A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

07/11/2012 16:02

No Dia do Radialista, nunca a profissão esteve tão em alta

Ângela Kempfer e Elverson Cardozo
Dias de hoje, Fabrício Barreto, um dos novos na FM.Dias de hoje, Fabrício Barreto, um dos novos na FM.

O novo prefeito é radialista, o vereador recém eleito é radialista, o deputado já das antigas também é. A profissão romântica, sempre reverenciada pela contribuição com a cultura e a divulgação em tempo real de informações fundamentais, nunca esteve tão em alta em Campo Grande.

Veja Mais
Caligrafia da escola rendeu à Marystella a profissão de designer de lousas a giz
Luis ganhou o título de presidente e hoje é dono da própria cadeira no bar

Alcides Bernal durante anos apresentou o Refazenda, na FM Cidade. Venceu a eleição para vereador, depois para deputado, agora para prefeito e mesmo assim ainda anda falando que tem saudade da função.

Essa história de apresentador de rádio virar político ganhou até polêmica este ano, depois de discurso inflamado do ex-presidente Lula. “Não há na história deste país radialista que distribui cadeira de roda, dentadura, que tenha dado certo como prefeito de uma cidade”.

Bem, isso só o tempo dirá, mas o fato é que a audiência ainda faz muita gente vingar na política. Hoje, quem quer ganhar votos, trata de comprar um horário nas rádios da cidade para começar a convencer sobre supostas boas intenções.

Na história da rádio de Campo Grande, poucos são tão conhecidos como Juca Ganso. Hoje, aposentado, ele vive na periferia de Campo Grande com a filha. Carlos Achucarro, nome de batismo, começa o dia anunciando “o melhor programa de utilidade pública do Centro Oeste”.

Foram mais de 20 anos no mesmo programa. Pediu afastamento, ficou outros 5 anos fora e depois voltou para terminar a carreira dando o último aviso da “Hora do Fazendeiro”.

Muito tempo passou, veio a internet, as mídias sociais ganharam força, mas nada substitui a rádio.
As emissoras passaram a priorizar a propaganda e lançar o que o mercado dita. Hoje, a maioria toca a mesma coisa, mas na hora da conversa com o público, apresentador que sabe fazer diferente, passa a ser conhecido.

O problema é quando os radialistas de carreira perdem o espaço para quem quer votos. Julio Marcos dos Santos, o Brejinho, já foi uma das vítimas, mesmo depois de 11 anos como locutor. “Em 2000, o Ribeiro (vereador) comprou horário na antiga Rádio Educação Rural e eu tive de sair do ar”, conta.

Ele só conseguiu retornar anos depois e hoje completa 23 anos na apresentação do programa “Rancho Caboclo”. Saudades ele tem da época do pai, o famoso Zé do Brejo, que dedicou 30 anos ao rádio. Tempos em que a profissão surgia por amor. “Hoje tem muito oportunista. Exigir DRT (registro profissional) em Mato Grosso do Sul é balela”, reclama.

Mas a profissão não perde interessados e gente nova chega a cada dia. Para quem começou há menos tempo, a lição de casa é estar sempre bem informado. Fábio Barreto, da Blink, garante que só ter aquela voz de locutor não adianta. "O radialista de hoje tem a função de ser bem informado, falar línguas , não basta ter só um vozeirão". 

Ciro de Oliveira, com 47 anos de experiência.Ciro de Oliveira, com 47 anos de experiência.

Radialista também das antigas, Ciro de Oliveira, de 60 anos, é apaixonado pelo que faz. Está na rádio desde os 13 anos, quando conseguiu o primeiro emprego, como “garoto de recados”, na Educação Rural.

O convite, pelo gerente da empresa, surgiu por acaso, em uma lanchonete onde trabalhava. A primeira função foi como sonoplasta. “Eu sempre ouvi muita rádio quando era criança, antes mesmo de entrar na Rural”, conta.

Hoje, o radialista - que também é jornalista, coleciona experiência como programador, locutor e apresentador. É responsável por dois programas na 104 FM, rádio governamental em Mato Grosso do Sul.

