A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

30/01/2014 06:47

Igreja faz congresso pra ensinar jovem a se vestir e evitar problema no Carnaval

Elverson Cardozo
FSY no Brasil. (Foto: Divulgação)FSY no Brasil. (Foto: Divulgação)

Eles pregam que a aparência deve ser a mais próxima de um representante de Cristo e, portanto, pedem aos jovens que evitem os modismos. Na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mais conhecida com a dos Mórmons, esse cuidado é tanto que existe até congresso de normas de vestuário.

Veja Mais
A pé, Tulia faz percurso de 10 km até biblioteca onde aprendeu a ser feliz
Passada "nuvem negra" que trouxe o câncer, rosa tatuada no braço une 4 mulheres

Em Campo Grande, o último, focado no retiro de Carnaval, aconteceu na semana passada. Foi uma preparação para o FSY (For The Strength of Youth) ou, em português, “Para o Vigor da Juventude”, evento que deve reunir pelo menos 500 jovens de 1 a 5 de março, no Eco Hotel do Lago.

O FSY é um programa da própria igreja, organizado pela BYU (Universidade de Brigham Youg). Nos Estados Unidos é realizado há mais de 30, mas no Brasil chegou apenas em 2011. Trata-se de uma conferência que, segundo o material de divulgação, “proporcionará à juventude a oportunidade de aprender e crescer em conjunto, através da participação em cursos, oficinas e reuniões espirituais”.

Regras - É mais um encontro, uma espécie de retiro religioso, mas o que chama a atenção, neste caso, são as regras, bastante rígidas. Os interessados receberam um livreto com todas elas.

Panfleto com orientações para o evento. (Foto: Divulgação)Panfleto com orientações para o evento. (Foto: Divulgação)

Elas - As moças são orientadas a usarem um corte de cabelo conservador, “simples e de bom gosto”. Extravagâncias, como as cores não naturais (verde azul e roxo, por exemplo), não são permitidas.
Brincos? Só um par nas orelhas. É vetado o uso de piercing no corpo ou alargadores. Saias, vestidos e bermudas são autorizados, desde que estejam na altura do joelho.

As roupas, aliás, “não devem revelar partes do corpo, serem justas ou deixar os ombros descobertos”. Mesma regra se aplica às costas e barrigas. “Não se vista de modo relaxado ou inadequadamente informal”, diz o texto.
Calçados devem ser usados o tempo todo, mas o jovem deve se atentar às situações. “Sapato ou sapatilha não deve ser usado em uma atividade recreativa”.

Eles – Para os rapazes as orientações seguem a mesma linha. Eles não podem, de jeito nenhum, usar brincos, piercings ou alargadores, muito menos barba. Nenhum tipo será aceito. “As costeletas não podem passar do lóbulo da orelha, nem crescer em direção às bochechas”.

O corte de cabelo, para os garotos, também deve ser conservador e sem pintura com cores não naturais. Os fios precisam estar, obrigatoriamente, acima do colarinho. Orelhas e olhos devem estar visíveis. “Não são permitidos rabos de cavalos, tranças, trancinhas, desenhos, esculturas (inclusive o estilo moicano) ou a cabeça completamente raspada”.

Na parte do vestuário, a mesma orientação para não parecer relaxado e um adendo: As calças devem ser usadas no nível da cintura; a roupa de baixo não devem aparecer. No item calçados, a mesma norma aplicada às garotas, mas com uma observação: sapato social para o domingo não é o mesmo usado em uma atividade recreativa.

Para os dois - As regras não param por aí. Há outros seis tópicos, destinados para os rapazes e as moças: Não será aceito o uso de chapéus, bonés ou óculos escuros em lugares fechados; camisetas sem manda; vestuário que contenha desenhos e/ou palavras ofensivas e sugestivas; roupas justas; trajes que exponham ou revele o corpo e “modismo” (gótico ou emo, por exemplo).

Todas essas orientações devem ser seguidas à risca ou o participante será proibido de entrar no evento. É uma exigência. Os que não estão de acordo serão barrados.

Vida dentro da igreja - Embora as normas façam parte dos ensinamentos da igreja, elas não são usadas como critérios para aceitação de novos membros. Pelo menos é isso o que garante o diretor de assuntos públicos e administrador do programa FSY em Campo Grande, Daniel Patelli, de 34 anos.

