A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

08/05/2013 06:21

Universitários passam aperto com banheiros interditados na UFMS

Viviane Oliveira
Acadêmica mostra situação nos sanitários (Foto: Marcos Ermínio)Acadêmica mostra situação nos sanitários (Foto: Marcos Ermínio)

Falta de estrutura é motivo constante de reclamação na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. Mas agora o problema chegou ao cúmulo de faltar até banheiro na UFMS.

Veja Mais
Caligrafia da escola rendeu à Marystella a profissão de designer de lousas a giz
Luis ganhou o título de presidente e hoje é dono da própria cadeira no bar

Os universitários dizem que passam um aperto, com a maior parte dos sanitários interditados desde o início das aulas deste ano.

A pior situação é no Centro de Ciências Humanas e Sociais. No bloco do curso de Letras, os banheiros masculinos e femininos estão fechados. No de Jornalismo, dos cinco construídos, dois não funcionam, inclusive o destinado aos cadeirantes.

A acadêmica Heloísa Garcia, de 20 anos, lembra que neste quesito a universidade nunca foi uma maravilha, mas garante que de uns tempos para cá o problema piorou. “Nunca estão todos funcionando normalmente. Aqui não temos banheiro para banho e os sanitários estão sempre sujos e nojentos”, disse.

Tem gente que ameniza a situação.“Não é tanto assim, tem banheiros que estão interditados, mas têm outros que dá para usar”, explica a acadêmica de Jornalismo, Priscila de Oliveira Ribeiro, 20 anos.

Mas Heloísa, que passa boa parte do dia na instituição, lembra que quando o sanitário está disponível é a descarga falha no hora “H”, porque volta e meia falta água na universidade. “Eu trabalho de manhã e venho direto para a faculdade”, lamenta sobre o problema recorrente.

Cansada de mandar e-mail à ouvidoria da UFMS, a acadêmica de Letras Carla Cristina Zurutuza, de 30 anos, resolveu protestar no Lado B.

“Eu estudo de manhã e depois da aula vou direto para o estágio, às vezes tenho que ir a outro bloco para ocupar o banheiro”, reclama.

Mas até quando chega no bloco ao lado a surpresa é ruim. “Um dos banheiros está sem a porta.“

Aviso em um dos banheiros. (Foto: Marcos Ermínio)Aviso em um dos banheiros. (Foto: Marcos Ermínio)



FAÇO PARTE DA EQUIPE QUE FAZ A LIMPEZA DOS BANHEIROS, E ASSIM COMO OS ALUNOS VEIO RECLAMAR DA SITUAÇÃO, QUE SE ENCONTRA OS BANHEIROS( SITUAÇÃO) QUE ELES MESMO CRIAM, PORQUE A MAIORIA DOS BANHEIROS SAO NOVOS E SAO LAVADOS PELO MENOS 3 VEZES AO DIA, E OS ALUNOS NÃO AJUDAN A CONSERVAR A LIMPEZA, COMO QUEREM QUE FIQUE UM BRINCO, OS PAPEIS, ELES NÃO SAO CAPAZ DE JOGAR NO CESTO DE LIXO, JOGAM NO CHÃO, RANCAM A CAIXINHA DE PAPEL TOALHA, ESTRAGAM AS DESCARGAS, E AGENTE TEM QUE TER ESTOMÂGO PRA AGUENTAR, A FALTA DE HEGIÊNE DE CERTAS PESSOAS, ELES TEM QUE VER QUE SE ELES NÃO COLABORAREM NÃO VAI TER BANHEIRO QUE PARE LIMPO, E ARRUMADO, ARRUMA DE MANHÃ E DE TARDE JA TA ESTRAGADO, NÂO E A GENTE QUE USA SÃO ELES MESMO...OBS:(estou defendendo as pessoas da limpeza que rala o dia todo pra ter esse reconhecimento).
 
silvia carolina em 15/05/2013 21:20:14
E ainda querem aumentar as vagas de alguns cursos
 
Larissa Gomes em 08/05/2013 14:25:01
A conta que não fecha... Se a UFMS tem um custo por aluno MAIOR infinitamente MAIOR que as universidade privadas, como se explica a falta de estrutura minima na instituição, NA SALA DE AULA, NA SEGURANÇA, NOS BANHEIROS entre outros... Não seria melhor fiscalizar e exigir do privado, permitindo BOLSA DE ESTUDO para quem REALMENTE precisa e acabar com o publico? Quem esta pagando esta conta? Quem de fato precisa e esta estudando? Acorda BRASIL.
 
Paulo do Valle em 08/05/2013 10:41:07
É a pura verdade o que está acontecendo. Como pode uma UNIVERSIDADE FEDERAL, sediada na capital do estado, não ter banheiros funcionando nos diverso blocos? Cadê o dinheiro investido na educação? Não bastasse o escândalo do HOSPITAL UNIVERSITÁRIO, que estava entregue nas mãos de pessoas inescrupulosas. Agora essa, sem banheiros, sem professores. E não pode reclamar senão...
 
Robert Verissimo em 08/05/2013 10:40:54
O banheiro é consertado no período matutino e à tarde já está danificado.
Ignorantes (pra não dizer outra coisa) que não respeitam o direito do próximo.
São rios de dinheiro gastos com reparos emergenciais que poderiam ser utilizados com ensino e pesquisa...

Vamos denunciar quem estraga os banheiros.

“O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”.
(Martin Luther King)
 
Filipe Alberto em 08/05/2013 10:05:26
Muitas vezes o culpado é o próprio estudante, que acaba destruindo o banheiro.
 
Cris Alencar em 08/05/2013 08:58:27
Vão até o DEA que todos funcionam que é uma blz.
 
Maria do Carmo em 08/05/2013 08:54:05
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.