De segunda à sexta-feira, das 8h às 11h da noite, faz o “Toque 104”, programa que leva ao ouvinte a MPB (Música Popular Brasileira), sucessos regionais e vozes de quem ainda está despontando no cenário musical.

No domingo, das 8h às 12h, tem o “Encontro de Gerações”, que resgata “parte da história de todos os tempos”, como costuma dizer. São sucessos de décadas passadas, dos anos 50, 60, 70, 80..., explica.

Há 17 anos na FM 104, Ciro de Oliveira tem boas histórias para contar, de ouvintes fiéis que deixam a televisão para sintonizar o rádio. Como radialista, um das recompensas é receber o carinho de quem está do outro lado, comenta. “Eu tenho um ouvinte que é down e aprendeu a falar alguma coisa ouvindo o rádio”, conta.

Para quem pensa em seguir carreira no rádio, vai um aviso de quem tem quase meio século de experiência: “Tem que gostar música, gostar do público. Fazer rádio não por achar bonitinho e ter uma bela voz. Para o radialista, não pode faltar sensibilidade, emoção e imparcialidade”.

Para esclarecer - Os radialistas têm atualmente duas datas para comemorar. O 21 de setembro sempre foi o dia da homenagem, mas lei de 2006 estabeleceu o 7 de novembro como o Dia do Radialista no Brasil.




A todos os companheiros; meus parabens pelo nosso dia. Aqui no estado do Rio de Janeiro ou em Rondônia, o povo sempre contará com uma palavra, que do outro lado, um radialista empunhando um microfone torna-se o defensor das ideias e dos interesses do povo. Tenho 18 anos de luta na Areal FM.
 
Geraldo de Magela Vaz em 08/11/2012 13:36:52
PARABÉNS A TODOS OS RADIALISTAS.
 
VALDIR VIANA em 08/11/2012 10:05:21
Parabéns a todos radialistas de MS e Brasil. Como bem disse o Sr. Fábio Barreto, não basta ter voz bonita, é preciso ser informado, ter cultura e assim respeitar os ouvintes; É triste ouvir rádios FM daqui de CG, exceção à 104 , os radialistas não tem preparo, ao invés de falar, eles gritam, falam muitas abobrinhas, eu gosto de ouvir rádios, principalmente quando estou dirigindo, mas as rádios daqui são intragáveis.
 
Ivo Lemes em 08/11/2012 09:52:41
Eu quero ser radialista,depois vereador,deputado e ser Prefeito,ai to boneco.
 
tulio negris em 08/11/2012 09:32:10
Parabéns a todos os Radialistas de MS, meu irmão JB Viana que desde 16 anos trabalhou na Rádio Educação Rural, começou como sonoplasta, hoje é locutor trabalha na AM Difusora Pantanal e entende tudo de rádiokkkk. Nossa família todos gostamos e respeitamos essa profissão que so leva alegria, informação e intreterimento as familias nada melhor do que lavar uma roupa ouvindo um rádio adoro. Um grande abraço a todos radialistas.
 
Iris Viana Ramos em 08/11/2012 08:25:00
quero desejar meus parabéns a todos os radialistas em especial ao Pedrinho Spina, que inclusive se candidatou a vereador, mas infelizmente não ganhou... mas saiba pedrinho que o povo te adora, vc é alegre, bonito, participa de altas ações sociais, por isso te admiro, Parabéns ....
Torço para que vc seja vereador e quem saiba prefeito de campo grande!
 
Bruna Gomes em 07/11/2012 23:56:44
Rose;Claro que você pode se-tornar uma radialista de sucesso, o fato de ser mulher não atrapalha em nada pelo contrário o radio sempre tem espaço para uma voz feminina.Se tem mesmo esse sonho corra atrás;comece devagar procure uma emissora comunitária que sempre oferece espaço,mesmo que não tenha remuneração e vá testando seu potencial;Abração e boa sorte.
 
