A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

29/09/2013 07:36

Do interior do Estado, Transformista e Transex vencem concurso de Miss

Paula Maciulevicius
Negra, de olhos levemente puxados, Priscila Rangel foi eleita Miss Transformista. (Fotos: João Garrigó)Negra, de olhos levemente puxados, Priscila Rangel foi eleita Miss Transformista. (Fotos: João Garrigó)

Elas são do interior do Estado, da região do Bolsão, de cidades com menos de 100 mil habitantes. Foram as primeiras Miss Transformista e Transex eleitas representantes de Mato Grosso do Sul, fora de Campo Grande. No palco, a cabeleireira e a cozinheira viraram divas. Produção à altura, luzes no palco, cílios postiços, saltos altíssimos. Em um ano de reinado que elas têm à frente, o discurso é de levar humildade e simpatia por onde passarem.

Veja Mais
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980
Super-heroi, Pedro precisa de ajuda para continuar salvando a alegria da família

Dona de uma beleza exótica, negra e de olhos levemente puxados, a transformista Priscila Rangel, de 21 anos, saiu de Ribas do Rio Pardo pela terceira vez para tentar levar a coroa. Cabeleireira por profissão, na altura do seu 1,72m e 62 quilos, ela ganhou o título de Miss Mato Grosso do Sul Transformista 2013.

“Ser miss não é só desfilar na passarela, é ser do povo, ser simpática, querida por todos. Não é só vestir um vestido caro”, declarou. E põem caro nisso, o look da Miss para a noite do concurso custou R$ 7 mil. O vestido foi feito sob medida por um ateliê que faz as roupas que a Escola de Samba Grande Rio usa na Sapucaí.

Sob aplausos da torcida, Paulinha Martinelli foi coroada Miss Transformista 2013.Sob aplausos da torcida, Paulinha Martinelli foi coroada Miss Transformista 2013.

O Lado B questionou se, vinda de uma cidade com uma média de 20 mil habitantes, Priscila vive o preconceito de ser transformista. Ela não negou e nem confirmou, mas disse com orgulho “sou a 1ª Miss MS do interior, a primeira”, frisou.

Paulinha Martinelli, de 35 anos, eleita Miss Mato Grosso do Sul Transex 2013, também tem um histórico semelhante. Loira, sorridente e aplaudida pela torcida, ela chegou até a desistir do concurso. Mas foi impulsionada pelos amigos através de uma campanha pelas redes sociais.

Nascida em Corumbá, ela representou também representou Ribas do Rio Pardo, mas mora em Três Lagoas. Cozinheira, a produção para a noite de gala foi bancada pelos amigos que criaram e bordaram o vestido.

Nascida em Corumbá, Miss também disputou concurso por Ribas do Rio Pardo.Nascida em Corumbá, Miss também disputou concurso por Ribas do Rio Pardo.

Com 1,63m e 72 quilos, ela só tem uma frase para definir a coroa. “Um sonho. Foi minha terceira tentativa”.

Em um ano como miss ela fala de levar o que demonstrou ao palco. “Humildade, beleza, simpatia e tudo aquilo que uma transexual exerce, o que está dentro de você. Levar educação também através de trabalhos voluntários”, finalizou.

Organizador do concurso desde 2008, Franklin Rossati se diz realizado. “Para mim é maravilhoso poder realizar um sonho delas”. A seguir as Miss Transformista e Transex disputam a coroa nacional.

Outra categoria do concurso elegeu Claudinha Tompson, de 27 anos, como Miss Mato Grosso do Sul Plus Size. “É uma nova chance que a gordinha tem para mostrar a beleza que foge dos padrões”.

Ao todo, 16 candidatas disputaram Miss Transex e Transformista 2013.Ao todo, 16 candidatas disputaram Miss Transex e Transformista 2013.



Não se trata de ser homofóbico e sim de prioridades!
Luiza Ribeiro, bem como o ex vereador Athayde Nery apresentam emenda para que assoc. de travestis seja de utilidade pública para que possa receber recursos públicos(dim-dim).
Penso que a saúde ainda precisa de recursos que são insuficientes para sua necessidade, além de atender a todos, crianças, idosos e homossexuais. O sus distribui kit HIV e preservativos! Por questão de prioridade prefiro que meus impostos sejam gastos com saúde para todos, crianças, idosos, etc.
 
Márcio Santos em 29/09/2013 21:45:54
as ganhadoras do miss gay foram
luana cimatti- dourados 2008
yasmin mattos- dourados 2009
emanuelle fernandes- campo grande 2010
kauanny motta - campo grande 2011
amanda hoffman campo grande 2012
e agora priscilla hangel - ribas do rio pardo 2013

e no trasex
francyelle campos- campo grande- 2008
rafaella capucci- campo grande- 2009
Nicole di primo- campo grande 2010
rafaella ferreira - campo grande 2011
emanuelle fernandes -campo grande 2012
e agora páulinha martinelly - tres lagoas
 
frank rossatte em 29/09/2013 15:22:44
bem, ela so se equivocou em dizer que foi a primeira miss gay do interior do estado! eu fui a primeira miss gay MS em 2008, sou natural de Dourados.. e no ano seguinte, em 2009 a outra miss Yasmin mattos tbm de Dourados ganhou o MS...
 
Luana Cimatti em 29/09/2013 11:16:15
Fico muito feliz por este concurso estar dando certo e crescendo cada vez mais. Uma pena eu ainda nao ter tido a oportunidade de estar presente. Um beijo enorme ao Franklin e as ganhadoras
Danielle Marques Miss Brasil International Queen 2009
 
Daniela Marques em 29/09/2013 09:45:31
Parabéns aos organizadores do Concurso.
O concurso parecia um baile de debutantes...
Conheci Paulinha Martineli em Tres Lagoas MS um encanto de pessoa.
Parabéns
 
Marcio Bitencourt em 29/09/2013 09:33:07
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.