A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

18/12/2013 06:14

Ele escreveu pedindo visitas no Natal, mas a carta voltou e agora fica no bolso

Paula Maciulevicius
No bolso, cada palavra escrita reflete a saudade de um pai que só queria de presente de Natal, ter a família por um dia. (Fotos: Marcos Ermínio)No bolso, cada palavra escrita reflete a saudade de um pai que só queria de presente de Natal, ter a família por um dia. (Fotos: Marcos Ermínio)

“É pra vocês duas que eu pego minha caneta para dar a notícia que vocês já sabem: Claudemir José das Neves veio até aqui e viu minha situação. Vai fazer três ou quatro anos que eu me encontro num asilo de idosos. O asilo é grande e quem toma conta é o São João Bosco. Minhas notícias são pequenas, desejo a todos vocês um Feliz Natal e um próspero Ano Novo. Espero que venham me visitar”. José das Neves.

Veja Mais
Casal queria poetizar início, mas soube rimar como ninguém o "fim" do amor
Monogâmico ou não, gays e lésbicas querem o direito de viver a afetividade

A carta tem a data do dia 12 de novembro de 2013, endereçada a Margarida Lourenço das Neves e Claudete Laura das Neves, respectivamente ex-mulher e filha do ‘seo’ José. Aos 75 anos, ele teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e há quatro ou cinco anos, como descreve na carta, mora no asilo que leva o nome do ‘cuidador’, São João Bosco.

De Campo Grande a correspondência foi até a rua América Central, no Parque das Américas, em Mauá, São Paulo, mas voltou há 20 dias para o asilo com a observação dos Correios, de que não existe o endereço indicado. Desde então, a saudade expressa em palavras está no peito de José, guardada no bolso da camisa.

“Queria que elas viessem ou mandassem carta, eu sei que ela já casou e eu fiquei, mas não interessa isso. O que fica faz crescer, o que foi, vai”, poetiza.

José está na cadeira de rodas, fala devagar, porque as palavras já não obedecem a rapidez do pensamento, que permanece lúcido. Junto aos outros velhinhos, ele toma um ar num dos corredores do asilo, recordando os anos que ficaram para trás, levando para um passado a família que ele espera reencontrar.

José está na cadeira de rodas, fala devagar, porque as palavras já não obedecem a rapidez do pensamento, que permanece lúcido.José está na cadeira de rodas, fala devagar, porque as palavras já não obedecem a rapidez do pensamento, que permanece lúcido.

Analfabeto, do próprio punho saiu apenas a assinatura do nome: José das Neves. O restante foi escrito pelo cuidador, a pedido dele, que se lembrou de mandar uma carta quando recebeu uma. “Um menino, que me viu uma vez, me escreveu esses dias, dizendo que não tinha nada para me dar, mas me mandava uma carta. Eu lembrei, quem sabe a minha filha não escreve alguma coisa? Uma coisa mínima de bom Natal e Feliz Ano Novo...”

Cada palavra, cada saudade, cada sentimento que vem à tona não faz lhe caírem lágrimas. Ele não mostra emoção em falar do assunto, talvez, por não acreditar que no Natal o bom velhinho lhe dê este presente, traga num passe de mágica, a família de volta. “A carta voltou, não encontrou ninguém”, diz, como se a título de consolo.

O último abraço foi dado no filho, Claudemir José das Neves, logo que ele teve o derrame. “Ele ficou uma semana aqui e foi embora. Os outros tinham que me levantar para eu abraçar ele”.

Ao ir embora, ele diz que o filho deixou apenas a carta de desquite. “De recompensa, por ter me achado”, considera.

José e a carta que guarda no bolso estão na avenida José Nogueira Vieira, 1.900, no asilo São João Bosco, esperando, quem sabe, o maior presente de Natal: entregar em mãos a carta à família.

“Eu estou aqui, não posso dizer que estou na minha casa, mas é o hospital São João Bosco”.

A carta tem a data do dia 12 de novembro de 2013, endereçada a Margarida Lourenço das Neves e Claudete Laura das Neves, respectivamente ex-mulher e filha do ‘seo’ José.A carta tem a data do dia 12 de novembro de 2013, endereçada a Margarida Lourenço das Neves e Claudete Laura das Neves, respectivamente ex-mulher e filha do ‘seo’ José.



Esse Sr morava no bairro são conrado. faz muito mais que 4 anos que ele não vê os filhos. Alias todos lhe abandonaram. Moro perto de onde ele morava.
 
Edyr Dias em 19/12/2013 09:36:48
Juro que chorei ao ler esta carta. Gostaria de poder ajudar, mas sou um singelo cadeirante tambem.
 
