caminhonetes carregadas com equipamentos e músicos, Guilherme Rondon começou uma aventura musical de 8 dias em pleno Pantanal do rio Negro e conseguiu fazer vingar um CD 100% sul-mato-grossense.

Veja Mais
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios
Com gorros de Papai Noel, artistas realizam performance contra calote de editais

O ‘Made in Pantanal’ é o trabalho de comemoração dos 40 anos de carreira, como compositor, lembra ele. “Como músico tem mais. Comecei em 66, tocando Beatles”, conta Guilherme Rondon.

No hotel fazenda da família, o Recanto Barra Mansa, uma pequena casa virou o estúdio para a gravação do CD. A logística foi complicada, o acesso nada fácil, mas tanto trabalho para chegar ao Pantanal com a aparelhagem e a equipe para Rondon foi um jeito de “arrumar história para contar”.

Formado em Engenharia em São Paulo, o paulista de nascimento criado em Corumbá, no Pantanal do Paiaguás, já fez muita coisa na vida. Teve experiências na publicidade, andou pelo Nordeste, já montou pousada no Pantanal, mas o que nunca largou foi a música. A paixão rendeu dois prêmios Sharp de música regional e muitas parcerias.

Dentre as 11 músicas inéditas e uma regravação há composições de Rondon com os amigos Alexandre Lemos, Paulo Simões, Celito Espíndola, Consuelo de Paula e Zé Edu Camargo.

Equipe que participou do trabalho no Pantanal.Equipe que participou do trabalho no Pantanal.

O quarto CD solo tinha de ser especial, por isso a trabalheira. Outro “detalhe” era o orçamento reduzido, diz o músico. “Trabalhamos com a realidade de poucos recursos do Fundo de incentivo a Cultura. Condições precárias, verbas pequenas e mesmo assim o resultado ficou ótimo”.

Para tocar com o rio Negro ao fundo, Rondon convidou 3 músicos: Sandro Moreno, Alex Mesquita e Orlando Bonzi. “Deu tudo certo, como poderia dar tudo errado”, avalia sorrindo.

O medo que o som de pererecas, sapos e afins prejudicasse as gravações acabou com a queda na temperatura. “Foi uma sorte. O frio caiu para 8º graus e os bichos se calaram”.

Por fim, o objetivo que era gravar o máximo possível no Pantanal foi muito além. “Conseguimos gravar tudo, voz e violão acústicos. Adorei tudo. A magia do lugar garantiu um envolvimento completo e isso foi para a música”.

Todos os músicos vivem em Mato Grosso do Sul, o CD foi gravado, mixado em Campo Grande e será remasterizado por um profissional sul-mato-grossense em São Paulo. “É 100% de Mato Grosso do Sul. Um orgulho”, avalia Rondon.

O lançamento do novo CD de Guilherme Rondo será amanhã, às 20h, com show no Teatro Aracy Balabanian, em Campo Grande (MS). Os ingressos serão vendidos no local, por R$20 e R$10. O Lado B vai sortear 2 convites pelo Facebook.




Parabéns. Um dos grandes valores artístico musical desta terra. Merecedor de reconhecimento pela luta que tem para levar a música sulmatogrossense a todos os cantos deste Estado e do Brasil, juntamnete com estes outros músicos valorosos que o acompanha.
 
Samuel Aguiar em 20/11/2011 12:57:30
parabéns..geraldo espindola um dos ícones da musica regional..merece todo o reconhecimento do povo sul matogrossense..temos orgulho..d vc..somos bm representados nesse Brasil,,,
 
gisele chamorro em 20/11/2011 02:35:33
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.