Grupo vai participar do retiro em março. (Foto: Cleber Gellio)Grupo vai participar do retiro em março. (Foto: Cleber Gellio)

Segundo ele, se alguém de cabelo roxo ou rosa, por exemplo, adentrar ao templo, será bem recebido, como qualquer fiel. Poderá frequentar os cultos, mas será apresentando às regras, claro. O ideal é que se siga. Se não seguir, não será barrado. “Todas as pessoas são bem-vindas. Todos podem entrar e assistir”, disse.

Segundo informações divulgadas em seu site oficial, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem mais de 15 milhões de membros em todo o mundo, a maioria deles fora dos Estados Unidos. Existem congregações em mais de 150 países e territórios. Em Campo Grande, segundo Daniel, são 11 unidades para 7 mil membros.

Andressa enfrenta críticas, mas tem certeza que quer continuar na igreja. (Foto: Cleber Gellio)Andressa enfrenta críticas, mas tem certeza que quer continuar na igreja. (Foto: Cleber Gellio)

Andressa Borba, de 17 anos e Igor Palhano, de 14, fazem parte desse “time”. Batizaram aos 8 anos. Os dois foram criados na igreja porque, quando nasceram, os pais já eram seguidores, por isso, aprenderam, desde cedo, os ensinamentos.

Apesar de novos, de nem terem saído da adolescência, eles tem a plena certeza de querem seguir a doutrina para o resto da vida. Andressa confessa que teve algumas “crises” internas. “Chega uma hora que bate a duvida”, comentou.

Hoje a garota se diz resolvida. Fala da decisão sem medo de errar: “No decorrer do tempo você vai aprendendo, sabendo que aquilo e verdade. Você consegue sentir no coração que quer aquilo para você. Os padrões que o mundo vive, que as outras pessoas seguem, não vai te fazer feliz. Eu tenho certeza que todas as coisas que sigo vão me fazer e feliz”

Batizado desde 8 anos, Igor diz que, aos olhos do mundo, é um garoto diferente. (Foto: Cleber Gellio)Batizado desde 8 anos, Igor diz que, aos olhos do mundo, é um garoto diferente. (Foto: Cleber Gellio)

Igor Palhano vai além. Com discurso de gente grande, o garoto começa dizendo que a igreja sempre quer o melhor. “Nosso melhor com a família, com a gente mesmo. Não buscamos a felicidade momentânea, mas a futura, a duradoura. O que a gente escolhe hoje reflete amanhã e, com certeza, vamos colher a felicidade a coisas boas. Hoje a gente priva o nosso corpo das coisas ruins porque no futuro isso vai ser revertido em atos bons”, disse.

Eles enfrentam críticas, mas já aprenderam a lidar com elas. Andressa diz que, às vezes, pelo estilo de vida, se mostra incompreensível, mas os amigos verdadeiros aceitam e respeitam. Igor comenta a mesma coisa, mas diz que, querendo ou não, “tem certa diferença do mundo”, por isso, diante de tantas influências, o jeito é se manter firme.

Para eles, as regras, mesmo as que parecem absurdas na visão de muita gente, tem fundamento e são perfeitamente aceitáveis. Daniel Patelli, o diretor de assuntos públicos, pensa da mesma forma.

Diretor do programa em Campo Grande, Daniel considera as regras perfeitamente aceitáveis. (Foto: Cleber Gellio)Diretor do programa em Campo Grande, Daniel considera as regras perfeitamente aceitáveis. (Foto: Cleber Gellio)

“Nós consideramos que o corpo é um templo de Deus e nós queremos preservar isso da melhor forma possível”, disse, ao comentar que a mudança às vezes não vem de imediato, mas “à medida que a pessoa vai conhecendo, aprendendo, incorporando e tendo novas amizades com gente que também é da igreja, ela vai mudando seu comportamento e vestuário”.

Apesar da declaração, ele não parece querer influenciar. Finalizou a entrevista dizendo que a igreja não tem preconceitos com nenhuma religião ou pessoa e citando, de uma lista de 13 tópicos, a 11ª Regra de Fé:

“Pretendemos o privilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os ditames de nossa própria consciência; e concedemos a todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os adorar como, onde ou o que desejarem”.




