A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

01/03/2015 07:27

"Cheguei na beira do porto onde as ondas se espáia..."

Lenilde Ramos
...Vou pensando na força vital que construiu este passarinho.. (Foto: Marcelo Calazans)..."Vou pensando na força vital que construiu este passarinho.. (Foto: Marcelo Calazans)

Como diz o amigo Zégeral José Geraldo Ferreira, tô aqui, "pensanocosbotão”, enquanto observo cada detalhe da figura deste beija-flor e penso na química e na aerodinâmica deste pequenino ser, que pesa de 2 a 6 gramas e mede até 12 cm.

Veja Mais
Despedida dominou a web na semana em que todo mundo coloriu de verde o coração
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980

Vou pensando na força vital que construiu este passarinho que voa para trás e faz malabarismos que nenhuma outra ave é capaz.

Vou pensando mais fundo, na maneira como ele se sustenta no voo batendo as asas 90 vezes por segundo e, faz isso, porque seu coração bate 1.250 vezes por minuto quando voa e 480 vezes quando está em repouso e se alimenta visitando até 1.500 flores num só dia.

Cada vez mais fundo vou pensando em como ele sente o perfume de uma flor a dezenas, centenas de metros de distância, em como conhece as espécies da flora e sabe o que lhe interessa, em como se localiza, se movimenta e se sintoniza com o espaço.

Comecei a pensar em tudo isso por causa do amigo Luca Maribondo quando, dia desses, se irritou com a beatice do povo que vive colocando a palavra Deus em tudo quanto é bobagem e cacoete mental.

Pensando em tudo isso, concordo com o amigo Luca mas, vendo um beija-flor, ouso dizer que a energia que o faz existir não é apenas humana e, apesar de toda a dificuldade de nossa cabeça em classificá-la e dar nome a ela, ouso chamá-la de Deus.

Tento ir mais longe dos beija-flores, pensando na espetacular estrutura do nosso corpo e dos nossos sentidos e no sentido do que a gente não vê. Penso no pensamento e no poder da vontade, e ainda mais longe, penso na complexidade do nosso planeta e na perfeita dinâmica da natureza (não fossem os estragos do homem).

Daí penso no sol, na lua e nas estrelas... e depois disso, digo que não dá para negar que existe uma Força Superior, mesmo que os carolas a usem de forma tão babaca e boa parte dos inteligentes insista em torcer o nariz para ela.

"E o cuitelinho não gosta que o botão de rosa caia..ai...ai..."..

*Lenilde Ramos é sanfoneira, jornalista e conta suas histórias aqui no Lado B.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.