A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

14/01/2015 07:18

Mulheres de fotógrafos entraram em cena com eles e hoje dividem paixão

Paula Maciulevicius
Eu me apaixonei pela fotografia e em especial, a de casamento. É um roteiro, a gente já sabe o que vai acontecer e aquilo me encantava. (Foto: Lilian Barros)"Eu me apaixonei pela fotografia e em especial, a de casamento. É um roteiro, a gente já sabe o que vai acontecer e aquilo me encantava". (Foto: Lilian Barros)

Do trabalho burocrático restrito ao escritório para o ar livre, por trás das lentes. Mulheres que como Lilian e Ellen começaram acompanhando os maridos nas fotografias e hoje ficam a cargo dos registros mais produzidos. A paixão dos casais se encontrou também nos cliques. Além de trabalharem juntos, eles construíram uma sintonia que só de se olharem, cada um já entende o que o outro precisa para a foto perfeita.

Veja Mais
Despedida dominou a web na semana em que todo mundo coloriu de verde o coração
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980

Fotógrafa e hoje diretora de fotografia, Lilian Barros tem 35 anos. (Foto: Arquivo Pessoal)Fotógrafa e hoje diretora de fotografia, Lilian Barros tem 35 anos. (Foto: Arquivo Pessoal)

Fotógrafa e hoje diretora de fotografia, Lilian Barros, de 35 anos, entrou no mundo das lentes pelo marido, o fotógrafo Vicente Barros. "Sempre trabalhei com empréstimo consignado para servidor público e tive loja de roupa infantil. Ele me chamava 'vem comigo nos eventos', mas eu sempre fugi", brinca. Ao deixar um dos trabalhos, viu a oportunidade e também a necessidade chamar. "Ele foi me chamando, um dia não tinha free lancer para ir com ele e eu fui. Quando cheguei e ele olhou as minhas fotos, ficou apaixonado", conta Lilian.

'Na marra', ela teve de iniciar a carreira pela qual hoje é apaixonada. "Ele me disse 'você vai ter que trabalhar comigo para sempre, olha essa foto? Olha isso! Seu olhar é diferente'", lembra a fotógrafa. Aos poucos, Lilian foi aprendendo mais da técnica, fazendo cursos e estudando até que não teve mais escapatória.

Com um olhar mais romântico. (Foto: Lilian Barros)Com um olhar mais romântico. (Foto: Lilian Barros)
O primeiro beijo como casados. (Foto: Lilian Barros)O primeiro beijo como casados. (Foto: Lilian Barros)
Detalhes do vestido de noiva. (Foto: Lilian Barros)Detalhes do vestido de noiva. (Foto: Lilian Barros)

"Eu continuava fugindo ainda, mas ele dizia que eu levava jeito até que quando ele começou a levar free lancer e eu olhei as fotos, não gostava. 'Por que ele não fez isso? Por que não fez aquilo. Eu comecei a colocar o meu gosto no estilo fotográfico da gente, aí teve que entrar neste negócio mesmo", explica.

A prática fez com que ela posicionasse os noivos no casamento para uma foto, já pensando na próxima. "E flui mais rápido, melhor, a gente começou a se enturmar. No começo, ele comprou até um rádio comunicador, mas largamos mão. A nossa sintonia é muito grande, só de olhar um já sabia o que o outro queria", narra.

Cinco anos já se passaram desde o começo na nova profissão.

"Eu me apaixonei pela fotografia e em especial, a de casamento. É um roteiro, a gente já sabe o que vai acontecer e aquilo me encantava. É a fotografia, não me vejo fazendo outra coisa e hoje o Vicente diz que não consegue fazer trabalho com outra pessoa", brinca Lilian.

Seguindo o estilo romântico espontâneo, Lilian se encarrega de produzir o making off das noivas, dando um olhar de quem sabe o que quer eternizar dos detalhes.

Tenho bastante liberdade para trabalhar as fotos, faço mais ensaios, making off, que pela liberdade de tempo, você consegue criar. (Foto: Ellen Doreto)"Tenho bastante liberdade para trabalhar as fotos, faço mais ensaios, making off, que pela liberdade de tempo, você consegue criar". (Foto: Ellen Doreto)

Casada com o fotógrafo Alex Doreto, Ellen Doreto ainda não se entregou completamente à fotografia, mas têm os finais de semana todos comprometidos com casamentos. Aos 32 anos, ela mantém o trabalho de analista técnica e o de fotógrafa, garantindo os detalhes durante a cerimônia. 

A entrada no mercado foi na verdade bem natural. Ellen já trabalhava com cerimoniais quando o marido iniciou a profissão por trás das lentes, há cinco anos. "A gente sempre teve um lema de não se separar, sabe? E chegava no final de semana, ele ia para um canto e eu para outro? Acabei abandonando e fui trabalhar com ele", conta.

Casada com o fotógrafo Alex Doreto, Ellen Doreto tem 32 anos. (Foto: Arquivo Pessoal)Casada com o fotógrafo Alex Doreto, Ellen Doreto tem 32 anos. (Foto: Arquivo Pessoal)

No primeiro momento, Ellen tinha a companhia do marido fotógrafo nos casamentos que realizava para ter as fotos como amostra do trabalho. Um ano depois foi que ganhou a própria câmera e a cena se inverteu. De companheiros, eles passaram a parceiros de trabalho e de certo modo, dividir as responsabilidades.

"Eu fico com o olhar feminino. Ele garante as fotos que não podem faltar e eu normalmente, se você me ver trabalhando, eu não estou num lugar muito estratégico", brinca. De fato Ellen foca nos detalhes e às vezes cria cenas usando as flores da decoração. Situações que a gente, de fora, presenciando não entende, mas vê a criatividade reproduzida nas imagens.

Aos olhos da fotógrafa, maquiagem, brinco e detalhes ganham destaque. (Foto:Ellen Doreto)Aos olhos da fotógrafa, maquiagem, brinco e detalhes ganham destaque. (Foto:Ellen Doreto)

"Tenho bastante liberdade para trabalhar as fotos, faço mais ensaios, making off, que pela liberdade de tempo, você consegue criar", conta.

Enquanto esteve de licença maternidade - a filha bebê tem 4 meses de vida - Alex seguiu sozinho o trabalho com free lancers. "Mas ele dizia 'fico até com medo, porque não sei o que a outra pessoa está fazendo'", entrega Ellen. Entre as fotos tradicionais, mais 'paradinhas' e as que se pode criar, Ellen também coloca o olhar feminino, de quem já viveu o grande dia, nos registros.

O romântico e o delicado casam na imagem. (Foto: Ellen Doreto)O romântico e o delicado casam na imagem. (Foto: Ellen Doreto)
A emoção da noiva e da convidada ficam eternizadas. (Foto: Ellen Doreto)A emoção da noiva e da convidada ficam eternizadas. (Foto: Ellen Doreto)
Nos ensaios, Ellen consegue criar cenas com liberdade. (Foto: Ellen Doreto)Nos ensaios, Ellen consegue criar cenas com liberdade. (Foto: Ellen Doreto)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.