A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

03/12/2012 13:57

Para Papai Noel, neto pede cesta básica e emociona avó

Paula Maciulevicius
Três netos, duas cartas e um pedido que vai além do 'Querido Papai Noel'. As crianças pedem por sacolão, fraldas e leite para a irmã mais nova e se ainda der, um carrinho de controle remoto. (Foto: Simão Nogueira)Três netos, duas cartas e um pedido que vai além do 'Querido Papai Noel'. As crianças pedem por sacolão, fraldas e leite para a irmã mais nova e se ainda der, um carrinho de controle remoto. (Foto: Simão Nogueira)

Duas cartas, três irmãos e entre os pedidos ao Papai Noel, fraldas, leite para a irmã menor e uma cesta básica para a avó, a quem eles chamam de mãe. “Se não for pedir muito, um carrinho de controle remoto também”, diz o menino de 8 anos.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

Os pedidos foram escritos por dois irmãos. De 8 e 6 anos, que moram com a avó, no bairro Lagoa Parque, em Campo Grande. Quando a equipe chegou, eles estavam na escola, dia em que não poderiam faltar de jeito nenhum, porque tinham prova.

Mas as cartinhas estavam lá. Bem guardadas na bolsa da avó que prometeu que as colocaria no correio, endereçando ao Papai Noel. Na casa, quem vem receber a equipe é uma senhora magrinha, de óculos, cabelos longos e fala mansa.

A tranquilidade em pessoa, dona Ivanir Fátima da Silva Rotondo, 54 anos, passa a paz de espírito que a cerca na fala. É uma mulher simples que já cuidou de 15 crianças e hoje cria os três netos, mesmo sem saber se todos são filhos do seu filho. Fato que ela reforça que nem precisa saber. São netos, viraram filhos e a alegria da casa.

Com todo cuidado e carinho, ela desdobra as cartinhas. As duas foram escritas pelo menino mais velho, Kauã, 8 anos, e vão além do ‘Querido Papai Noel’.

Na foto, a pequenina Vitória brinca de esconder com o palhaço. Não fez isso a pedidos, mas por pura brincadeira de criança. (Foto: Simão Nogueira)Na foto, a pequenina Vitória brinca de esconder com o palhaço. Não fez isso a pedidos, mas por pura brincadeira de criança. (Foto: Simão Nogueira)

“Minha mãe abandonou, eu e meus irmãos. Moro com a mãe do coração. Ela trabalha vendendo na rua peso de porta e sachê. Gostaria de ser músico, tocar trompete e meu irmão flauta. Eu gostaria de ganhar um carrinho de controle remoto. Vou orar pelo senhor, gostaria de ganhar um sacolão para dar para minha mãe do coração”.

O menino só tem 8 anos e deixa de lado grandes brinquedos. Para si pede um carrinho de controle remoto, que fica pequeno perto da simplicidade de se lembrar da irmã menor e da mãe de coração.

O segundo irmão, Rafael, de 6 anos, é quem dita o que quer ganhar para Kauã escrever.

“Minha mãe e meu pai abandonou eu e meus irmãos. Eu gostaria de ganhar fralda, leite e uma boneca que anda, para a minha irmã Vitória de 2 anos. Meu irmão pediu para o senhor e se não for demais, eu também queria pedir, um carrinho de controle”.

A mãe/avó diz que as cartinhas surgiram depois que as crianças viram na televisão. “Um chamou o outro, pegaram o caderno de escola e disseram ‘escreve’, ‘escreve’”. O resultado foi inesperado até para ela, que relê o pedido das crianças pela irmã e por ela.

“Eles são muito unidos. Quando eles se viram, os três se abraçavam e choravam, aquilo me comoveu”. O relato é de quando o menino mais velho e a caçulinha se juntaram ao do meio que já morava na casa.

A pequenina Vitória, só tem 2 anos. Não escreve, mas tem o desejo de Natal feito pelos irmãos. O de uma boneca que anda, que se chegar até a casa dela, será do seu tamanho.

De início, a menininha tem a carinha fechada. Mas tudo parece uma barreira que ela mesma criou sem nem se dar conta, diante do abandono a que foi renegada. Para onde a mãe/avó vai, ela se levanta e corre atrás. Aos poucos se solta e se achega.

Quando se percebe, a menina está com o rostinho apoiado no braço de quem escreve o que está vendo e sentindo na casa. Vitória só queria um carinho a mais. Atenção e amor que lhe foram tirados tão cedo.

A mãe dos três é dependente química há pelo menos nove anos e antes que as crianças chegassem à avó, o do meio há quatro anos e os outros dois há um ano, as crianças passaram de mão em mão.

Apesar da simplicidade do lar, com apenas banheiro, a sala junto da cozinha e um quarto para os pequenos, não falta nada.

