A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

26/06/2014 06:55

Passado em VHS volta à tona quando as fitas antigas são convertidas para DVD

Elverson Cardozo
Sonia Caldart resgatou alguns desses momentos. Na foto, aparece entrevistando Luciano Huck. (Foto: Arquivo Pessoal)Sonia Caldart resgatou alguns desses momentos. Na foto, aparece entrevistando Luciano Huck. (Foto: Arquivo Pessoal)

A apresentadora de TV Sonia Caldart, 65, nem lembrava mais do primeiro programa de culinária que apresentou, o “Aprendendo com Sônia”, que ficou no ar durante 4 anos. Mas o passado ficou registrando em fitas VHS.

Veja Mais
Aos 56 anos, Márcia é parceira do filho do tênis de LED ao Pokémon Go
Papai é a estrela, mas Mamãe Noel pode fazer toda diferença no Natal

Este ano, ela resolveu rever tudo. Mandou digitalizar 60 delas e redescobriu muita coisa bacana. “Na época eu ensinava a cozinhar e entrevistava gente famosa como Vera Fisher, Carolina Ferraz, Luciano Huck, o cantor Daniel...”, conta.

Mas os arquivos também guardam momentos em família. Um deles mostra a filha na cozinha, fazendo brigadeiro. A menina, que na época tinha 8 anos, virou uma mulher. Hoje tem 28 anos e é empresária.

“Antes ela gostava, mas agora não”, diz. A mãe da apresentadora, que faleceu aos 84 anos, é outra que aparece soprando as velinhas, comemorando mais um ano de vida. “Resgatei muito do meu passado. Agora estou atrás de alguém para recuperar meu casamento, que foi filmado com uma câmera 8 milímetros”, comenta.

O consultor de vendas Lincon Fraia, de 50 anos, conseguiu recuperar o dele, mas não quis assistir. “Estou em outro”, explica. Preferiu rever o aniversário de 27 anos. “Foi uma festa bem legal, alegre, com karaokê. Tinha mais de 60 pessoas. Lembrei de alguns amigos”.

A viagem ao México, na Copa de 1986, foi outra aventura que, agora, está guardada em DVD. “Fui com amigos. Alguns eu perdi o contato”. Lincon, que hoje só filma pelo Iphone, gostou tanto reviver o passado que pensa em reunir a família para uma sessão.

Juliano faz conversão de fitas VHS para DVD. (Foto: Cleber Gellio)Juliano faz conversão de fitas VHS para DVD. (Foto: Cleber Gellio)

Juliano Almeida, de 40 anos, já se acostumou com as reações dos clientes. Há 7, ele fez do hobby uma fonte de renda e agora faz conversão de fitas VHS para DVD. Quando entrega um trabalho, percebe que o passado ainda está presente na vida de muita gente.

“Esses dias a mulher viu o filho dela quando tinha 5 anos e começou a chorar. O rapaz tem 22 agora. Pra mim, não tem nada mais gratificante que isso”, comenta.

O trabalho ganha trilha escolhida na base da intuição. Ele conversa com os clientes e depois decide qual música fará a abertura e encerramento. A edição é bem rudimentar, assim como a capinha personalizada, sem muitos recursos modernos.

É mais comum, segundo ele, aparecerem fitas de família mesmo: aniversários, confraternizações e viagens, mas, vira e mexe, surge algumas pérolas. “Às vezes eu pego algumas coisas engraçadas. Esses tempos uma mulher me trouxe uma fita dizendo que era arquivo de família, mas era uma filmagem íntima”, relata.

Para os que ainda tem as lembranças guardadas em VHS, os telefones do prestador desse tipo de serviço são 92709930 ou 81419558.




Recomendo o serviço do Juliano, além de converter meus VHS, fez uma capa personalizada com menu.
Alguns tipos de fitas antigas gravadas, também podem ser convertidas, basta consultar o Juliano.
 
Sonia Regina Mussa Caldart em 27/06/2014 16:29:04
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.