A questão aqui é sobre padrões de vestuário.
Em linguística aprendemos que constantemente estamos enviando mensagens aos que nos rodeiam, uma das quais é por nosso vestuário.
Quanto à barba e às costeletas, este é apenas um padrão formal para a ocasião em questão, um padrão semelhante àquele dos missionaries SUD ou dos jovens militares de nossas forças armadas. Há membros e jovens que têm barba e bigode e frequentam normalmente nossas reuniões.
Quanto ao uso da escritura de Samuel para sustentar que o Senhor não olha para a aparência, creio que está fora de contexto (aparência=estatura física do rei: Saul, homem alto x David, jovem e pequeno). Uma melhor escritura aplicável seria Eclesiático de Sirac 19:27: "As vestes de um homem, o seu sorriso, e o jeito de andar, revelam quem ele é"
 
Marcelo Moreira da Silva em 01/02/2014 19:15:04
''muito menos barba'' que isso ?????? cristão não pode usar barba ???? isso para mim é uma seita religiosa.
 
Ilton Barbosa em 31/01/2014 22:09:59
Sou da A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, tenho 15 anos,nasce na igreja,e como todo mórmon tenho livre-arbítrio,é lindo uma moça e um rapaz que se veste no recato, só que esse conselho segue quem quiser. Todo mundo tem livre-arbítrio, se eu quiser andar nos padrões eu ando se não eu não ando e ninguém pode me criticar,ou melhor,ninguém pode criticar ninguém...
Gente esse é um conselho dos líderes da igreja aos membros mais aceita quem quiser,vamos parar de criticar a religião dos outros !
E pra quem acha que igreja nenhuma fala de castidade,a igreja de Jesus Cristo tenta sempre apertar nessa tecla !
 
Lavynya Campos em 31/01/2014 16:03:52
Sempre antes de fazer um comentário gosto de ler os já feitos, vi muita intolerância tando dos que são a favor como os dos contra. De fato sou contra essa atitude em relação a vestimento afinal já muitos que tem atitudes completamente contraria à aquilo que e pregado, inclusive quanto ao assunto de fidelidade e virgindade. Não sejamos hipócrita, cada religião tem acerto e erros. Apenas não gosto como visto aqui é pessoas querendo provar que sua religião e melhor que a outra. Nunca vi religião nenhuma pregar o sexo antes do casamento e nem a infidelidade. Roupa não esconde caráter, fanatismo não é o rumo. Aceita Deus de coração, não é necessariamente seguir regras impostas por homens que se dizem santos. Não concordo com essa regra, mas cada um na sua, respeito acima de tudo.
 
Julia Cardoso em 31/01/2014 13:50:21
para conhecer a igreja é só acessar seu site oficial. http://www.lds.org/?lang=por
 
Lucas Guerreiro em 31/01/2014 12:41:01
Sou membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, sei quem eu sou e sou imensamente grata por ter o evangelho em minha vida! Sigo os padrões porque sei que eles me trazem uma felicidade que não é momentânea e sim para toda vida...Amo os padrões e eles Não me prendem, me ensinam a ser livre sadiamente seguindo os ensinamentos de nosso maior exemplo que é Jesus Cristo. *-* Sou SUD e sou feliz =D
 
Helen Silveira em 31/01/2014 09:56:13
com meu comentário os críticos vão ficar mais indignados ainda... só corrigindo, embora eu tenha gostado da matéria: " os santos do últimos dias ( mórmons) tem edifícios especiais chamados templos onde tenho certeza de que pessoas com cabelos com cores como o verde e o roxo não entrariam, trata-se do lugar (considerado pelos sud) mais sagrado do mundo, pois, até os membros precisam de autorização pra adentrar e uns tem e outros não! O lugar onde há acessibilidade de membros e não membros é chamado de capelas, nesse edifícios sim ( as capelas), entra qualquer pessoa com qualquer cabelo. É realmente lamentável que esses padrões básicos e tranquilamente aceitáveis sejam um absurdo pra essa nossa sociedade "moderna" demais! Para os críticos, boa sorte com seus filhos
...
 