“Eu trabalho vendendo sachê e peso de porta. Eu vendo e as pessoas vizinhas também me ajudam”, diz ela que também se divide entre uma faxina e outra e às vezes passa roupa para fora.

Na casa, moram também dois outros netos da Ivanir, adolescentes já, entre 16 e 17 anos. Para acomodar todo mundo, no único quarto estão duas beliches e um guarda-roupas já ‘surrado’, que guardam as roupas de todo mundo. À noite, a sala vira quarto, quando a senhora, junto da menina Vitória, puxa o sofá-cama. É o jeito de acomodar mãe e netos.

Na cozinha, as portas dos armários denunciam o uso por bastante tempo. Mas tudo é limpo e organizado, na medida do possível, pelas mãos da senhorinha.

Assim como a ingenuidade no pedido das crianças, a mãe também mostra que no fundo carrega o pedido de Natal ao bom velhinho, de que consiga presentear as crianças. “Para eles, pouca felicidade já é grande. Meu desejo e a minha tranquilidade é que eles vivam bem. Quero montar um parquinho, brinquedos porque eu não tenho dinheiro para levar eles para qualquer lugar. Eles vieram para me completar e fazer a minha alegria”.

Quem quiser ajudar a família, o endereço é Rua Lagoa Grande, 163, Lagoa Parque.




Você que Gostaria de Ajudar essa Familia Entre em Contato Comigo pelo telefone: (67)9206-2184 Ou Pelo E-mail: lucasmatheusortiz@hotmail.com
E DEUS ira lhe abençoar Obrigado A Todos'
 
Lucas Matheus Sampaio ortiz em 04/12/2012 14:30:27
-gostaria muito de ajudar a essa familia ,e um exemplo de vida.
wilson penha 04/12/2012 as 10:30 hs
 
wilson penha em 04/12/2012 10:32:25
essa materia é muito emocionante, não tem como não chorar. temos que ajudar essa flia. eu vou ajudar essa flia.
 
gloria freitas em 04/12/2012 09:23:05
Essa Historia com certeza comove muita Familia,isso nos emociona, tao pequeninos mais tanta determinação,gostaria que a equipe do campo grande news me enviasse um e-mail com enedereço,pois o endereç que foi infromado nao foi encontrada na internet. (fernandasoares_nandinha@hotmail.com)

 
Fernanda Dutra em 04/12/2012 07:47:32
Fone: 9206-2184
 
Lucas Matheus Sampaio ortiz em 04/12/2012 01:45:16
Pessoal é o seguinte quero ajudar essa familia e queria sabe se eu posso contar com a ajuda de vocês vamos nos reunir e ajudar essa familia que tanto precisa pois DEUS fala ame o seu próximo como a ti mesmo' Hoje infelizmente são eles e se fosse nós? Se coloque no lugar dessa avó' Quem Puder ajudar entre em contato comigo pelo telefone (67)9206-2184 Ou deixe seu comentário aqui em baixo vamos ajudar essa vó e seus netos terem um natal feliz e digno sei que juntos podemos fazer muita coisa Conto Com a Ajuda de você se poderem doar alimentos ou algo descrito nesta matéria ficarei feliz e você fara uma familia muito feliz e DEUS ira te recompensa amem DEUS abençoe a vida de cada um de vocês
E-mail: lucasmatheusortiz@hotmail.com
 
Lucas Matheus Sampaio ortiz em 04/12/2012 01:33:25
Obrigada Paulinha, obrigada Angela, seo Simão... Obrigada por me darem a chance de ler essa matéria, mais uma daquelas que tocam meu coração...

 
Liziane Berrocal em 04/12/2012 00:17:34
q materia comovente esta eu tb quero ajudar eses anjos c gd news me informa q geito no meu email urtiga02@yahoo.com.br
 
neilton m ortega em 04/12/2012 00:11:32
trabalho com locacao de brinquedos se alguem me ajudar gostaria doar uma festa p eles junto com alguns voluntarios,quem quizer ajudar entre contato fone 9276-2650 mega festa locaçao de brinquedos desde ja obrigado parabens pela materia que e uma historia da vida real !!!!
 
adinaldo de freitas em 03/12/2012 23:18:28
QUE HISTÓRIA EMOCIONANTE, ENQUANTO UNS PENSAM EM EM GANHAR BENS MATERIAS, ESSAS CRIANÇAS SO QUEREM O QUE COMER. QUE FAMILIA LINDA. QUE DEUS CONTINUE ABEÇOANDO VOCÊS. PODEM CONTAR COMIGO TAMBÉM.
 
FRANCYELLE GATTES em 03/12/2012 21:29:03
A reportagem poderia ter colocado o endereço ou telefone de contato para que, pessoas que queiram colaborar com o natal dessa família, como eu. Vou ficar no aguardo.
 
