A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

25/01/2012 13:06

A graça de um programa bem campo-grandense: ver aviões no aeroporto

Ângela Kempfer
A família de Fábio Júnior espera a chegada de algum avião.A família de Fábio Júnior espera a chegada de algum avião.

Em plena segunda-feira, com sol de rachar, famílias estacionam na avenida Duque de Caxias por volta das 16h para um programa bem campo-grandense: acompanhar pousos e decolagens de aeronaves no Aeroporto Internacional.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

A mania já fez a prefeitura até pensar em construir um mirante na região, mas não foi preciso. O calçadão da avenida é suficiente. Quem passa e não para, deixa o comentário: “Que graça tem isso?”, diz o auxiliar de pedreiro Josiney Gonçalves, de 25 anos.

“Acho que é porque Campo Grande não tem nada para fazer. Só isso explica esse programa de índio”, avalia a diarista Jussara Santos, de 53.

O funcionário público Alberto de Araújo, de 55 anos, e a esposa Maria, levaram biscoito salgado e jornais para esperar a chegada e partida dos aviões. Ele, um carioca sorridente, admite algumas manias estranhas. “Antes eu ia para a rodoviária, ver os ônibus chegando. Mas fechou e a nova é muito longe. Então venho no Aeroporto”, explica.

A esposa tenta encontrar motivos para a diversão inusitada do marido. “Acho que é saudade do Rio de Janeiro. Ele fica imaginando que também vai viajar”, sorri.

Os dois moram em Campo Grande desde que o filho militar foi transferido para cá, há 15 anos. “Vim deixar ele aqui e chorei o caminho inteiro de volta para o Rio. Então decidi mudar para cá também”.

Dois anos depois da mudança, o rapaz foi para outra cidade, mas os pais e a irmã ficaram. “Eu gosto daqui”.

Alberto e a esposa, em um dia do lado de fora do Aeroporto.Alberto e a esposa, em um dia do lado de fora do Aeroporto.
A frente, a pista.A frente, a pista.
O vendedor de coco encontrou um point para ganhar dinheiro.O vendedor de coco encontrou um point para ganhar dinheiro.

Ao lado do casal, a tia Sirley acompanha a felicidade do sobrinho Alisson, de 7 anos, ao ver um helicóptero sobrevoar a Base Aérea. “Já vi helicóptero, avião e agora só falta um jatinho”, conta.

O garoto mora em Bonito, está de férias em Campo Grande, “morre de medo” só de pensar em entrar em um avião, mas adora assistir decolagens.

Nem a hipótese de uma passagem de graça para Disneylândia faz Alisson pensar em subir em uma aeronave. “Vai que cai comigo e eu morro”, justifica com uma risada nervosa.

A dona de casa Marília Castro, antes de sair do bairro São Francisco, viu pela internet os horários das decolagens, para não perder o "espetáculo". Trouxe minhas filhas porque elas adora. Parece cinema", diz a mão abraçada a Ana Júlia, de 3 anos e Raphaela, de 6.

No estacionamento, o vendedor de água de coco diz que encontrou um super point para ganhar dinheiro. Ele conta que muita gente para correndo quando percebe que um avião vai decolar e, sem dúvida, a maior atração são as aeronaves.

“Tem dias que são mais de mil pessoas aqui. É uma festa de família, até às 8 da noite. Depois começa o funk e a coisa fica mais pesada”, relata José Roberto.

Fábio Júnior Menezes levou a tia e os primos para o programa do lado de fora do Aeroporto. Com tereré, biscoitos e um tapete de crochê, o grupo de 7 pessoas parece na beira da praia, em um conforto preguiçoso.

“A graça aqui não é ver os aviões, é sentar e sentir esse ventinho. O ar fresco compensa”, argumenta o rapaz sob a sombra de um pequeno coqueiro.




jente,que absurdo ver avioes decolar rsrss.ta na hora desses politicos daqui de campo grande ms. fazer alguma coisa para o povo exemplo falta tudo aqui um zoologico com animais da africa.ou ate mesmo daqui meus filhos nunca viram nem um bicho daqui do pantanal, falta de lugar que nao falta aqui...
 
sergio alencar em 19/07/2012 03:42:00
Parabéns a prefeitura que valorizou a tradição dos moradores e fez o mirante! É realmente um espaço para contemplar, para sonhar. É para quem sabe valorizar o tempo, não para quem vive na pressa. Sobre as festinhas noturnas, realmente é algo a ser mais fiscalizado, mas deixa o povo namorar lá rsrsrs
 
Elânio Rodrigues em 26/01/2012 10:17:41
SOU FREQUENTADORA.....E BOM DEMAIS......
 
CRISTIANE INES DE LIMA em 26/01/2012 09:03:41
Pessoal chato que só reclama! Vão assistir Big brother então cambada!
 
Paula Lutero em 26/01/2012 08:32:07
Paulenir, você deve ser um chato meticuloso, que vê perigo em tudo, vamos deixar o povo se divertir, se gostam de lá, maravilha!!!
 
daniela rodrigues em 26/01/2012 01:27:10
O lugar é ótimo bem a cara da cidade morena!!! Só falta um belo mirante para fechar com PORRRRRTA (chave) de ouro como se diz aqui em CG!!! Campo Grande a cada dia melhor!!!
 
