A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

06/11/2016 07:25

O que prometia ser uma noite tranquila de inverno, virou uma faxina federal

Lenilde Ramos
Um castelo de tirar o fôlego em Bréscia, cidade italiana, da região da Lombardia.Um castelo de tirar o fôlego em Bréscia, cidade italiana, da região da Lombardia.

Dizer que Bréscia (Itália) é uma cidade antiga é chover no molhado, porque o fato de estar na Itália já explica seus dois mil anos de história, prédios medievais, praças renascentistas e um castelo de tirar o fôlego.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

Dizer que sou meio estabanada também é chover no molhado e, a noite que passei naquela cidade, ainda me rende boas risadas.

Estava hospedada com velhos amigos e, por ser a mais nova do grupo, fiquei com o quarto do porão, charmoso, cheio de história mas... sem aquecimento. Nem liguei pra esse detalhe porque uma lareira enorme estava ali pra garantir calor a noite inteira. Será?

Ali embaixo, o frio era de lascar e, do jeito que meu sono é pesado, fiquei com medo do fogo apagar e eu virar gelato de canela. Pensando em me garantir, reforcei a quantidade de madeira, desejando que a brasa durasse até amanhecer e fui dormir.

De repente acordei assustada com o que parecia uma festa de fogos de artifício: estalos, fagulhas, fumaça, cinza voando e se espalhando pelo chão.

Rapaz... o quarto histórico virou um furdunço. A cada toco que se movia, fagulhas chispavam perigosamente por cima dos móveis rústicos, a cinza pintava tudo de branco e eu me sentia uma costela de churrasco, de tanto calor. O que prometia ser uma noite tranquila de inverno virou uma faxina federal.

Eu só não tinha coragem de mexer no fogo porque, sem ele, seria pior. Fui sossegar um tempão depois quando o braseiro me garantiu uma trégua para o que sobrava de sono.

Quando acordei, ainda tive que faxinar a nova leva de cinza. Mesmo assim, prefiro viajar sem ser turista, porque as emoções estão, justamente, nos bastidores das rotas oficiais.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.