Dilon Oliveira em 31/01/2014 03:25:59
A matéria deixou claro que essas regras são específicas para o programa que ocorrerá no período do carnaval, porém todo membro de a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias, é ensinado sobre a natureza sagrada do corpo humano e como trata-lo, são ensinados que a liberdade de escolha é um dom dado por Deus aos homens e mulheres. Portanto independente de religião, as pessoas são livres para aceitar ou rejeitar aquilo que aprendem. Se um jovem estiver disposto a ir nessa atividade, ele estará disposto a seguir de acordo com o programa e suas demais regras.
 
Fábio Struckl em 31/01/2014 02:07:49
Não julgamos por seus padrões... É um acampamento com regras...Sou SUD e vou ir ao FSY...Então, essas são algumas regras, por causa de nossos padrões que alguns são diferentes dos padrões do mundo... Algumas coisas que li aqui não tem sentido... Não somos uma ditadura,todos temos livre arbítrio...todas as pessoas que querem conhecer são bem recebidas...Não queremos ser Pseudo Perfeitos, pois existem vários programas da igreja que ajudam o jovem seu lado espiritual,físico mental... Mas somente conhecendo poderão ver de perto..não julgamos ninguém, e além disso... Nós sempre ajudamos nossos membros, pois n]ao é somente uma igreja,é como uma família...temos ajuda psicológica,e várias pessoas que nos ajudam em dificuldades...conheçam a igreja,assim verão com seus próprios olhos...
 
Eduardo Gonçalves em 31/01/2014 01:53:28
Quanta ignorância! Primeiro procurem conhecer melhor a religião antes de sair falando oq convém na mente ignorante de vcs! Sou da igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos Dias e escolhi ser assim. Não sou perfeita e com certeza ngm lá dentro seja, o evangelho nos ensina e nos aconselha em muitas coisas, temos o livre-arbítrio pra fazer oq quisermos mas temos o conhecimento que seremos julgados por nossas obras tb. Larguem de ficar falando tirando conclusões de que somos infelizes, ou que a igreja é manipuladora enfim... Sejam menos ignorantes, leiam sobre isso. Obrigada!
 
carolina alves em 30/01/2014 23:59:29
Acho algo Inútil o que as pessoas Criticam da Igreja, um dia todos se arrependeram na segunda vinda de Cristo, só acho que não temos que jugar nada... Se um dia alguém que Critica a Igreja ficar sabendo que um membro de A Igreja de Jesus Cristo Dos Santos Dos Últimos dias jugar outra religião você me fala!... Abraços!... E visitem o Site www.lds.org.br/
 
Gabriel Araújo em 30/01/2014 23:26:52
Parabéns à todos os jovens que escolheram fazer parte desse evangelho . Vocês são uma luz para o mundo! Um exemplo a ser seguido. Jovens virtuosos e de valor!
 
Claudia Brandao em 30/01/2014 22:43:19
Sou membro de A Igreja De Jesus Cristo Dos Santos Dos Ultimos Dias (SUD) e com todo meu testemunho posso afirmar que isso não e verdade o FSY é um acampamento pra retirar jovens do carnaval sim mas minha igreja não possui estas regras um pouco absurdas e sei que como portador do sacerdócio este evangelho é verdadeiro
 
Lawrence Carlos em 30/01/2014 22:42:44
Olha,sou membro e vi que algumas pessoas criticaram muito a igreja...Eu creio que sigo o caminho certo e tenho muito orgulho de dizer que sou membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias...não me fizeram lavagem cerebral se é isso que querem saber,eu senti em meu coração que estas coisas são verdades e que isso é para o meu bem,respeito a opinião de todos e suas crenças também,então gostaria que respeitassem a minha,pois sou muito feliz assim.Uma coisa que eu gostaria que observassem é que nas regras desse site a uma regra que diz 3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade...Que eu saiba todos tem direito de LIBERDADE RELIGIOSA...ou seja seguir a religião que quiser.
 