Guilherme Rocha em 25/01/2012 09:52:09
Bom mesmo seria se tivesse mais bancos para as pessoas se sentarem, uma pracinha pras crianças brincarem, um espaço para jogar volei e um futbol....mais só quem mora próximo a orla morena tem essa previlégio...Precisamos de lazer em Campo Grande.
 
Andréia Barbosa em 25/01/2012 09:47:56
Não acho que é falta do que fazer, as aeronaves exercem essa atração, ver as partidas e chegadas representam muito mais do que a operação dessas máquinas. Lembro-me que, quando criança, ficava horas perto do aeroporto de Congonhas observando tudo, hoje sou controlador de voo, e, da Torre de Controle, posso assistir de camarote esses fascinantes pousos e decolagens.
 
Roberto Padora em 25/01/2012 09:47:10
O lugar é bom, no dia que eu fui nao teve nada do que essas pessoas falaram
isso é que nao tem tempo,familia,nao é de bem com a vida, por isso eles falam
isso foi muito divertido, minha tia que nao é daqui de Campo Grande adorou
e depois nos fomos no parque das naçoes foi muito legal.....
 
FERNANDA MENEZES em 25/01/2012 09:03:14
Sempre foi mania das pessoas fazerem isto, quando o trem começou a funcionar em Campo Grande em 1914 as pessoas iam ver se estava chegando alguém. Decerto a Prefeitura somente fez este lugar porque já era tradição pararem para ver o avião descer.
 
Andrey fontenello em 25/01/2012 07:18:53
É falta de opção de lazer em Campo Grande.
Deveria ter um Zoológico (municipal ou estadual), por exemplo
Um Jardim Botânico, um Museu, etc.
Ou será que o pessoal que vai lá, não está interessado em sumir de Campo Grande?
Tipo assim, como uma leitora disse: "Ir para o Rio de Janeiro"
 
José Carlos de Almeida em 25/01/2012 06:33:00
Bem legal este lugar,ja estive la e meu filho gostou do passeio.Mais um bom lugar em CG.
 
Paula Sartori em 25/01/2012 05:16:48
Boa reportagem, divertida. Parece que se trata mesmo de uma espécie de praça, que não possui esporte, pista de caminhada ou corrida, mas conta com pousos e decolagens. Aparentemente, muitos gostam. Comportamento diferente, mas não vejo como algo ruim. Além disso, pelas reclamações postadas, parece que o policiamento não comparece há tempos durante a noite, como em quase toda periferia da cidade...
 
Fabiano Silva em 25/01/2012 05:00:25
O local é PERIGOSO "para se ficar parado"!! No caso de uma pane na decolagem ou no pouso a aeronave, pior ainda se for de grande porte, poderá alcançar essa área de cabeceira da pista, sendo que a pista de taxi (lateral a principal) também é homologada para operações em emergências.
O certo é PROIBIR as pessoas de se concentrar nessa área além do mesmo atrapalhar o trânsito da Via Morena.
 
Paulenir de Barros em 25/01/2012 04:14:18
Isso se chama falta de opção de lazer em uma cidade
 
Julio Balbueno em 25/01/2012 03:47:48
Seria um espaço incrível se as famílias pudessem mesmo frequentar. Para ficar lá, só nesse horário mesmo da reportagem. À noite, melhor hora para relaxar e tal, não dá porque os baderneiros, maloqueiros, funkeiros e caminhoneteiros do som tomam conta do local, para ficar BADERNANDO e DANÇANDO, sacudindo seus traseiros ao vento e apontando os mesmos ao chão e ao céu, acabando com a paz do lugar.
 
Madalena Sortioli em 25/01/2012 02:11:09
Sempre fomos ver os aviões, mesmo antes das obras, mas da última vez (uns 2 meses atrás) o local estava imundo, com muito lixo espalhado, bituca de cigarro, embalagem de bebida, inclusive alcoólica e até camisinha usada, por isso não voltamos mais, mesmo com os meus filhos pequenos insistindo, pois sim, é um programa bem divertido.
 
MARCIA SCHERER em 25/01/2012 02:08:16
Parabéns à administração municipal e estadual por mais essa obra que, dentre outras inúmeras, figuram como boas opções de lazer às famílias campograndenses e àqueles que curtem em especial a aviação, com certeza uma atividade que vale a pena ser contemplada, muito melhor que um BIG BROTHER.
 
FLÁVIO HENRIQUE RODRIGUES em 25/01/2012 01:58:26
a graça não é ver avião é utilizar o espaço como uma praça ou mais um lugar para encontrar amigos ou passar o tempo, resumindo é a mesma de ir na praça do rádio, na Ari Coelho ou no parque das nações, devido a falta de espaços como estes próximos de suas casas eles aproveita mais este, que proporciona um ambiente familiar e agradável
 
Adriano Lopes em 25/01/2012 01:57:07
Se fosse frequentado só por família, era um bom local para tomar um tereré, jogar coversa fora e fazer novas amizades, mas o local é frequentado por moleques e baderneiros que consomem alcool e droga no período noturno.
No dia 31/12 soltaram fogos enquanto aviões realizavam pousos, um deles teve que arremeter por causa disto. A polícia precisa frequentar o local garantindo um ambiente saudável.
 
Eva Gomes em 25/01/2012 01:44:55
vale a pena + não esqueça do terere
 
AGNALDO XIMENES DE SOUZA em 25/01/2012 01:18:40
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.