A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

13/07/2016 06:05

Quando a filha se assumiu lésbica, pai escreveu em e-mail todo amor do mundo

Paula Maciulevicius
Flávia com os pais, Paulo e Sandra. (Foto: Arquivo Pessoal)Flávia com os pais, Paulo e Sandra. (Foto: Arquivo Pessoal)

Tem três anos que a designer de moda, Flávia Hill Rezende, chamou os pais até o quarto, no apartamento que mora em São Paulo, para conversar. O assunto era um só: assumir para Sandra e Paulo que ela tinha algo a dizer, uma coisa que não ia mudar quem ela era, o que gostava de fazer e almejava para a vida, mas ela se sentia atraída por meninas. 

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

Foram três anos e meio guardando isso deles. "Eu não planejava contar 'tão cedo', mas saí do armário primeiro para uma tia que disse que eu tinha que sair para eles também. Aí resolvi ter a tal conversa", conta Flávia, campo-grandense, de 25 anos, que mora em São Paulo.  

A designer nunca duvidou que era privilegiada por poder escolher o momento que julgou ser o certo. Quando teve consciência, empoderamento e confiança para expressar em palavras o que sentia. Na ocasião, a mãe já tinha percebido, então a declaração assumida surpreendeu mesmo foi o pai, que no dia seguinte, ao chegar em Campo Grande, expressou com o maior amor do mundo o que ouviu num e-mail, com o assunto: "eu te amo". 

Imagem do e-mail recebido em 2013 e guardado com todo carinho. Imagem do e-mail recebido em 2013 e guardado com todo carinho.

Flavinha,

Ontem vc me pegou desprevenido! Aquela sua revelação foi um baque! Não pelo fato em si - pois isso não altera nada meu sentimento por vc - apenas por não estar esperando...

Esse fato não altera nada para mim... Se vc gosta da cor azul ou de peixe ou de roupas claras, ou de piercing ou de mulheres, isso não muda nada para mim.

Mas como eu te disse ontem, a sociedade ainda não aceita bem estas coisas, mas o que quero é que vc seja feliz... E eu continuarei fazendo tudo que puder (como sempre fiz, a meu modo) para que vc e suas irmãs sejam felizes...

Lute! Quero que vc lute para ser feliz, e se quiser, Conte sempre comigo.

Eu te amo! Como sempre! Nem mais nem menos. Alias, é impossível amar vc mais do que eu amo! Acredite nisso!

Sempre, mesmo que tudo se vire contra vc (por qualquer razão) , não se esqueça: Eu te amo e vc pode contar comigo! Ontem, hoje e sempre! Até o dia do meu último suspiro vou te amar e fazer de tudo para que vc seja feliz...repito: como sempre fiz...

Bjs

Dad

Família em 2012: a irmã Paula, o pai Paulo, a mãe Sandra e as gêmeas Flávia e Bruna. Família em 2012: a irmã Paula, o pai Paulo, a mãe Sandra e as gêmeas Flávia e Bruna.

O e-mail está guardado até hoje na caixa de entrada da filha, tamanha emoção de ler palavra por palavra. Flávia também chegou a repassar para amigos.

"Eu quase não sou sensível, não é? Receber esse e-mail foi uma das coisas que mais me fez chorar na vida. Encaminhei para várias amigas que, na época, não tinham saído do armário, para quem sabe, dar um pingo de força, acalento e esperança", explica. 

O pai, químico industrial, Paulo de Tarso, hoje com 60 anos, recorda que sentiu algo diferente naquela conversa e precisou passar para o papel tudo aquilo. "Era dizer para ela o que eu achava. Eu não me importava, cada um é cada um", reforça. 

Flávia, além de designer de moda, é estudante de Jornalismo e tenta trabalhar seus medos e receios da melhor forma. Nunca foi de se esconder, mas sabe, por exemplo, que sua postura preocupa os pais. "Por exemplo: eu poder apanhar na rua, ou sofrer qualquer tipo de preconceito, seja lá de quem for. Mas para mim qualquer forma de carinho é militância e toda forma de amor saudável vale a pena, talvez pense isso graças à força que fui buscando em mim e neles ao longo da vida".

Curta o Lado B no Facebook. 

Família Hill Rezende: Flávia, a mãe Sandra, o pai Paulo e a irmã gêmea Bruna.Família Hill Rezende: Flávia, a mãe Sandra, o pai Paulo e a irmã gêmea Bruna.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.