A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

09/05/2013 07:10

Poucos ainda ganham com "homenagens" ao vivo, mas ele se destaca pela breguice

Elverson Cardozo
Há 12 anos na Capital, Falcão conquista os clientes pelo breguice. (Foto: João Garrigó)Há 12 anos na Capital, Falcão conquista os clientes pelo breguice. (Foto: João Garrigó)

Gerente de um mercado na Vila Rica, em Campo Grande, Roberto Wagner completou 32 anos ontem (8) e, graças às armações dos colegas de trabalho, comemorou o aniversário de um jeito diferente: ao som de músicas bregas, do indispensável “Parabéns para você” e de um tipo de felicitação inusitada, que inclui um “animador” para lá de escandaloso.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

“Quebra um pouco da rotina, né? De vez em quando é bom. Bem descontraído”, disse o aniversariante, ao revelar que já “sacaneou”, da mesma maneira, uma ex-funcionária. “Mas quando é para você a emoção é diferente”, resumiu.

O responsável pela animação e playlist - que inclui sucessos de cantores como Sidney Magal, Waldick Soriano, Amado Batista e Reginaldo Rossi - é “Falcão” ou “Joel Falcão Brega”, um campo-grandense que trabalha com mensagens ao vivo há 12 anos.

Joel Gonçalves da Silva, de 46 anos entrou nesse “mercado” na época do “boom”, quando o serviço era novidade por aqui. Deixou a função de técnico de eletrônica de lado e partiu para a propaganda.

Começou divulgando lojas, mas em pouco tempo estava à caça de emoções, em aniversários, noivados, bodas e festas de toda sorte. “Tinha uma bicicleta com caixa de som, que montei sozinho. Andava até 50 quilômetros por dia”, disse.

Fã do cantor que ficou conhecido pela breguice, Joel resolveu incorporar o estilo do ídolo e passou a trabalhar vestido de Falcão. A “irreverência” conquistou clientes em toda a cidade e continua a ser o chamariz para o serviço que, por isso, se destaca dos outros. Hoje, ele diz com orgulho que tem três agendas cheias e mais de 1 mil clientes.

Apesar do sucesso, a procura caiu, mas a culpa não foi da modernidade, garante. “Quando têm muitos shows e exposições na cidade o povo quase não faz festa. Quando não tem, as pessoas me chamam”, reclamou.

Além das mensagens, Joel anima as festas. (Foto: João Garrigó)Além das mensagens, Joel anima as festas. (Foto: João Garrigó)

É claro que a tecnologia fez muita coisa cair em desuso, inclusive a mensagem ao vivo. Falcão reconhece a “queda”, mas afirma que está conseguindo tirar proveito de tudo isso. Desde que criou uma conta no Facebook, há 6 meses, o número de clientes vem aumentando.

Sem deixar de lado a lábia de propagandista, ele afirma que “a internet é boa, mas ao vivo é melhor” e embasa, reiterando a própria “tese”: “Pode ter o que for. Ao vivo é melhor. Às vezes eu chego e o pessoal está parado. Eu animo. Sou artista, locutor, animador de festa, DJ, repórter cinematográfico e fotógrafo”.

Falcão, figura conhecida em Campo Grande, é apaixonado pelo que faz e não pretende abandonar as “surpresas”, apesar da “modernidade” e das enrascadas que já se meteu.

“Tem gente que gosta e tem quem fique bravo. Já pegaram arma, até espingarda para botar eu para correr. Teve um lugar que eu cheguei e o cara pagou para eu ir embora porque não quis”, contou.

No início, quando o serviço era novidade em Campo Grande, Joel realiza de 4 a 5 apresentações por noite. Hoje a média, por semana, é de 1 ou 2.




Pensa que acabou, esse é o bordão dele, muito bom esse Falcão. Quem quiser brincar com um amigo essa é opção certa.
 
Gabriel Medeiros em 09/05/2013 09:34:31
Parabéns pela matéria, deve ser muito divertido sacanear um amigo com esse tipo de mensagem, vou confessar, já pensei nisso, mas tenho amigas que acabariam a amizade se eu fizesse isso, pode crer!rsrsrs.......muito criativo esse Joel, parabéns, tem que ter muito bom humor para fazer esse trabalho!
 
Josenira Ferreira da Silva em 09/05/2013 07:44:12
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.