A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

28/07/2015 11:23

"Não convide quem nunca foi na sua casa", ensina especialista em casamentos

Karla Lyara
Claudia é jornalista e consultora em etiqueta. (Foto: Divulgação)Claudia é jornalista e consultora em etiqueta. (Foto: Divulgação)

Entre o pedido de casamento e o “sim” no altar, existe uma vasta caminhada. As festas de matrimônio deixaram de ser simples reuniões familiares e amigos para celebrar a união de um casal e se transformaram em um evento muito mais glamouroso.

Veja Mais
Espaço de eventos inaugura com curso de gastronomia para crianças
Escola se destaca com educação baseada no carinho com os alunos

De acordo com a Associação dos Profissionais, Serviços para Casamento e Eventos Sociais (Abrafesta), o segmento movimentou, só no ano passado, cerca de R$ 15 bilhões e envolveu centenas de prestadores de serviços. Do aluguel de carros, roupas à contratação de artistas, serviços de buffets, decoração, bolos, som, iluminação e por aí vai.

No meio de todo esse processo não podemos esquecer que existe uma noiva e também um noivo que sonham com esse momento único e desejam que tudo saia perfeito. Para a especialista em casamento, Claudia Matarazzo, é preciso que o casamento seja familiar, intimista e dentro do orçamento. “Hoje o menos é mais. Os noivos precisam estabelecer prioridades, pois não é possível ter tudo, todas as novidades do mercado em uma festa só”, comenta.

Claudia  lançou o livro “Casar sem frescura”, em Mato Grosso do Sul, durante o evento Wedding Planner Workshop. (Foto: Marcos Vollkopf)Claudia lançou o livro “Casar sem frescura”, em Mato Grosso do Sul, durante o evento Wedding Planner Workshop. (Foto: Marcos Vollkopf)

A jornalista e consultora de etiqueta lançou o livro “Casar sem frescura”, em Mato Grosso do Sul, durante o evento Wedding Planner Workshop, realizado na noite de segunda-feira (27), no Buffet Grand Mere, em Campo Grande.

A palestrante falou de etiqueta, moda e organização de eventos. “É preciso ficar atento a algumas novidades que podem ser apenas modismos e quando passam, parecem até ridículas”, afirma.

Mesmo assim, ela defende que muitos costumes seguidos não são obrigatórios, como o buquê, que antigamente era feito com ervas aromatizadas e arruda para espantar o mal olhado, e então começaram a colocar flores por conta do aroma. “Quase todas usam buquê, mas a noiva poder optar por um terço, por exemplo”, lembra.

A especialista em festas também está preocupada com consumo exagerado de bebida: “Tudo tem limite, e o que era para ser uma confraternização pode terminar em briga. Com o uso do álcool as pessoas ficam alteradas e perdem a noção”, acrescenta.

A tendência, conforme a especialista, é de casamentos menores, onde os noivos aproveitam mais a festa. “Imagina cumprimentar 500 convidados? A regra básica é não convide quem nunca foi na sua casa ou vice-versa. E aquela pessoa que você encontra todo dia na academia, mostre as fotos do casamento depois pra ela!”, brinca.

A dica é responder algumas perguntas: “O que eu quero?”, “O que meu noivo quer”, “O que nossa história representa”?

Em um mercado onde muitos casais estão mais preocupados com a festa do que com o significado do matrimônio, Claudia Matarazzo destaca: “Luxo é ter sentimento”.

O casamento pode ser dos sonhos mesmo sem tanto dinheiro. Aqueles que têm condições é legal investir em algo que gostam e fazer uma festa cheia de atrações, mas não esqueçam que o principal objetivo é a união de duas vidas, a festa é consequência, uma celebração desse momento com pessoas queridas.

Não convide quem nunca foi na sua casa, ensina especialista em casamentos

 

*Karla Lyara é jornalista, cerimonialista, assessora de eventos, personal bride e colaboradora do Lado B.

 




imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.