Karolina Almeida em 30/01/2014 22:15:05
Paulo Miranda, pelo visto você não conhece nada destas igrejas. Todos somos livres para fazermos o que bem nos queremos. Tudo nos é lícito, mas nem tudo nos convem. As pessoas que querem de fato viver uma vida voltada para Deus levam uma vida diferenciada, não só nos vestuários como também em suas atitudes. Essas pessoas que andam por ai com belas roupas e atitudes a desejar, ainda nao tiveram o encontro com Deus e não tiveram suas vidas transformadas.
Acredito que os valores precisam ser colocados. Nos humanos precisamos sim de regras. Hje vc encontra um rapaz e não sabe se é homem ou mulher. A elegancia deu lugar a verdadeiras aberrações. Ninguem precisa pertencer a igreja alguma para saber como se vestir com modéstia e decência. Alguém precisa ser sal neste mundo sem sabor. Pablo
 
pablo rodrigues em 30/01/2014 21:45:36
Essa foi, sem dúvida, a matéria mais ridícula.
Deus, nosso senhor, não vai te mandar pro inferno, nem te julgar pelos teus piercings, pelo teu cabelo ou tuas roupas. Ele te ama, apesar de tudo.
É nojento ver a lavagem cerebral que essas crianças passam. O mundo tem vergonha de vocês, e isso mostra, mais uma vez, como as igrejas são o câncer da humanidade.
 
Bruna Pieri em 30/01/2014 17:29:22
Tenho visto bastante intolerância religiosa por aqui... Triste isso, pois os jovens, adultos e idosos deveriam sim, de fato, aprenderem valores como os que a "igreja mórmon" ensina. Agora, infelizmente, entre aprender a praticar existe uma grande distância...
 
Guaraci Mendes em 30/01/2014 17:18:51
Toda empresa do ramo religioso denominadas 'igrejas" tem por diretriz o domínio incondicional do grupo ,é histórico, igreja é igreja,... dos homens, diferente de RELIGIÃO (Latim = religação) na acepção exata da palavra,...
 
Sonia Pavão em 30/01/2014 16:35:26
Os valores familiares, de vestimenta, de linguajar entre outros ensinados pela Igreja de Jesus Cristo me ajudaram muito em minha vida, pude constituir uma família que busca fazer as coisas corretas perante Deus e a sociedade.
É muito importante cultivar nos jovens esses valores morais, pois só desta forma poderemos mudar a forma como as coisas acontecem no mundo. Aqueles que criticam este tipo de iniciativa da Igreja poderiam pesquisar mais a fundo e entender que não é só uma atividade pontual, mas um modo de vida. www.lds.org.br.
 
Thiago Yahn em 30/01/2014 16:01:32
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ensina exatamente aquilo que precisa ser ensinado, como por exemplo, o vestuário e aparência, sabemos como Paulo deixa muito claro na carta a Corinto: "Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo." (1 Coríntios 3:16-17) Sabemos como membros da Igreja de Jesus Cristo, que nosso corpo é sagrado e merece o devido respeito, devemos zelar por ele e mantê-lo sempre limpo, o vestuário é apenas um exemplo de como podemos fazer isso. Oro por você que acredita ser as coisas de Deus uma loucura, os fariseus faziam o mesmo, com relação aos ensinamentos do próprio Cristo.
 
Flávio Avelar em 30/01/2014 15:57:42
Uma das regras que a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos Dias, nos ensina é que temos liberdade de escolha.
Na Igreja de Jesus Cristo dos santos dos Ultimos Dias recebemos os ensinamentos corretos e nós governamos a nos mesmos
nao há o que se discutir a escolha é sua
faça a sua escolha, é muito simples nao precisamos complicar
 
ROSANA LOPES ALMEIDA em 30/01/2014 15:01:52
Sou mormon e gostei da matéria, foi muito clara de que essas regras rigorosas se aplicam ao programa FSY, embora nossos jovens são ensinados a viverem desta forma.
Tenho 23 anos, estudo Letras na FMU Liberdade, e, como futuro professor de português e inglês acredito que a nossa sociedade está em decadência moral. Defender bandeiras como palavreado limpo, castidade e outros assuntos que antigamente eram opinião da maioria se torna cada vez mais difícil.
Não acho gentil criticarem religiosos. Acredito que todos tem o direito de viver da forma que quiserem.
 
MARCO AURÉLIO LEMOS DE SOUZA em 30/01/2014 14:34:58
Ensina ao jovem bons principios e ele se lembrara pela vida toda. Ter padroes elevados vai fazer com que estes jovens moldem seu carater e facam boas escolhas. Ninguem e obrigado a nada, mas e importante fazer boas escolhas. Nao da para fazer boas escolhas ser ter boas opcoes. O mundo ja oferece todo tipo de porcaria que denigre o carater e a familia. Parabens para estes jovens e as pessoas preocupadas com eles.
 
