A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

12/02/2015 10:07

Detetive diz que 70% dos maridos têm amantes homens e que mulheres dão trabalho

Ângela Kempfer
Foto de Givaldo, feito pelo Dourados Agora. (Foto: Hedio Fazan)Foto de Givaldo, feito pelo Dourados Agora. (Foto: Hedio Fazan)

O jornal Dourados Agora publicou reportagem curiosa hoje. A equipe entrevistou um detetive que apontou, mais uma vez, como a hipocrisia rola solta no que diz respeito ao sexo. Segundo a matéria, 70% dos maridos que traem têm amantes do mesmo sexo em Dourados.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

A constatação é do detetive Givaldo Ferreira dos Santos, o único com autorização para o trabalho na cidade. Na rotina de investigações, ele disse ter percebido que os maridos ou namorados, na maioria das vezes, se relacionam com vários homens, sem uma ligação mais duradoura.

“O perfil desses homens é de pessoas que procuram aventuras. Eles não têm relacionamento fixo, como acontece com as amantes na traição 'tradicional'”, esclareceu Givaldo, enfatizando que muitos têm o perfil conservador diante da família, mas entre 4 paredes... Ele garantiu que só 3, em cada 10 investigados, ainda traem as esposas com uma mulher.

Outro dado curioso apresentado por ele é sobre as estratégias de cada sexo. Enquanto um homem é desmascarado em cerca de 15 dias, as mulheres dão muito mais trabalho na hora de produzir provas do adultério. “Para flagrar mulheres demoramos mais de 60 dias”, revelou.

As meninas parecem mais espertas. Marcam salão de beleza, depois deixam o lugar sem ser vistas, ou marcam uma consulta médica que não existe, explicou. No caso delas, o detetive reforçou aquela imagem da mulher carente, disse que a maioria trai com homens, e mais jovens, por não encontrarem “carinho em casa”.

Por fim, apesar das provas, muitos preferem a reconciliação, disse Givaldo durante a entrevista.

Sobre a "esperteza" delas, eu penso que o homem faz tudo com maior liberdade, porque não acha que está fazendo nada errado, por isso são pegos com tanta facilidade. Já elas, temem pelos filhos, pela mãe, pelo bispo...

Achei bacana a pauta, só não gostei da parte que o detetive justifica a "traição" das mulheres como resultado de carência afetiva. Para mim, mulher tem todo o direito de ser simplesmente "safada".

 




Esse Detetive é o máximo...
 
Antonio Cícero da Silva em 06/02/2016 00:44:44
É o detetive, na cola dos infiéis... Brilhante profissional de segurança e investigações...
 
Antonio Cícero da Silva em 06/02/2016 00:34:08
Toda mulher tem o direito de ser respeitada e se dar o respeito. "Safada" é um adjetivo que remete à libertinagem, obscenidade e promiscuidade. São instintos primitivos de pessoas que agridem a razão e a intelectualidade para sobrepujar a intuição sensível. Por favor, a época das cavernas já passou. Mulheres são muito mais que isso.
 
Falcatrua em 13/02/2015 08:14:03
Os números só comprovaram o que todos sabem mas fingem não saber, visto que MS é dominado pela cultura do homem rústico, sistemático e tradicional. "Terra dos machões" que comem a bala de 38 e atiram com o P#@% duro!
 
Regis em 12/02/2015 15:04:29
Eu quero é ver em Campo Grande kkkk
 
Heverton em 12/02/2015 12:52:03
Será problema na água de Dourados?
 
Roma em 12/02/2015 10:48:14
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.