A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

06/05/2015 06:56

Ah, se o mundo fosse tão perfeito quanto pintam as vitrines das redes sociais

Mariana Monge
E é por isso que eu peço: espalhemos mais sorrisos pelas redes sociais (Foto: selfie)E é por isso que eu peço: espalhemos mais sorrisos pelas redes sociais (Foto: selfie)

Em uma breve observada em murais alheios, durante um tempinho de ócio navegando pelo Facebook, foi inevitável reparar como as pessoas gostam de exibir uma coleção de sorrisos e momentos fantásticos, agregados a uma pitada de popularidade. Qual o problema disso? Na minha opinião, nenhum. Mas com certeza muitos cidadãos do bem irão dizer por aí: será que a vida dessas pessoas é realmente tão incrível quanto elas pintam nas redes sociais?

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

Já ouvi muitos comentários do tipo: "ah, isso é tudo fachada", "perde mais tempo tirando foto para colocar no Instagram do que aproveitando os momentos e as pessoas", "ninguém pode ser tão feliz assim", "ah, fulana quer mostrar uma vida que não tem".

E daí, eu pergunto: mas na "vida real" também não funciona assim? Ou as pessoas saem por aí estampando seus problemas a quem interessar ou não?

Para mim, isso é coisa de gente chata, que não sabe colorir a própria vida com sorrisos e se incomoda demais com a alegria dos outros. E cá entre nós, um perfil cheio de fotos com boas energias é bem mais interessante do que um mural repleto de lamentações, acusações e indiretas que servem pra todo mundo e ao mesmo tempo pra ninguém.

É fato que hoje em dia existe uma linha muito tênue entre o mundo virtual e real, por isso, é importante ter todo o cuidado com o conteúdo exposto nas redes sociais, para que tudo o que for postado seja realmente uma verdade nossa, mas nem toda nossa verdade precisa ser escancarada sem um mínimo de responsabilidade.

A verdade é que o mundo (real ou virtual) está repleto de pessoas que não estão preparadas para acolher o cada um realmente tem a oferecer, seja de bom ou de ruim. Poucos são os que conseguem edificar o próximo, ajudá-lo a ser melhor ou até mesmo enaltecer as qualidades dele. A inveja está acabando com a bondade de homens e mulheres. Tudo bem que isso nem é uma realidade exclusiva dos tempos atuais. Mas até quando as pessoas continuarão tão pequenas e mesquinhas?

E é por isso que eu peço: espalhemos mais sorrisos pelas redes sociais, porque de testas franzidas o mundo já está bem saturado. E se não for pedir muito, que os sorrisos realmente sejam sinceros, verdadeiros e bem vividos. Mas se, por acaso, precisar fazer um desabafo, pode me chamar in box, porque mais difícil do que suportar a felicidade do outro é aceitar quem tem apenas a simplicidade de si mesmo para oferecer.

*Mariana Monge é jornalista e colaboradora do Lado B. Mais textos na página Mariana Monge.




Atenção!!!O conhecidíssimo herói Mister Óbvio apareceu novamente, alguém o viu por aqui.
 
Confuncio em 06/05/2015 10:04:56
Em muitos casos, as redes sociais são usadas como uma forma de disfarçar as próprias frustrações e tentar pintar para os outros uma "vida perfeita". Todos já conheceram pessoas que, no facebook, são "amigas", "leais", "justas", "sensíveis", "verdadeiras", mas na convívio do dia a dia são o exato oposto disso tudo. Vivemos num mundo cada vez mais fútil, onde o que importa é a aparência, e ferramentas como as redes sociais potencializam a propaganda enganosa e hipertrofiam o ego. Essa é a diferença para o mundo real, onde é certo que as pessoas não ficam expondo seus problemas, mas também não ficam fazendo pose o tempo todo nem tirando fotos fazendo "biquinho", e agindo como se fossem "divas" famosas, como é caso de inúmeras mulheres nessas redes, só pra citar um exemplo.
 
Fernandez em 06/05/2015 07:42:49
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.