MARCELLO MENDES em 03/12/2012 20:35:36
Quero e vou ajudar, com esta matéria podemos atestar como matérias como estas devem ser divulgadas e não só essa midia negativa e de tragedias que existe por ai, pois fazendo reportagens como estas conheceremos mais famílias que a comunidade pode estar ajudando para que tenham uma vida mais digna, apóio reportagens como estas, parabéns Paula!!!!
 
Michelle Rodrigues em 03/12/2012 19:01:01
Nossa que lindo!!parabéns a avó,adorei a simplicidade das crianças, já tenho minha cartinha a adotar esse natal!!! Com certeza irei ajudar de alguma forma!
Felicidades essa família!
 
Etiene mendonça em 03/12/2012 18:32:17
Essa senhora é uma guerreira pelo fato de estar criando esses inocentes que não tiveram culpa de vir ao mundo mesmo não tendo certeza que são seus netos. O lugar dela já está reservado junto com DEUS mas antes disso vai ver todos os netos criados e encaminhados na vida. Que ELE de a senhora muita saúde. Felicidades.
 
Marinei Viana de Almeida em 03/12/2012 16:49:11
Que reportagem linda, enquanto tantas crianças tem tudo,outras desejam tão pouco, gostaria muito de ajudar, essa história me comoveu muito.
 
Joselene Arce em 03/12/2012 15:55:58
Fiquei emocionada ao ler a matéria.Enquanto uns querem tanto,outros contentam-se com tão pouco!
 
Dilamar A.Lopes em 03/12/2012 15:48:01
Essa é uma matéria no qual encheram meus olhos de lagrima.. Uma matérial exelente, assim como a história dessa mãe/ avó. Parabéns pela essa grande atitude Essa sim uma grande, guerreira VOVOZONA..
Quero e vou ajudar ela e essas crianças.
 
LILIAN TAVARES DAVALO em 03/12/2012 15:41:07
Enquanto isso, no mundo do capitalismo selvagem, nos consumimos com coisa fúteis deixando de lado a irmandade.
 
Alan Nantes em 03/12/2012 15:34:55
Ai galera vamos ajudar essa família maravilhosa e Abençoada por Deus vocês viram eles não querem Celular,Computador,Bicicletas eles querem "Alimento - Comida" Pode ter Certeza minha cesta de Natal eles já tem ......
Há eu tenho certeza que se nos deixarmos de ir numa balada, durante a semana já da muita coisa pra eles Galera pense nisso Vamos Ajudar Conto com Vocês Abraço
 
Diego Braiani em 03/12/2012 15:29:53
Quero, antes de qualquer coisa, parabenizar a Paula Maciulevicius e ao fotógrafo Simão Nogueira pela belíssima reportagem, que retrata o verdadeiro povo brasileiro, que se ajuda de um lado, que tem a família como base, que se desdobra para alcançar um pouco de tranquilidade, mas acima de tudo não segue outra direção a não ser o da simplicidade e honestidade.
Assim como o outro leitor acima Edson Alves, gostaria de poder ajudar.
Que o bom Deus lhe dê muita saúde para continuar sua jornada!!!
 
ROGÉRIO PAULINO em 03/12/2012 15:24:31
" Como é lindo ver q essas crianças estão crescendo com um sentimento de solidariedade uns pelos outros, vivendo realmente como irmãos...desejando o bem estar não só deles, mas da família toda, isso graças à boa educaçao dada por essa avó.. q DEUS os abençoe e q papai Noel atenda seus singelos pedidos". :)
 
Eliane Anjos em 03/12/2012 15:20:41
À exemplo do Edson, eu também quero ajudar. Morei em Campo Grande por 6 anos, hoje resido em Jaciara (MT), mas a minha e cunhados moram ai. Quero ajudar a realizar esses sonhos. O pessoal do Campo Grande News poderia ver de que forma posso ajudar e me enviar um email (agnello2012@hotmail.com).
 
Agnello de Mello e Silva em 03/12/2012 15:18:23
Parabéns por essa bela e incrivel hístoria de amor ao próximo.
 
Ivone do Carmo em 03/12/2012 15:17:29
Nossa que matéria, isso só nos mostra o quanto que podemos e devemos fazer por nossos irmãos um pedido de criança eu quero ajudar e gostaria de saber como e deixo aqui meu pedido a quem ler esta matéria gente vamos nos dar este presente de natal podendo atender a um pedido de criança.
 
Edson Alves em 03/12/2012 14:59:09
Que exemplo de mulher!
 
Ana Alice Paiva em 03/12/2012 14:31:49
Que história emocionante. Quero colaborar.
 
Sonia Silva em 03/12/2012 14:27:42
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.