A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

27/09/2012 14:35

Tradição de Cosme e Damião faz a alegria da criançada

Paula Maciulevicius
As crianças estavam logo cedo em busca dos doces de São Cosme e Damião. De porta em porta, eles batiam perguntando que casa ia fazer a distribuição. (Fotos: Rodrigo Pazinato)As crianças estavam logo cedo em busca dos doces de São Cosme e Damião. De porta em porta, eles batiam perguntando que casa ia fazer a distribuição. (Fotos: Rodrigo Pazinato)

Desde cedo no bairro União tem criançada batendo de porta em porta. “Tia, vai dar doce?”. A dupla Matheus e Marcelo arquitetou uma estratégia e tanta. Os dois estavam munidos de mochilas para não ocupar os instrumentos de trabalho: as mãos que batiam palmas em frente das casas.

Veja Mais
Uber multado, reajuste de ônibus e cidade sob chuva bateram recordes nas redes
Do Corinthians ao canteiro de obra, zagueiro que virou servente tem nova chance

“Ah não. Só mais tarde?”, dizia Matheus. “Marcelo, aqui também é só de tarde”. E a informação já era repassada ao amigo.

Marcelo Aguiar de Souza, 11 anos e Matheus Lucas da Silva, 9, dizem juntos o que estão fazendo desde que foram para a rua nesta quinta-feira. “Por causa do dia 27, é São Cosme e Damião”. Da mochila já saíam sacolinhas de pirulitos, balas, bombons, chicletes e suspiros.

Uma das portas onde bateram, a dona da casa até que cedeu. Mas a distribuição dos saquinhos só vai começar às cinco da tarde.

Dulcinéia de Souza, tem 71 anos. Trinta deles dedicados a agradecer São Cosme e Damião com as guloseimas para crianças. Dulcinéia de Souza, tem 71 anos. Trinta deles dedicados a agradecer São Cosme e Damião com as guloseimas para crianças.
O menino Matheus, 11 anos, estava preparado. A mochila deixava as mãos livres para bater palma em frente das casas. O menino Matheus, 11 anos, estava preparado. A mochila deixava as mãos livres para bater palma em frente das casas.

Enquanto na Igreja Católica, a data foi ontem, a maioria das festas em centros de umbanda para para os orixás ‘Ibejís’, que correspondem a Cosme e Damião, é celebrado no dia 27, regado a guloseimas.

Dona Dulcinéia Victório de Souza, tem 71 anos e há três décadas prepara os doces para as crianças, em agradecimento para São Cosme e Damião. “Nós passamos uma situação muito ruim, meu marido estava desempregado e dizia que ia acabar com a própria vida porque só dava para as crianças arroz e ovo”.

Diante do desespero do marido, Dulcinéia que ainda morava em Corumbá, cidade onde a tradição da data é ainda vivida com mais força, foi até a cruz do rapaz Aleixo, conhecido na cidade pelos pedidos atendidos, ajoelhou e pediu.

Em uma semana o marido foi chamado para ser representante de uma empresa de biscoitos na Cidade Branca. Como o milagre coincidiu com a data, ela só tinha o que agradecer. “Graças a Deus, salve São Cosme e Damião”, relembra.

Hoje os pacotinhos já estavam nas sacolinhas, 200 só esperando pela criançada. “Se eu tiver saúde e tiver condições, ano que vem faço um bolo também”. Na casa a tradição é passada de mãe para filha e já está na terceira geração.

Pedro Henrique tem 11 anos e já sabe que passa o dia anterior e a data mesmo, embalando saquinhos. “Eu gosto, faço para as crianças”, dizia.

No mesmo bairro, um pouco mais adiante da casa de dona Dulcinéia, a movimentação era intensa. Quem bate a porta de dona Teresa Buzano, 72 anos, ouve “só mais tarde”, ou no caso da reportagem, “pode entrar”. É que ninguém pode parar de colocar doces nas sacolinhas para atender a porta.

“Minha devoção é para as crianças. Elas te pegam, te agradecem, te abraçam. Aquilo é uma satisfação muito grande”, ensina dona Teresa Buzano, 72 anos. “Minha devoção é para as crianças. Elas te pegam, te agradecem, te abraçam. Aquilo é uma satisfação muito grande”, ensina dona Teresa Buzano, 72 anos.

O Campo Grande News havia chego à casa certa. “Sempre faço. Tem pirulito, Maria-mole, bombom, chiclete”. Mas este ano, devido a problemas de saúde, a aposentada se ‘limitou’ a fazer 100 pacotinhos.

“Sempre faço almoço, com doce e comida”. A tradição começou há 13 anos, depois de ter um milagre concedido, segundo ela, graças à intercessão de São Cosme e Damião. No dia 27 de setembro do ano passado, ela contratou três cozinheiras e fez comida para 300 crianças em Bela Vista.

“Minha devoção é para as crianças. Elas te pegam, te agradecem, te abraçam. Aquilo é uma satisfação muito grande, você fez um inocente ficar pelo menos um dia bem alimentado. Não adianta eu viver meu luxo e ver gente sofrendo por aí”.

