A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

28/05/2016 07:25

Nada revoltou mais que o estupro coletivo e o machismo nesta semana

Val Reis
Nada revoltou mais que o estupro coletivo e o machismo nesta semana

1. Vítima de Estupro coletivo no Rio 

Veja Mais
A pé, Tulia faz percurso de 10 km até biblioteca onde aprendeu a ser feliz
Passada "nuvem negra" que trouxe o câncer, rosa tatuada no braço une 4 mulheres

O assunto mais comentado da semana nas redes sociais foi estupro coletivo de adolescente de 16 anos, vítima de 30 homens em uma comunidade no Rio de Janeiro e teve as imagens divulgadas na internet.

A revolta inundou as timelines com mensagens de solidariedade e apoio à jovem, mas também muito preconceito e gente falando que ela mereceu. As posições contra a vítima aumentaram ainda mais a indignação.

Por isso, o assunto também trouxe à pauta a cultura do estupro, imposta pelo machismo.

O caso repercutiu não somente no Brasil, mas também no exterior, onde estão comparando o Brasil com a Índia, no desrespeito e violência contra a mulher.

As Hashtag mais utilizadas são: #NaoACulturadoEstupro #EstuproNãoéCulpadaVítima #EuNãoQueroSerEstuprada #MaisRespeitoPorFavor, entre outras.

Nada revoltou mais que o estupro coletivo e o machismo nesta semana

2. O tempo fechou e a tempestade caiu.

O dia virou noite e uma tempestade com granizo despencou sobre Campo Grande. E como o povo adora uma mudança de tempo por aqui, o assunto foi o segundo mais comentado da semana nas redes sociais.

A reação online foi de 2,7 mil likes, 78 comentários e 576 compartilhamentos.

Nada revoltou mais que o estupro coletivo e o machismo nesta semana

3. Depois de 10 anos, Ana Carolina e Seu Jorge de volta

Uma década depois, Ana Carolina e Seu Jorge voltam à parceria nos palcos e vão fazer um show em agosto, no Ondara Palace em Campo Grande.

Os dois vão relembrar os melhores momentos do projeto criador em 2005, que teve apenas quatro apresentações ao vivo.

O assunto foi o terceiro mais comentado da semana nas redes sociais e teve uma reação online de 2 mil likes, 185 comentários e 303 compartilhamentos no Facebook. Se você perdeu a matéria, vale a pena rever no link.

Nada revoltou mais que o estupro coletivo e o machismo nesta semana

4. As belezas naturais de Corguinho

No distrito de Corguinho, a 60 km de Campo Grande, uma reserva ecológica particular está a disposição, respeitando os limites da natureza.

Tudo nasceu do sonho da bióloga Maria do Carmo Andrade Santos, 51 anos, que montou o Instituto Quinta do Sol, por dois motivos: fugir da cidade e ser um porto seguro para pesquisadores.

O assunto foi o quarto mais comentado da semana nas redes sociais. O post no Facebook teve um alcance de 112.000 pessoas.

Nada revoltou mais que o estupro coletivo e o machismo nesta semana

 

5. Priscila, ex-BBB agora frequenta igreja evangélia

Priscila Peres, ex-BBB, voltou à mídia em um momento de reconstrução, segundo ela.

Está frequentando a igreja evangélica e é pré-candidata a vereadora na Capital. A reportagem do Lado B foi o quinto assunto mais comentado nas redes sociais nos últimos dias. Se você perdeu, vale a pena rever no link.

O assunto teve um alcance de quase 130.000 pessoas. Teve muita gente apoiando, mas outros tantos questionando a matéria. No Facebook, sobraram críticas contra Priscila, a maioria demonstrou extremo preconceito pelo fato de ser uma ex-BBB.

Apesar da matéria que abre o Bombando na Rede ter gerado indignação, principalmente, contra o machismo, a reportagem de Priscila provou mais uma vez que as mulheres continuam no alvo. 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.