A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

13/10/2014 10:27

MIS exibe filmes com panorama do cinema sul-mato-grossense

Lado B
Cena de Selva Trágica, que mostra o cotidiano de trabalhadores de uma indústria de erva-mate Cena de Selva Trágica, que mostra o cotidiano de trabalhadores de uma indústria de erva-mate

A partir desta segunda-feira, o MIS (Museu da Imagem e do Som) exibe, de graça, nove filmes produzidos por sul-mato-grossenses, como homenagem pelos 37 anos do Estado. As sessões vão até o dia 17 de outubro, sempre às 19 horas.

Veja Mais
Final de semana tem a volta de Anjos da Noite, comédia nacional e animações
Semana tem ação com a volta de Jack Reacher, além de ficção e terror

Além das exibições, a programação começa hoje com o lançamento do livro "O Coringa do Cinema", de Matheus Trunk.

A mostra tem filmes desde a década de 60, começando por "Selva Trágica" (1963), de Roberto Farias, "Caçada Sangrenta" (1974), de Ozualdo Candeias e "Comitiva Esperança" (1985), de Wagner Carvalho.

Também entram na seleção, obras mais recentes, como "500 Almas" (2004), de Joel Pizzini, "A Academia" (2013), de Daniele Girelli, "Smile" (2013), de Camila Machado e Steffany Santos, "Redhookers" (2013), de Larissa Anzoategui, "À mesa – Campo Grande de Culturas" (2014) e "Portas" (2014), de José Roberto Bastos.

Além de reverenciar o cinema feito aqui, a mostra também tem um teor histórico. Os filmes exibem paisagens do Mato Grosso ainda uno e falam de questões bem sul-mato-grossenses, como dramas vividos pelos trabalhadores nas fazendas de erva-mate e a cultura indígena.

O Museu fica no Memorial da Cultura, na Avenida Fernando Correa da Costa, 559, 3º andar.

Veja a programação divulgada pela assessoria do MIS:

13 de outubro

"A Academia" - Documentário sobre a Academia Sul-Mato-Grossense de Letras. Por meio de entrevistas e depoimentos narra parte da história dos autores e das letras em nosso Estado (Dir. Daniele Girelli, Documentário, 20min, 2013).

"Caçada Sangrenta" - Produzido por David Cardoso, possui cenas gravadas em Campo Grande, Aquidauana e Ponta Porã. A trama é sobre um escultor suspeito do assassinato de uma milionária. Ele foge com um envolvido com a polícia pelo interior de Mato Grosso do Sul onde violenta perseguição ocorrerá. Após intenso tiroteio, os dois morrem e aparentemente o escultor reconhece o crime. (Dir. Ozualdo Candeias, Policial, 90min, 1974).

14 de outubro

"500 Almas" - O delicado processo de reconstrução da memória e da identidade dos índios Guatós, atualmente dispersos pela região pantaneira. (Dir. Joel Pizzini, Documentário, 109min, 2004).

15 de outubro

"Comitiva Esperança" - Uma viagem ao interior do Pantanal. Documentário musical que mostra, de maneira poética, o homem no pantanal sul-mato-grossense, resgatando os gestos, os olhares, as falas mais espontânea, os momentos de força e coragem dessas pessoas, procurando revelar, sem preconceitos, a alma do pantaneiro. Um mergulho nos sons e imagens de uma das regiões mais bonitas do Brasil. (Dir. Wagner Carvalho, Documentário, 30min, 1985).

16 de outubro

"Selva Trágica" - Baseado no romance de Hernani Donato, o filme mostra o cotidiano de trabalhadores de uma indústria de erva-mate que são tratados como escravos. Aqueles que tentam escapar recebem drásticas punições. (Dir. Roberto Farias, Drama, 104min, 1963).

17 de outubro

"Portas" - Interpretado por Aline Calixto, a história gira em torno de uma mulher que entra em um vagão de trem e não consegue mais sair (Dir. José Roberto Bastos, Experimental, 6 min, 2014).
"Smile" - Conta a história de uma garota triste, com problemas em família. Ela pega o ônibus todos os dias com o mesmo garoto que vê a tristeza dela e tenta fazê-la sorrir. (Dir. Camila Machado e Steffany Santos, Drama, 8 min, 2013).

"À mesa - Campo Grande de Culturas" - Documentário que discute a influência das colônias de imigrantes na formação da identidade cultural campo-grandense com foco na gastronomia. (Dir. André Patroni, Kleomar Carneiro e Paulo Higa, Documentário, 25 min, 2014).

"Redhookers" - Karen (Monica Mattos), uma jovem ordeira e estudiosa, começa a perceber que há algo de terrivelmente errado com sua irmã Karina (Jacqueline Takara) ou, como é conhecida na noite, Cherry. Para descobrir o que se passa com ela e resgatá-la da misteriosa Lady Shub (Ju Calaf), Karen terá que remexer nos segredos do bordel RedHookers. Nesse ambiente hostil, horror e depravação a aguardam. (Dir.Larissa Anzoategui, Terror, 18 min, 2013).




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.