A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

15/07/2014 06:45

Sessão de fotos no estilo oncinha “para” o trânsito na Afonso Pena

Elverson Cardozo
As quatro, de oncinha, no meio da Afonso Pena. (Foto: Elverson Cardozo)As quatro, de oncinha, no meio da Afonso Pena. (Foto: Elverson Cardozo)

Maria Eduarda tem apenas 4 anos, mas, vestida de oncinha, com tiara dourada, de pérolas, combinando com a sapatilha, bolsa, saia e o par de polainas pretas, parece uma mocinha. Mas uma mocinha moderna, com o cabelo erguido, todo trabalhado naqueles penteados contemporâneos que a gente só vê na passarela.

Veja Mais
Aos 56 anos, Márcia é parceira do filho do tênis de LED ao Pokémon Go
Papai é a estrela, mas Mamãe Noel pode fazer toda diferença no Natal

Duda, como é chamada, é modelo mirim e miss eleita por concursos promovidos na internet. Adora ser fotografada e, nesta segunda-feira (14), participou de um editorial com mais três meninas. Elas foram clicadas na faixa de pedestre, em frente à Praça do Rádio Clube, no meio da Afonso Pena. 

Tudo pode parecer muito estranho para uma criança, do visual adulto à locação no lugar conturbado, mas o fato é que elas pararam o trânsito e entre as meninas e, principalmente, entre as mães, a expressão era de alegria.

Assim como Maria Eduarda, todas as outras estavam “à caráter”, vestidas de oncinhas, maquiadas, atraindo olhares de curiosos e levantando a autoestima das mamães que acompanharam, orgulhosas, a sessão “Urbano”, da fotografa Ketsia Cristina Xavier, 18 anos, do Espírito Santo.

Sofia ensaiou alguns choros, mas ficou uma graça nas fotos. (Foto: Elverson Cardozo)Sofia ensaiou alguns choros, mas ficou uma graça nas fotos. (Foto: Elverson Cardozo)
Mães tiveram de auxiliar a fotógrafa. (Foto: Elverson Cardozo)Mães tiveram de auxiliar a fotógrafa. (Foto: Elverson Cardozo)

Cris, como é conhecida, criou uma revista online que, afirma, “é especializada em crianças artistas” e, há 3 anos, vem fazendo a mesma coisa: descobrindo talentos, promovendo seleções e abrindo espaço para pais que querem ver seus pequenos brilharem. O começo, afinal de contas, pode ser na internet.

Ela já fotografou crianças – meninos e meninas – de várias cidades do país, de grandes Capitais, como Rio e São Paulo, e resolveu apostar em Campo Grande, depois de conhecer uma mamãe sul-mato-grossense.

Na semana passada, a locação foi o Horto Florestal, mas o Parque das Nações e o Itanhangá também foram cenários. O próximo deve ser o Belmar Fidalgo, em uma sessão exclusiva para garotos.

Com as meninas, nesta segunda, o local escolhido foi a Afonso Pena porque a proposta era passar um ar mais urbano no editorial. Quem viu as pequenas arrumadas, fazendo caras e bocas para as fotos, não resistiu a uma parada.

Maria Eduarda, toda trabalhada na elegância. (Foto: Elverson Cardozo)Maria Eduarda, toda trabalhada na elegância. (Foto: Elverson Cardozo)

A auxiliar administrativa Lariane da Silva, de 19 anos, estava procurando emprego, mas, diante da cena, resolveu sentar na mureta para acompanhar o “show” de perto. “Estou maravilhada. Encantada. Perfeito. É uma mais linda que a outra. Todas diferentes, mas de oncinha. Me deu até vontade de ter filho”, diz.

Como os cliques aconteceram no intervalo da sinalização semafórica, a fotógrafa precisou contar com a ajuda das mamães, que não pouparam esforços para cronometrar o tempo e correr antes que o verde aparecesse.

A economista Renata Zanetti, de 37 anos, chegou a levar filha, Sofia, de 2 anos, a menor do grupo, no colo. A menina parecia perdida, sem saber ao certo o que estava acontecendo. Ensaiou um choro mas, nas fotos, o descontentamento ficou uma graça só.

A mãe não esconde a emoção, mas garante que não quer forçar a filha a seguir carreira no mundo da moda, por exemplo. “Eu nem ligo para o lado modelo. Eu vejo como um momento para guardar porque eles crescem rápidos demais e logo isso passa”.

Discurso semelhante tem a fonoaudióloga Juliana Medeiros, de 41 anos, mãe de Ana Luíza, de 5, uma das garotas fotografadas. “É a primeira vez que ela participa. Eu não vejo problema, desde que seja supervisionado pelos pais, com profissionais sérios e competentes. Tem que ser prazeroso para a criança. Não pode ser nada imposto”, observa.

O contato da fotógrafa, para quem tiver interesse em saber mais do trabalho, é o revista_fashion.com@hotmail.com

Ensaio terminou no final da tarde. (Foto: Elverson Cardozo)Ensaio terminou no final da tarde. (Foto: Elverson Cardozo)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.