Marcio Roberto em 30/01/2014 14:21:14
Pô legal, carnaval uma festa cristã, criada pro cristão, graças ao cristianismo. Então faz todo sentido eles dizerem o que podemos ou não fazer afinal a festa é deles né? Esse Carnaval de Salvador com gente se beijando atrás de trio elétrico é responsabilidades deles afinal foram eles quem começaram.
 
Cyro Chan em 30/01/2014 13:11:05
Deus, e santo e puro, o Homem e mau perverso a porta e larga e muitos entrarão ´por,
ela a porta estreita serão poucos que entrarão.
os cuidados para ter a vida eterna,não sõ de regras mais,en todos os sentidos.
 
Hélio guedes de souza em 30/01/2014 12:55:47
Infelizmente muitas pessoas julgam a religião alheia sem sequer conhecer. A iniciativa de reunir jovens com o proposito de conservar valores que vão muito além do vestuário e aparência é maravilhosa, especialmente no mundo em que vivemos onde tudo é extremamente voltado ao sexo! A Igreja de J C ensina valores como, honestidade, amor, respeito ao próximo, bondade, progresso pessoal (material e espiritual) e hábitos de vida saudáveis que fazem muita falta no mundo de hoje. Iniciativas como estas deveriam ser aplaudidas ao invés de criticadas!
 
Vivian Rohlfing em 30/01/2014 12:32:21
Bacana a atitude de restituir valores a nós jovens! Sou católico e apoio essa iniciativa!
 
Luan Flávio em 30/01/2014 11:37:25
Gostei, bem interessante.
 
Hilda França em 30/01/2014 10:52:55
Jesus Amado.. com exceção do "não pode ter barba", toda essa fantasia me lembrou e muito o costume ditatorial do talibã. parece que vivemos numa época medieval. e como já sei que virão muitos fanáticos fervorosos criticando minha opinião, saibam que pouco me importo com isso. gostaria muito de poder analisar de perto o quão bizarro é esse "modo correto de se vestir", mas como não aguentaria um minuto inteiro dentro dum local desses, sem rir, não seria legal. Meus profundos sentimentos à essa geração que se importa mais com o que se vestir, falsos-moralistas, do que com o próprio Deus. De quê adianta se vestir como um pseudo-ser-perfeito-e-correto-perante-essa-sociedade-perdida se verdadeiramente mais cedo ou mais tarde o corpo produz todos os hormônios que farão isso tudo virar hipocrisia?
 
Josué Andrade em 30/01/2014 10:35:34
Igreja de Joseph Smith, onde o fundador mórmon escreveu: “Eu tenho mais a gabar-me do que qualquer outro homem teve. Eu sou o único homem que tem sido capaz de manter toda a igreja unida desde os dias de Adão... Nem Paulo, João, Pedro, nem Jesus fizeram isso.”
 
juraci callado em 30/01/2014 10:04:16
Acredito que haja alguma confusão nesses doutrinas, pois na Bíblia mesmo é dito que Deus não se importa com a aparência. "O Senhor, contudo, disse a Samuel: Não considere sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração". (1 Samuel 16:7) Tá muito claro isso. Essas igrejas com esse comportamento geralmente acham que são as únicas que estão certas. Mas é como meu avô dizia: "eu não sei qual igreja está certa, mas a que pensa que está certa, essa está errada." Apenas isso. Um abraço.
 
Willian Jose em 30/01/2014 09:10:45
Primeiramente, parabéns pela matéria. As vezes conto sobre essa cartilha de regras dessa igreja e as pessoas não acreditam. Infelizmente o que eles fazem é propagar doutrinas aos jovens, como se cuidar do lado exterior deles resolvesse seus conflitos interiores. Muitos desses jovens passam anos e anos nessas igrejas tentando se convencer de que estão fazendo a coisa certa e nunca conseguem ter certeza disso. Acabam se privando de coisas que não seria necessário, em nome de agradar seus líderes, pois se saírem são abandonados. Depois o que vemos é uma enxurrada de jovens dessas igrejas/seitas como a Igreja de JC dos Últimos Dias, Congregação Cristã e Testemunhas de Jeová, todos perdidos procurando alguém que os aceite e ame como eles são de verdade. Alguns até em tratamento psicológico.
 
Paulo Miranda em 30/01/2014 09:05:58
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.