A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

08/05/2013 06:21

Universitários passam aperto com banheiros interditados na UFMS

Viviane Oliveira
Acadêmica mostra situação nos sanitários (Foto: Marcos Ermínio)Acadêmica mostra situação nos sanitários (Foto: Marcos Ermínio)

Falta de estrutura é motivo constante de reclamação na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. Mas agora o problema chegou ao cúmulo de faltar até banheiro na UFMS.

Veja Mais
Guardiã de João, por uma semana repórter cuidou do Fusca sem freios de Júlia
Na novena que atrai milhares, até padre vai em busca de graça

Os universitários dizem que passam um aperto, com a maior parte dos sanitários interditados desde o início das aulas deste ano.

A pior situação é no Centro de Ciências Humanas e Sociais. No bloco do curso de Letras, os banheiros masculinos e femininos estão fechados. No de Jornalismo, dos cinco construídos, dois não funcionam, inclusive o destinado aos cadeirantes.

A acadêmica Heloísa Garcia, de 20 anos, lembra que neste quesito a universidade nunca foi uma maravilha, mas garante que de uns tempos para cá o problema piorou. “Nunca estão todos funcionando normalmente. Aqui não temos banheiro para banho e os sanitários estão sempre sujos e nojentos”, disse.

Tem gente que ameniza a situação.“Não é tanto assim, tem banheiros que estão interditados, mas têm outros que dá para usar”, explica a acadêmica de Jornalismo, Priscila de Oliveira Ribeiro, 20 anos.

Mas Heloísa, que passa boa parte do dia na instituição, lembra que quando o sanitário está disponível é a descarga falha no hora “H”, porque volta e meia falta água na universidade. “Eu trabalho de manhã e venho direto para a faculdade”, lamenta sobre o problema recorrente.

Cansada de mandar e-mail à ouvidoria da UFMS, a acadêmica de Letras Carla Cristina Zurutuza, de 30 anos, resolveu protestar no Lado B.

“Eu estudo de manhã e depois da aula vou direto para o estágio, às vezes tenho que ir a outro bloco para ocupar o banheiro”, reclama.

Mas até quando chega no bloco ao lado a surpresa é ruim. “Um dos banheiros está sem a porta.“

Aviso em um dos banheiros. (Foto: Marcos Ermínio)Aviso em um dos banheiros. (Foto: Marcos Ermínio)



FAÇO PARTE DA EQUIPE QUE FAZ A LIMPEZA DOS BANHEIROS, E ASSIM COMO OS ALUNOS VEIO RECLAMAR DA SITUAÇÃO, QUE SE ENCONTRA OS BANHEIROS( SITUAÇÃO) QUE ELES MESMO CRIAM, PORQUE A MAIORIA DOS BANHEIROS SAO NOVOS E SAO LAVADOS PELO MENOS 3 VEZES AO DIA, E OS ALUNOS NÃO AJUDAN A CONSERVAR A LIMPEZA, COMO QUEREM QUE FIQUE UM BRINCO, OS PAPEIS, ELES NÃO SAO CAPAZ DE JOGAR NO CESTO DE LIXO, JOGAM NO CHÃO, RANCAM A CAIXINHA DE PAPEL TOALHA, ESTRAGAM AS DESCARGAS, E AGENTE TEM QUE TER ESTOMÂGO PRA AGUENTAR, A FALTA DE HEGIÊNE DE CERTAS PESSOAS, ELES TEM QUE VER QUE SE ELES NÃO COLABORAREM NÃO VAI TER BANHEIRO QUE PARE LIMPO, E ARRUMADO, ARRUMA DE MANHÃ E DE TARDE JA TA ESTRAGADO, NÂO E A GENTE QUE USA SÃO ELES MESMO...OBS:(estou defendendo as pessoas da limpeza que rala o dia todo pra ter esse reconhecimento).
 
silvia carolina em 15/05/2013 21:20:14
E ainda querem aumentar as vagas de alguns cursos
 
Larissa Gomes em 08/05/2013 14:25:01
A conta que não fecha... Se a UFMS tem um custo por aluno MAIOR infinitamente MAIOR que as universidade privadas, como se explica a falta de estrutura minima na instituição, NA SALA DE AULA, NA SEGURANÇA, NOS BANHEIROS entre outros... Não seria melhor fiscalizar e exigir do privado, permitindo BOLSA DE ESTUDO para quem REALMENTE precisa e acabar com o publico? Quem esta pagando esta conta? Quem de fato precisa e esta estudando? Acorda BRASIL.
 
Paulo do Valle em 08/05/2013 10:41:07
É a pura verdade o que está acontecendo. Como pode uma UNIVERSIDADE FEDERAL, sediada na capital do estado, não ter banheiros funcionando nos diverso blocos? Cadê o dinheiro investido na educação? Não bastasse o escândalo do HOSPITAL UNIVERSITÁRIO, que estava entregue nas mãos de pessoas inescrupulosas. Agora essa, sem banheiros, sem professores. E não pode reclamar senão...
 
Robert Verissimo em 08/05/2013 10:40:54
O banheiro é consertado no período matutino e à tarde já está danificado.
Ignorantes (pra não dizer outra coisa) que não respeitam o direito do próximo.
São rios de dinheiro gastos com reparos emergenciais que poderiam ser utilizados com ensino e pesquisa...

Vamos denunciar quem estraga os banheiros.

“O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”.
(Martin Luther King)
 
Filipe Alberto em 08/05/2013 10:05:26
Muitas vezes o culpado é o próprio estudante, que acaba destruindo o banheiro.
 
Cris Alencar em 08/05/2013 08:58:27
Vão até o DEA que todos funcionam que é uma blz.
 
Maria do Carmo em 08/05/2013 08:54:05
imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.