A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2017

17/10/2011 14:59

Museu apresenta exposição sobre companhia Matte Larangeira

Ângela Kempfer
Foto da Matte Larangeira de 1890.Foto da Matte Larangeira de 1890.

O Museu da Imagem e do Som fala sobre is 34 anos de Mato Grosso do Sul com a história da Matte Larangeira (com "G" realmente), companhia responsável pela colonização da região sul oito décadas antes da criação do Estado.

A partir do dia 20 de outubro, O MIS apresenta a exposição “Memória Pública da Companhia Matte Larangeira”, com entrada franca até o dia 31 de dezembro.

São fotografias e documentos históricos, reunidos pela socióloga Fabiane Medina Cruz, com o apoio dos acadêmicos de Ciências Sociais Danilo Édio Sant'ana e Bruna Leal dos Santos.

O Museu fica no Memorial da Cultura, na avenida Fernando Correa da Costa, 559, no Centro de Campo Grande.

A companhia, fundada em 25 de julho de 1883 por Thomas Larangeira, depois da Guerra do Paraguai, trouxe do Rio Grande do Sul trabalhadores para o preparo da erva-mate e virou o símbolo do desenvolvimento econômico desta região do País.

Na história, há a relação polêmica de apropriação das terras indígenas guarani-kaiowá, mas é inegável a importância para o que veio a ser Mato Grosso do Sul.

A Matte foi instalada graças as primeiras concessões de terras para a exploração na fronteira.

A Companhia obteve a maior área arrendada, 5 milhões de hectares, tornando-se um dos maiores arrendamentos de terras em todo o Brasil para um grupo particular.

Milhares de trabalhadores foram contratatos, a maioria indios e paraguaios, miseráveis depois da derrota para o Brasil na guerra.




O livro "Selva Trágica: a gesta
ervateira no sulestematogrossense", de Hernâni Donato, publicado em 1959, é um romance que trata da rotina e vida dos trabalhadores da Cia Matte Larangeira e mostra a condição desumana em que eram tratados.
Parabéns aos pesquisadores pela Exposição, sem dúvida um trabalho muito importante que auxiliará outros interessados pelo tema!!!
 
Lílian Ricci em 21/10/2011 12:53:54
Sem dúvida, a Companhia Matte Larangeira é importante para a história do nosso estado, mas, essa história foi construída com a exploração não só da erva mate, mas, dos trabalhadores que eram tratados em condições desumanas, que bem se enquadrariam no delito de "redução análoga à condição de escravo", e dentre eles, indígenas que a história oficial do estado não reconhece.
 
Lílian Ricci em 21/10/2011 12:45:12
Além de melhorias no ambiente Museu da Imagem e do Som ,projeto visa auxiliar pesquisadores com a digitalização de todas imagens e documentos.
 
Danilo Edio de Sant ' Ana em 18/10/2011 10:53:02
Realmente, grande iniciativa! Parabéns aos cientistas sociais envolvidos na empreitada. Daniel Estevão
 
Daniel Miranda em 17/10/2011 11:18:06
Obrigada a todos, mas a honra é toda nossa, de poder contar uma parte da história do nosso querido Mato Grosso do Sul, e a importância da Cia Matte Larangeira para o desenvolvimento do estado. Obrigada.
Att,
Bruna Leal.
 
Bruna Leal em 17/10/2011 10:16:56
Obrigado,Fabiane M. Cruz,Danilo E.Sant'Ana e Bruna L.dos Santos.Legítimos brasileiros.É sempre um alívio a existência de pessôas como vocês.Abraços sinceros.
 
Ronaldo Ancél Alves em 17/10/2011 04:46:38
Parabéns a equipe do MIS e do Arquivo Público do Estado pela inciativa.
As fotografias foram recolhidas durante a implementação do Arquivo no interior, Paraguai e Campo Grande e portanto, é parte do acervo do APE/MS.
Louvo os pesquisadores, por apresentarem ao público, fontes fotográficas importante para a história de MS.
Clara Duran Leite
 
CLARA DURAN LEITE em 17/10/2011 03:19:17
imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.