Reinaldo Santos em 07/11/2012 19:50:55
Não pude deixar de participar ao ler o depoimento da Larissa de Oliveira, filha do nosso saudoso Sérgio Floriano de Oliveira. Tive a honra de trabalhar com seu pai na Rádio Capital AM de 1992 a 1995. Era repórter de campo naquela época. Sujeito ético, amigo e conselheiro dos mais jovens. Foi dele a ideia de me tornar narrador. Ele dizia que eu não tinha voz de repórter e sim de narrador de futebol. Comecei a narrar em 2004. Sergião não chegou a ser meu plantão esportivo como eu sempre sonhei. Mas tenho certeza que sempre que eu empunho o microfone no Morenão, nas Moreninhas ou no Olho do Furacão(estádio do Cene) Sérgio deve abrir um sorriso no céu. Grande beijo Larissa.
 
Ramão Cabreira - Narrador de Futebol em 07/11/2012 19:27:16
O Srº Lula, teve uma grande oportunidade de ficar quieto,e não falar essa grande besteira que disse. Ele tem que cuidar de se defender do Ministério Público que vai pega-lo com certeza.Nem ele nem Dilma nunca mais serão eleitos como presidentes do Brasil!
 
Elves Moura em 07/11/2012 18:27:45
parabéns aos companheiros de jornada pelo nosso dia,tbm sou da area a 24 anos,começei na antiga e saudosa canarinho fm,hj não estou na ativa,até por falta de espaço(convite),abraços milllllllllllll.
 
sergio luiz anffe scaramuzzi em 07/11/2012 18:13:34
RADIALISTA DO BRASIL, VOCÊS ESTÃO BEM, AÍ DENTRO, MAS QUANDO SAEM AS RUAS, SOFREM TAMBÉM, PORTANTO, RADIALISTAS, NÃO TENTEM CONSERTAREM O POVO COM AS VOSSAS PALAVRAS SOMENTE, CONHEÇAM A PALAVRA DE DEUS A FUNDO, PRATICANDO, VIVENDO ELA, PEÇAM MAIS INTELIGÊNCIA E SABEDORIA PARA DEUS, PARA TRANSMITIREM A VERDADE, VERDADEIRA FUNÇÃO DE VOCÊS, POIS ADENTRAM EM TODOS OS RESCINTOS, RAPIDAMENTE FALAM COM UMA GRANDE GAMA SOCIAL, QUE TAL, FALAREM MAIS DE DEUS, COM CONHECIMENTO, FALANDO NA BÍBLIA, LIVRO DA VERDADE, CAMINHO DA FELICIDADE, E DEUS ESTÁ PRECISANDO MUITO DE VOCÊS, PARA SEREM VERDADEIROS SOLDADOS DE DEUS, TEM MUITA OPORTUNIDADE DE LEVAREM A PALAVRA DE DEUS AOS QUATROS CANTOS DO NOSSO BRASIL, QUE DEUS ABENÇOE O BRILHANTE DOM QUE DEUS LHES DEU, ABRACEM DEUS, E FALEM SEM MEDO COM SEUS IRMÃOS.
 
PEDRO BRAGA em 07/11/2012 17:17:42
Eu gostaria de ser uma radialista e não é de hoje, porém nunca tive oportunidade, não tenho voz de veludo mas amo a música... sensiblidade acho que tenho até demais, talvez meu único problema seria a imparcialidade, em notícias duras acho meio dificil ser imparcial, mas nisso a gente vai moldando.
Seria possível me tornar radialista aos 40 anos e sendo mulher?? Acho que não :(
 
Rose Pereira em 07/11/2012 16:21:43
PARABÉNS!!! A tds os radialistas de hj e os que já se foram e fizeram muitas obras com sua voz....em especial a meu grande Pai "Sérgio Floriano de Oliveira",que fez muitas tardes ficarem mais alegres com o famoso Paquerando a Rodada,programa esportivo.
SAUDADES ETERNAS
 
Larissa de Oliveira em 07/11/2012 16:18:22
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.