A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

17/02/2016 06:23

De smooking, pajem de 2 meses rouba a cena no casamento dos pais

Paula Maciulevicius
Levado pela tia, Gabriel tinha nos pés as alianças do casamento dos pais. (Foto: Vicente Barros)Levado pela tia, Gabriel tinha nos pés as alianças do casamento dos pais. (Foto: Vicente Barros)

Aos 2 meses de vida, o pequeno roubou a cena do casamento dos pais quando entrou, de carrinho, levando as alianças. Mesmo que ele ainda não saiba, Gabriel esteve presente em cada minuto da cerimônia, até mesmo nos noivinhos em cima do bolo.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

O bebê nasceu dia 11 de dezembro e foi protagonista do casamento dos pais no dia 12 de fevereiro. Dois meses depois de vir ao mundo. A noiva e mãe já tinha marcado data, fechado local, buffet e escolhido o modelo do vestido quando descobriu a gravidez. Laura e Walter ficaram noivos quando completaram três anos de namoro, ainda em 2014. Ele, médico, iria servir o Exército em Bela Vista, enquanto ela, ainda estudante de Medicina, terminaria o curso em Campo Grande.

"Em março mandamos fazer o vestido. Em abril, descobri que estava grávida. Não tinha como antecipar nada. A primeira prova estava marcada para agosto, mas a costureira pediu que eu voltasse 10 dias depois da criança nascer", conta Laura Loureiro de Souza Rosa, de 24 anos.

Pelo véu da mãe, o garotinho olhava a mamãe de noiva. (Foto: Vicente Barros)Pelo véu da mãe, o garotinho olhava a mamãe de noiva. (Foto: Vicente Barros)
Antes da cerimônia (Foto: Vicente Barros)Antes da cerimônia (Foto: Vicente Barros)
A pausa para amamentar. (Foto: Vicente Barros)A pausa para amamentar. (Foto: Vicente Barros)
E o carinho da tia e avó corujas. (Foto: Vicente Barros)E o carinho da tia e avó corujas. (Foto: Vicente Barros)
Nos preparativos para a entrada. (Foto: Vicente Barros)Nos preparativos para a entrada. (Foto: Vicente Barros)

Em dezembro, perto do Natal, que ela foi tirar as medidas. Em janeiro, os sete quilos que ganhou na gestação já haviam sumido e o vestido teve de ser todo ajustado. Com a maior tranquilidade do mundo, Laura administrou nascimento, formatura e casamento quase todos juntos e uma semana antes do 'sim' é que foi fazer a última prova.

O modelo escolhido dificultava um pouco a amamentação e para não deixar Gabriel chorando durante a cerimônia, a noiva tirou parte do leite. Amamentou já de véu, em uma cena linda que arrancou suspiros até da irmã caçula, e depois voltou a dar mama na hora da festa.

Dentro dos meses de gravidez e que antecediam o casamento, Laura também perdeu o pai e foi levada pela mãe até o altar. Desde que souberam da chegada de Gabriel, os noivos já o queriam participando de tudo.

"A gente já tinha pensado de ele ser o nosso pajem desde o início", conta o noivo Walter Torres Ferrari, de 24 anos. A ideia inicial sugerida pela mãe da noiva era para que o neto levasse a filha até o altar. "Mas acho que ele tinha que ter uma participação mais especial e a parte das alianças era o ideal para ele", descreve Laura.

E os dois prontinhos. Ela de noiva, ele de smooking. (Foto: Vicente Barros)E os dois prontinhos. Ela de noiva, ele de smooking. (Foto: Vicente Barros)
Enquanto noiva se arrumava, Gabriel tinha colo de sobra. (Foto: Vicente Barros)Enquanto noiva se arrumava, Gabriel tinha colo de sobra. (Foto: Vicente Barros)
Até nos bonequinhos do bolo, bebê estava presente. (Foto: Vicente Barros)Até nos bonequinhos do bolo, bebê estava presente. (Foto: Vicente Barros)
De smooking, Gabriel roubou a cena. (Foto: Vicente Barros)De smooking, Gabriel roubou a cena. (Foto: Vicente Barros)

A irmã mais nova, de 7 anos, quem conduziu o bebê pelo carrinho. Nos pés de Gabriel estava uma almofada com as alianças. Entrada mais aguardada que da própria noiva, de smooking e acordado, Gabriel chegou até o casal. "A hora que eu vi, porque como mãe a gente fica preocupada... Ele entrou acordado, mas quietinho. Era a coisa mais linda do mundo..." narra a noiva.

E não teve convidado que segurasse a emoção e o riso de ver o pequenino todo arrumadinho. "Ele roubou a cena, até do padre quando a gente foi conversar, a atenção era só dele. Deixou nosso casamento mais especial e mais completo, eu diria", descreve Laura.

A noiva nem se incomodou de não ser o centro das atenções e concorda que todo mundo esperava mais a entrada dele do que a dela. "Foi uma coisa totalmente diferente. Ninguém tem essa oportunidade, do filho ser o próprio pajem e levar a aliança. Ele só tem dois meses, mas já se tornou um orgulho", detalha o noivo.

Na saída da cerimônia, Walter pegou o bebê no colo, que deu um bocejo e saiu na foto de olhinhos fechados, como se estivesse dormindo. Ao olhar para as fotos no futuro, a noiva acredita que o momento se tornará especial também para Gabriel. "Era um momento todo especial para o papai e a mamãe e ele estava lá, presente".

Curta o Lado B no Facebook.

Na saída do sim, bebê de olhinhos fechados. (Foto: Vicente Barros)Na saída do "sim", bebê de olhinhos fechados. (Foto: Vicente Barros)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.