A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

29/09/2015 06:12

Ladrão levou herança deixada pelo avô e agora dono sonha em ter sanfona de volta

Paula Maciulevicius
A imagem descrita na reportagem é o mesmo modelo que Rodrigo conta que tinha em casa. Com a diferença de que ela foi levada dentro da própria caixa, um estojo preto, já um pouco surrado. (Foto: Divulgação)A imagem descrita na reportagem é o mesmo modelo que Rodrigo conta que tinha em casa. Com a diferença de que ela foi levada dentro da própria caixa, um estojo preto, já um pouco surrado. (Foto: Divulgação)

Depois de ter a casa arrombada na última quarta-feira (23), no bairro Monte Castelo, em Campo Grande, o corretor de seguros estranhou entre os eletrônicos, os bandidos também terem levado a herança do avô, uma sanfona Todeschini 120 baixos, super 6. Fazendo aniversário nesta terça-feira, o melhor presente do neto seria ter de volta o instrumento.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

Rodrigo de Souza Rodrigues, de 37 anos, está desde a semana passada anunciando aos quatro ventos o furto da sanfona. Entre o que ele descreve ter sido levado: notebook, joias da família e o x-box do filho, tudo fica em segundo plano perto do apego. O rapaz ganhou a herança quando tinha entre 9 e 10 anos, depois que o avô, Biliano de Souza Brito, morreu de infarto aos 57 anos.

Seu Biliano era taxista e descrito pelo neto como "famoso na cidade". "É um instrumento de muita estima, meu avô me deu em vida e me levaram a sanfona, mas eu estou muito esperançoso", ressalta. Biliano tocava mesmo por hobby até na mercearia que a família tinha. Segundo o neto, ele foi um dos primeiros moradores do bairro Estrela do Sul e recebeu as chaves da casa do próprio governador, o então Pedro Pedrossian. 

Quando criança, Rodrigo ouviu do avô que ele ficaria com a sanfona, enquanto o primo-irmão, com o anel da família. "Ele faleceu e minha mãe foi lá na casa dele e pegou a sanfona pra mim", relata. Menino, ele até diz que arranhava um pouquinho no instrumento e que aprendeu com um professor no tempo em que morou em São Gabriel do Oeste.

A casa foi arrombada entre 16h e 17h30 na última quarta-feira. Rodrigo conta que chegou logo depois e sentiu ainda o "cheiro do suor" de quem revirou os pertences da família. "Eles entraram pela porta da cozinha e saíram pela da frente", explica.

Por ser herança e representar tanto a presença do avô, é que o neto tem esperança de encontrar o instrumento. "Isso que me deixou assim e fez com que eu fosse atrás anunciar, é um objeto que não é tão comum de ser roubado", diz.

A imagem descrita na reportagem é o mesmo modelo que Rodrigo conta que tinha em casa. Com a diferença de que ela foi levada dentro da própria caixa, um estojo preto, já um pouco surrado. "Vou dar uma recompensa para quem achar e me entregar ela de volta. E que Deus me abençoe, que eu seja presenteado no meu aniversário com a sanfona", resume.

Os contatos de Rodrigo são: 9117-2233 e 9916-3124.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.