Não precisa dizer mais nada. Toda a crença e devoção está no testemunho de Teresa.

Em uma loja de doces na avenida Brilhante, o estoque foi reforçado. A proprietária, Sandra Regina Moraes, 37 anos, aprendeu que para São Cosme e Damião, quanto mais guloseimas, melhor.

“Aumentamos em 40% este ano. Todo mundo deixa para a última hora e quem veio ano passado e comprou 100, hoje comprou 150 e já disse que para o ano que vem, vai fazer 200 pacotinhos”, finaliza.




A festa de Cosme e Damião é linda, repleta da inocência das crianças, do amor dos mais velhos e do agradecimento de quem recebeu algo de que precisava muito. Seja católico, umbandista, candomblista, cardecista e até mesmo evangélico, não importa, para quem tem fé e quer agradecer, o que vale é o amor, a fé, a esperança e a alegria. Religião não se discute = PRATICA-SE. muito axé a todos.
 
Rosa Pereira em 28/09/2012 07:46:30
Acredito que todas as crenças, que levam as pessoas, assim como as crianças; a encontra paz harmonia e principalmente alegria. Tem um Dom divino. Em algumas passagens da biblia jesus diz: vem a mim as crianças e alegria contagia a todos. temos que nos torna uma criança para sermos felizes. elas contagiam as pessoas.
Deus é tudo e esta no meio de todos nós. A fê remove montanhas.
 
ricardo campos em 27/09/2012 08:17:57
O que não é certo é criticar dessa forma a crença dos outros....
Somos todos irmãos.... irmãos em Cristo....

Nossos doces são distribuídos em nome de DEUS e de Santos Cosme e Damião, não do demônio....

Estude mais as religiões antes de criticar dessa forma..... por favor...
 
Vagner Dias em 27/09/2012 08:14:31
Recebemos na festa dos Santos Cosme e Damião muitos evangélicos, espíritas, ateus e atoas.... não criticamos ninguém, recebemos com nossos corações abertos. Ano que vem, pretendemos fazer muito mais.
Foi lindo ver o rostinho das crianças ganhando os doces. Garanto que nenhuma criança saiu de lá com pouco doce. Havia mais doces que crianças, mas não sobrou quase nada, só sobrou o que ninguem quis.
 
Vagner Dias em 27/09/2012 08:11:10
Para quem quiser conhecer, a Comunidade Católica de Santos Cosme e Damião fica na rua Califórnia, esquina com a Rua Tiradentes no Jardim Anahy. E comemoramos SIM o dia dos nossos Padroeiros ontem. Com direito a MISSA CAMPAL e tudo mais. Distribuimos doces, hot dogs, bolo, sorvete, refrigerantes e até cama elástica oferecemos para as 100 crianças (aproximadamente). TUDO DOADO por devotos. segue...
 
Vagner Dias em 27/09/2012 08:07:10
isso não é certo porque em vez de comemorar essas coisas vão para a igreja vão ora
e essa mãe que fala que pediu para são cosme ai para que cuidasse da filha o que é isso
essas coisas temos de pedir a deus .......
 
victoria fagundes salim em 27/09/2012 06:51:43
Pedia a São Cosme e Damião, que sempre cuidasse da minha filha. Distribuo e vou continuar distribuindo ate quando eu puder fazer isso. Maldade existe em todos os lugares, mas devemos respeitar a fé de cada um. Desde de criança vejo pessoas distribuindo doces e nunca fiquei sabendo de ninguem que aconteceu alguma coisa. Respeitem a FÉ das, pessoas, o mundo ja esta cheio demais de maldades.
 
Liliane Moreira em 27/09/2012 05:39:19
Caro Lucas Andrade, o correto antes de fazer um comentário é saber o que está falando, e ter argumentos plausíveis. Este exemplo que vc citou existe mesmo, porém você não deve generalizar, pois existem pessoas que são apenas devotos aos santos e destribuem os docem às crianças como forma de agradecimento à uma graça alcançada, enfim, não precisa estar " encorporado" p fazer isso...
 
Fabiana Rocha em 27/09/2012 04:54:59
Faça você mesmo ma pesquisa sobre o que verdadeiramente é são cosme e damião...aposto que nunca mais deixaraão seus filhos soltos por aí à procura de doces. Quando era criança eu não sabia se pegava o doce ou se morria de medo dos demônios incorporados em muitas pessoas com espírito de criança babando e jogando bolo nos que por lá passavam...é desesperador!!!
 
LUCAS ANDRADE em 27/09/2012 03:22:03
Na verdade, a comemoração dos mártires Cosme e Damião em 27/09 sempre foi da Igreja Católica, tanto que consta essa data no Missal antigo de 1962 (a reforma de 1969 é que trocou o dia p/ 26/09). A apropriação desta data pelos umbandistas se deve ao sincretismo com um tipo de "entidades" gêmeas invocadas pelas crianças umbandistas, daí o costume - inexistente na Igreja Católica - de dar guloseimas.
 
Marcel Ozuna em 27/09/2012 03:20:22
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.