A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

21/10/2016 19:06

Com medo de ser última vez, noiva vai até hospital fazer foto com o pai

Naiane Mesquita e Christiane Reis
Izaque e a filha Rhamella se encontraram na porta do hospital (Foto: Christiane Reis)Izaque e a filha Rhamella se encontraram na porta do hospital (Foto: Christiane Reis)

Izaque Rodrigues Ferreira, 44 anos, não conseguia esconder a emoção de ver a filha caçula, única menina da família, vestida de noiva. Na porta da Santa Casa de Campo Grande, eles registraram o momento que antecedia a cerimônia de união de Rhamella e Julio. Por motivos de saúde, o pai permaneceu internado e com medo da futura cirurgia cardíaca quis vê-la nem que fosse pela última vez.

Veja Mais
Caligrafia da escola rendeu à Marystella a profissão de designer de lousas a giz
Luis ganhou o título de presidente e hoje é dono da própria cadeira no bar

"Estou muito feliz porque ele é meu melhor amigo, meu companheiro de vida", diz Rhamella Caroline Soares Ferreira, 20 anos. Com a cerimônia civil marcada para às 16 horas e a festa para às 20 horas, ela mudou os planos para encontrar o pai na tarde de hoje e posar ao lado dele na foto de família.

"O médico falou que a cirurgia é de risco, então queria incluir meu pai no momento mais importante da minha vida. Ele pediu para me ver de noiva, porque poderia ser a última vez", diz.

Das lembranças ao registro, a família só tem a agradecer a oportunidade de permanecer mais tempo juntos. O terno sob medida para Izaque era parte da preparação para o enlace, acertado antes mesmo da notícia da cirurgia.

"Eu não posso sair do hospital, os médicos me autorizaram apenas a colocar o terno e fazer a foto. A cerimônia não irei porque posso me emcoionar muito, ela é minha única filha, caçula", conta o cabeleireiro e vendedor.

Internado na Santa Casa desde segunda-feira, Izaque tem problemas cardíacos e precisará fazer um ponte mamária, que é semelhante a ponte de safena, mas no procedimento usa-se a artéria mamária, localizada no tórax. "Foi tudo de última hora e não deu tempo de remarcar a data do casamento", conta Rhamella.

O noivo, Julio Daniel Arcanjo Ortiz, 30 anos, fez questão de acompanhar a noiva em todos os momentos. "Estou dando apoio para ele, neste momento, eu sei da importância que o pai tem para a vida da Rhamella", acredita.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.