A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

20/03/2014 16:01

Família procura égua de estimação de menina de 9 anos que vale R$ 90 mil

Ângela Kempfer
Égua vale R$ 90 mil. (Foto enviada pela família)Égua vale R$ 90 mil. (Foto enviada pela família)

A égua “Baixinha” cresceu junto de Júlia, uma menina de 9 anos que nos últimos 2 dias sofre com saudades da companheira. O animal desapareceu na madrugada de quarta-feira. Sumiu sem deixar rastros. A família acredita que foi levada por ladrões que invadiram a chácara de um amigo, local onde ela costumava ficar.

Veja Mais
Uber multado, reajuste de ônibus e cidade sob chuva bateram recordes nas redes
Do Corinthians ao canteiro de obra, zagueiro que virou servente tem nova chance

Nos registros policiais, o caso é curioso, inusitado. Chama atenção porque na verdade não foi só Baixinha que desapareceu, outra égua também foi levada ou fugiu sem deixar pistas. “Por isso mesmo que estamos chocados. Se isso virar moda, vai ser um terror”, comenda a mãe de Julia, Janine Barbosa.

A menina é laçadora e tem Baixinha como parceira nas competições de Laço Comprido. Na terça, depois do treino, o animal foi levado para a chácara, na região das Moreninhas. Ontem, por volta das 6h30, na hora dos funcionários darem a ração, as duas éguas já não estavam no local.

“Percorremos a área, não tem nenhuma cerca arrebentada. Provavelmente, os ladrões levaram as duas até perto do pontilhão e de lá embarcaram em um veículo. Eles sabiam de toda a rotina, de toda a movimentação”, diz a mãe.

Além da agonia da menina “criada no lombo da égua”, Baixinha tem raça, é quarto de milha. “Vale uns 90 mil”, informa a dona.

A família começou a espalhar cartazes pela cidade e já mobilizou Polícia Civil, PRF e até a Iagro (Agência Estadual de Defesa Animal). Nas rádios, os locutores falam, inclusive, em recompensa. Mas Janine prefere não divulgar isso. "Pedimos mesmo é a colaboração de todo mundo".

Quem tiver alguma notícia da égua, "completamente preta, sem nenhuma manchinha sequer branca", detalha a dona, deve ligar para o telefone da família (67) 9985 0337.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.