A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

24/12/2014 06:49

Quando sonho da casa maior se realiza, é hora de chamar os amigos para 1ª ceia

Paula Maciulevicius
A casa precisa, além de ter a árvore montada, a alegria da noite de Natal.A casa precisa, além de ter a árvore montada, a alegria da noite de Natal.

Eles sempre passaram a ceia na casa de familiares, mas desta vez são os anfitriões de noite. A casa precisa, além de ter a árvore montada, a alegria da noite de Natal. A expectativa é de comida farta e para todos os gostos na mesa, dos presentes surpreenderem e do primeiro Natal em casa ser lembrança boa.

Veja Mais
Despedida dominou a web na semana em que todo mundo coloriu de verde o coração
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980

Quando o sonho da casa grande, com espaço no quintal ou na garagem se realiza, quem é visita se torna anfitrião de primeira viagem. O dia deles hoje será corrido, a véspera passará mais depressa do que a própria ceia em vista de tudo o que ainda se tem a fazer. A lista de afazeres é extensa, mas não mais do que a vontade de fazer um Natal especial.

Jornalista, Laura Peres Santi, de 25 anos, sempre passou as festas ano na casa da avó, até os últimos quatro anos, quando passou a alternar entre as residências das tias. "Este ano, por eu estar de casa nova, ter saído do apartamento, a gente resolveu fazer lá", conta. 

Quando o sonho da casa grande, com espaço no quintal ou na garagem se realiza, quem é visita se torna anfitrião de primeira viagem. Quando o sonho da casa grande, com espaço no quintal ou na garagem se realiza, quem é visita se torna anfitrião de primeira viagem.

A casa tem espaço no fundo para as mesas e cadeiras que vão acomodar os cerca de 30 convidados, entre familiares e amigos, que vão se achegar lá nesta noite. Na memória, a jovem tenta buscar quando foi que a ceia aconteceu na sua casa. "Sabe que eu acho que nunca foi feita? A gente sempre comemorava na casa dos meus avós, depois que eles faleceram, começamos a fazer numa tia", explica.

A escolha pelo local na verdade partiu do caçula da família. O primeiro bisneto gostou tanto do espaço que depois de fazer a festa de aniversário na casa da prima acabou anunciando aos parentes. "Ele que veio falando isso o ano todo, que ia ser na Laurinha. A gente falou pode ser, já que nos mudamos, está tudo tranquilo, não tem problema", relata.
O sentimento dela é o de qualquer um que vai servir a ceia de Natal, a preocupação de que tudo saia conforme o planejado. "O que muda da gente fazer em casa é a questão da responsabilidade de receber, de fazer dar tudo certo", descreve.

Como assume não ter 'dotes culinários', coube à ela a decoração da festa. "Eu quero deixar a lembrança de uma festa boa, de celebrar com a família. Quero dar um visual agradável e aquela diferenciada que proporcione detalhes que preencham os olhos. A época de Natal sempre foi especial para mim e a minha família também", expressa.

Na família do funileiro Thiago Gonçalves de Araújo, de 24 anos, o sentimento não é diferente. Neste ano, a comemoração será na sua casa. Além do Natal ele vai brindar a nova moradia. "Sempre era na casa de parentes, eu me mudei este ano e desde quando mudamos, já decidimos que seria aqui", conta.

A ceia terá a mesa de frutas, mas o cardápio principal será o churrasco. "Vamos receber aproximadamente umas 20 pessoas", acrescenta. Por ser este o primeiro Natal em casa, o sentimento é outro. "Estou feliz pela satisfação que é, de ter conquistado a casa e poder comemorar nela", comenta. 

A festa será na garagem, a partir das 8h da noite. Cada um que for, a pedido do anfitrião, vai levar sua cadeira. "A gente vai juntar, cada um leva um pouquinho". 

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.