Odair Bortolato em 18/12/2013 19:46:07
Ajudem a encontrar a família para ele não se sentir tão sozinho.... é muito triste se sentir abandonado!!!
 
Renata Machado em 18/12/2013 18:44:41
Outro possível endereço de Claudete Laura das Neves:
(11) 44524651
RUA ADRIATICO, 151
BL 06 APT 122
bairro JARDIM ESTADIO
cep 09172180
SANTO ANDRE/SP
 
Paulo Silva Junior em 18/12/2013 17:31:54
VAMOS COMPARTILHAR GENTE....FAMILIA É FAMILIA, QUE DEUS POSSA ESTAR ABENÇOANDO ESTE SENHOR, E QUE SUA FAMILIA APAREÇA.
 
ELIANE SANTOS em 18/12/2013 16:15:29
Eu moro em frente ao asilo, quem tiver notícias sobre a família do Sr. José publiquem aqui que eu levo o recado para ele.. Vamos ajuda-lo a ter um Natal mais feliz!!
 
Karmem Lúcia em 18/12/2013 15:29:28
Não sei se é o caso... Mas em muitas vezes a pessoa abandona a família... e quando envelhece cobra o abandono em que vivi... será que esse abandono nasceu sozinho??? É um bom momento para muitos lembrarem de valorizar o que é importante, a presença, o amor, a família, a amizade entre as pessoas... é importante plantar carinho pra colher amor... Deus abençoe a todos neste Natal, inclusive a esse Senhor que não conheço a história, apenas lembrei de casos parecidos!!!!
 
Valquíria Barbosa Canete em 18/12/2013 14:11:31
Vamos que vamos podem contar conosco, para localizar e trazer a família.





Nei Salviano
Publicitario
 
nei salviano em 18/12/2013 12:51:33
vamos compartilhar.
 
ana ferreira vicente em 18/12/2013 11:21:11
Será que esta família que esqueceu Sr. José não vai envelhecer? Não sabemos do passado dele, mas é um ser humano e alguém tem que ter carinho por ele.
 
Placida Barros em 18/12/2013 10:43:02
encontrei um telefone e endereço
Claudete Laura das Neves
Rua Ipe, 563 bl C:24 ap T:6
Mauá - SP
Tel: (11) 4577-5666
por favor alguem avisa esse senhor
QUE Deus abençoe esse senhor
 
marcia silva em 18/12/2013 10:20:39
não importa o passado tem que perdoar e curtir seu pai o resto entrega na mão de deus a hia carta é dr cortar o coração principalmente para quem tem pai ...venham visitar asilo é pra quem não tem família não deixem ele se acabar nessa situação de essa alegria para seu pai...
 
aparecida alves da silva em 18/12/2013 10:03:31
Quem pode nos julgar é DEUS, o que este senhor fez, ele é que vai responder no dia do juízo final, então família deem um pouquinho de atenção ao pai de vocês, esposa se ainda for viva venha visitá-lo, filhos(as) não deixem o tempo passar, pois um dia vocês chegarão a essa idade também, e quem sabe o que vocês já fizeram é Deus e prestarão contas a Ele. Um pouquinho de Amor, Carinho e Perdão não fará falta a vocês, mas a ele está fazendo muita. FELIZ NATAL A TODOS. Que o menino Deus possa nascer nos corações mais endurecidos.
 
Loenir Gomes de Arruda em 18/12/2013 09:37:04
Bem, essas histórias principalmente nesta época do ano tem o dom de mexer com as nossas emoções! Eu sinceramente espero que a família deste sr° entre em contato com ele! Muito triste e comovente. Quem sabe ele não ganha este presente!!!
 
Paula Renata Cafóla em 18/12/2013 09:22:31
Olá Maria da Silva, também não é mais este endereço ou telefone.
 
Paula Maciulevicius em 18/12/2013 09:13:08
Alguém pode avisar aí? Parece que achei a filha: http://www.telelistas.net/pessoas/sp/maua/242834417/claudete+laura+das+neves?q=claudete+laura+das+neves
 
Maria da Silva em 18/12/2013 08:55:56
Lógico que a história é comovente, mas a família sabe onde esse senhor está. Mas, não sabemos o passado dessa família...Pessoas ruins envelhecem, não sei se é o caso, mas às vezes a família pode ter passado por situações nada agradáveis e, simplesmente não querem saber desse senhor. O perdão é importante porque é libertador. Tomara que um dia esse senhorzinho possa sim receber esse presente de natal.
 
Luciana Villamaina em 18/12/2013 08:49:03
Vamos postar no facebook e ajudar ele a encontrar a familia.
 
Marcos Antonio Ruiz em 18/12/2013 07:25:23
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.