A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

08/12/2015 22:48

Que desânimo! Cadê a decoração de Natal pelas casas e ruas da Capital?

Naiane Mesquita
Decoração na Afonso Pena chama a atenção pela simplicidade (Foto: Gerson Walber)Decoração na Afonso Pena chama a atenção pela simplicidade (Foto: Gerson Walber)

Não é só a Prefeitura Municipal que está economizando neste Natal. Basta uma volta pelas principais ruas no centro da Capital para notar que até os lojistas decidiram frear ou desanimaram sobre uma comemoração cheia de luz.

Veja Mais
Despedida dominou a web na semana em que todo mundo coloriu de verde o coração
Datilografado, pedido de casamento revelou primo apaixonado em 1980

Na Avenida Afonso Pena, os primeiros “semi” pinheiros começaram a surgir, já que apenas metade do poste foi coberto com as luzes. Segundo o prefeito Alcides Bernal (PP), a princípio poucos locais serão decorados com investimentos do município.

No Parque dos Poderes, a decoração mais expressiva é da Assembleia LegislativaNo Parque dos Poderes, a decoração mais expressiva é da Assembleia Legislativa

“Vamos decorar a Praça Ary Coelho também. Infelizmente, a dificuldade financeira do município nós impede de fazer tudo que queríamos”, disse a reportagem, durante a inauguração da Cidade do Natal, na noite de hoje.

Nas praças de Campo Grande, por enquanto, ainda nem sinal de decoração. Nas Avenidas Mato Grosso e Via Parque também não há muito clima natalino.

Na Assembleia Legislativa um pinheiro de luz é a única iluminação simbólica no Parque dos Poderes, que já chegou a ter grandes decorações de Natal.

Na avenida Afonso Pena começaram a colocar a decoração (Foto: Gerson Walber)Na avenida Afonso Pena começaram a colocar a decoração (Foto: Gerson Walber)
Os poucos pontos particulares que adotaram a decoração são hoteis ou condomínios (Foto: Gerson Walber)Os poucos pontos particulares que adotaram a decoração são hoteis ou condomínios (Foto: Gerson Walber)

Para Donizete Raimundo do Nascimento, 42 anos, que trabalha na construção civil em Campo Grande, fica feio para a cidade não ter uma decoração mais significativa.

“Fico pensando no pessoal de fora que vem visitar a cidade, os turistas, vão achar que aqui é desanimado”, avalia.

Apesar disso, ele ressalta que também percebe um desânimo da população com a decoração. “Eu também não montei nada em casa e você percebe que nas casas tem pouca coisa”, explica.

A estudante de psicologia Camila Arnaldo, 25 anos, estava tão distraída que nem notou as luzes nos postes da avenida Afonso Pena. “Nem vi, mas olhando agora achei bem fraco”, afirma.

Ela concorda que todo mundo deixou um pouco de lado os motivos natalinos em 2015. “Eu acho que faz bem uma decoração de Natal, dá um upgrade, uma animada na gente. Mas, com essa crise, não estamos enfeitando. Eu mesmo nem montei a árvore de Natal lá em casa, estou desanimada”, ressalta.

Nem na Ordem dos Advogados a decoração foi prioridade este ano Nem na Ordem dos Advogados a decoração foi prioridade este ano



Esta certa a prefeitura, na situação que se encontra a nossa cidade, existem outras prioridades.
 
MARIA em 09/12/2015 15:49:26
As familias estão guardando o dinheiro da decoração pra comprar lanche pros filhos irem na escola, pra pagar o IPTU que subiu mais uma vez mesmo sabendo que na realidade os imóveis da cidade não valorizaram nada, muito pelo contrario, ficaram mais baratos, se não tem procura o preço tende a cair, as construtoras estão com prédios inteiros sem conseguir vender apartamentos que estão encalhados e envelhecendo, o dinheiro do natal tá indo pra gasolina que nunca foi tão cara assim, mesmo o governador garantindo que combateria a mafia dos postos de combustivel, o dinheiro vai pra comida que nunca foi tão cara tambem, enfim, ninguem tem folego nem animo para decorar nada.
 
Max em 09/12/2015 13:16:31
Desânimo virou um termo bonito para crise econômica. E acho que pega mal o governo querer fazer decoração natalina quando nem subindo o IPTU consegue fornecer merenda nas escolas, tapar buracos ou pagar as contas.
 
Guilherme Arakaki em 09/12/2015 00:08:41
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.